PUBLICIDADE

8 coisas para fazer quando você estiver solitário

Para superar a solidão, é necessário mudar nossas perspectivas sobre estar sozinhos

Existem dias em que não encontramos vestígios de companhia ao nosso redor. Checamos o celular e não há novas mensagens. Pensamos em chamar alguém, mas não encontramos assuntos que possam justificar uma interação. Percebemos, então, que estamos sozinhos, e estar acompanhado só de nós mesmos traz pensamentos que machucam e dão desesperança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Este conjunto de reflexões nos levam a um estado de solidão, sentimento que pode trazer malefícios para nossa saúde mental. Entretanto, há formas de combater a sensação de isolamento. Veja a seguir, oito coisas para fazer quando você estiver solitário:

1. Monte uma lista de coisas para fazer

Segundo a psicóloga Lia Clerot, a solidão traz um leque de pensamentos negativos para o nosso dia a dia, inclusive o de inutilidade, pois não temos energia para seguirmos adiante com nossa rotina.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Portanto, definir o que faremos ao longo da semana em uma lista pode ajudar a afastar pensamentos solitários, pois substituímos pensamentos solitários por planejamento de atividades que façam parte de seu dia a dia.

2. Faça atividades físicas

A prática de atividades físicas libera hormônios como a endorfina, responsável por nos dar uma sensação de bem estar e prazer, o que consequentemente reduz os impactos emocionais da solidão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Lia Clerot ainda aponta outros benefícios em realizar atividades físicas quando estamos nos sentindo sozinhos, como a potencialização da memória, a melhoria da concentração e a redução do estresse e ansiedade.

A ansiedade pode ser um fator que potencializa e até nos leva a buscar a solidão. Portanto, diminuí-la é uma forma eficaz de tornarmos nossa vida mais feliz.

3. Conheça lugares novos

Buscar conhecer novos lugares em sua cidade ou fazer uma viagem pode proporcionar um contato maior com outras culturas. Para Lia, isso afasta os pensamentos negativos. A experiência pode ser igualmente prazerosa sozinho ou acompanhado.

Entretanto, ao passearmos com alguém que compartilha os mesmos interesses e gostos que nós temos, acabamos cultivando um sentimento de pertencimento, o que diminui a solidão.

4. Ajude o próximo

Quando ajudamos o próximo, sentimos que fazemos parte de algo e que nossa existência é benéfica para os outros. Para Lia, isso aumenta nossos níveis de satisfação emocional, o que reduz a fixação no sentimento de solidão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, agir em prol do outro libera oxitocina em nosso organismo, hormônio que reduz diversas sensações negativas, incluindo aquelas sentidas por quem está se sentindo sozinho.

5. Escute músicas que ama

A arte é capaz de nos trazer conforto em momentos de tristeza. Quando estamos nos sentindo sozinhos, podemos ter a companhia de narrativas sonoras que nos tirem de nossa realidade.

Entretanto, Lia Clerot adverte que nem todas as músicas trazem boas lembranças. Portanto, é necessário criar uma seleção de músicas que te faça bem, levantando seu astral em momentos de tristeza.

6. Leia livros

Ao entrar em universos literários, ficamos naturalmente distraídos. "Concentrar-se em coisas prazerosas afasta os pensamentos negativos, responsáveis por potencializar a sensação de solidão", explica Lia Clerot.

7. Medite

Um dos maiores desafios em estar sozinho é lidar com nossos medos, pois não sabemos como enfrentá-los. Para isso, é necessário cultivar uma maior segurança em nós mesmos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É nesse momento que a meditação se torna útil no combate a solidão, pois a prática auxilia no autoconhecimento: "Meditar proporciona um entendimento melhor sobre nossos limites e nos faz estar em maior sintonia com nosso interior", explica Lia.

8. Fale com amigos e familiares

Falar com as pessoas sobre o que sentimos nos ajuda a não guardar mágoas. Segundo Lia Clerot, nosso organismo não foi feito para armazenar tristezas, portanto, é necessário desabafar.

"Expressar nossos sentimentos é indispensável, já que o acúmulo de sentimentos e pensamentos ruins influenciam no desenvolvimento da solidão", afirma Lia Clerot.

Quando devo considerar fazer terapia?

Segundo Lia Clerot, devemos considerar realizar terapia a partir do momento que a solidão começar a atrapalhar nossa rotina. "Um especialista irá te ajudar a encontrar maneiras de superar os sentimentos negativos, lhe trazendo autoconhecimento", afirma a psicóloga.

Ela também alerta que a solidão associada a outros sintomas como perda de apetite, sono, concentração e interesse no dia a dia podem ser sinais de depressão. Portanto, é necessário consultar também um psiquiatra.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A solidão vai embora algum dia?

Deixar de sentir-se sozinho é um processo. Para Lia Clerot, o autoconhecimento e a autoestima são as ferramentas mais valiosas que temos ao nosso dispor no caminho de cura. Para que você o encontre, é preciso ter paciência.

Realizando pequenos atos de autocuidado, é possível nutrir a esperança de que, um dia, o fato de estarmos sozinhos não irá nos causar mal. Não sinta vergonha de buscar ajuda com um especialista, pois todos nós precisamos de acolhimento.