Você cai nos mitos sobre a vida sexual da mulher com mais de 50?

Veja se realmente há queda no desejo sexual, dificuldade de orgasmo e dor durante o sexo

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 25/09/2012

Diminuição da libido, dificuldade para chegar ao orgasmo e dor durante a relação transformam a vida sexual das mulheres com mais de 50 anos em um problema, afastando o prazer e causando preocupações que, muitas vezes, geram uma crise no casamento. "Se por um lado a mulher está madura e mais dona de si, por outro as alterações hormonais podem prejudicar a autoestima", afirma a ginecologista Sylvia Maria Oliveira, presidente da comissão nacional especializada em sexologia da Federação Brasileira de Sexologia e Ginecologia (FEBRASGO). As mudanças por trás de tudo isso não são apenas físicas, mas psicológicas também. Para lidar com elas, os especialistas recomendam desde reposição hormonal, no caso de sintomas mais intensos da menopausa, terapia e a mudança de hábitos em nome de uma rotina mais saudável, com dieta balanceada e prática de exercícios. "Tudo isso ajuda a mulher a se conhecer melhor, trabalhar a autoestima e refazer a noção de limites", afirma a especialista. Para identificar o que, realmente, tem a ver com essa fase da vida e o que não passa de mito, responda o teste e encontre a melhor solução para o seu tipo de problema.

1/7

Os únicos responsáveis pela diminuição do apetite sexual são os hormônios.

2/7

Mulheres no período pré-menopausa podem ter queda da autoestima.

3/7

Sexo na meia idade dói mais que na juventude

4/7

A mulher na meia idade não alcança mais o orgasmo.

5/7

Depois que a mulher começa a usar o vibrador, fica difícil sentir prazer com o parceiro.

6/7

Mulheres nessa fase podem abrir mão da camisinha.

7/7

A reposição hormonal pode trazer de volta a libido.