Você sabe como usar a camisinha feminina?

Descubra se ela protege contra DSTs e qual preservativo é mais resistente

POR CAROLINA SERPEJANTE - PUBLICADO EM 08/03/2012

Nos últimos anos a mulher conquistou seu espaço na sociedade e diversas liberdades, principalmente a sexual. Uma prova dessa emancipação é o uso da camisinha feminina. "O método é uma alternativa tão eficaz para prevenir DSTs ou uma gravidez indesejada quanto à camisinha masculina", afirma a ginecologista Daniela Gouveia, do Femme Laboratório da Mulher.

A partir da segunda quinzena de maio, o Sistema Único de Saúde (SUS) deverá começar a distribuir preservativos femininos. Ao longo do ano, devem ser distribuídos 20 milhões de preservativos, divididos em cinco lotes, informou o Departamento de Doenças Sexualmente Transmissível, Aids e Hepatites Virais, vinculado ao Ministério da Saúde.

Em 2008, uma pesquisa do departamento vinculado ao Ministério da Saúde constatou que aproximadamente 90% das mulheres sexualmente ativas no país conhecem ou já ouviram falar da camisinha feminina. Apesar de existir desde os anos 1980, as pessoas sabem muito pouco sobre ela e desconsideram seu uso. Tire agora todas as suas dúvidas sobre a camisinha feminina e adote essa proteção:

1/8

A camisinha feminina é mais eficaz que a masculina contra DSTs?

2/8

Ela pode ser colocada muito tempo antes do ato sexual sem nenhum risco?

3/8

A resistência das duas camisinhas é igual?

4/8

Eu posso usar a mesma camisinha em mais de uma relação sexual?

5/8

É possível usar a camisinha feminina junto com a masculina?

6/8

A camisinha feminina é mais alergênica?

7/8

A camisinha pode entrar demais e se "perder" na vagina?

8/8

Ela pode gerar ruídos durante a relação sexual?

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.