PUBLICIDADE

Meu primeiro vibrador: dicas para escolher e começar a usar

Sexóloga explica o que levar em consideração na hora de adquirir um brinquedo sexual

Por Isabella Moura (Crefito 211384-f), fisioterapeuta pélvica, sexóloga e colaboradora da Plataforma Sexo sem Dúvida

Vibradores não são algo de outro mundo e muito menos "consolo" de viúvas. Tão pouco são um recurso para mulheres que estão sem parceiros, eles vão muito além disso. Sempre digo que vibrador é vida e um ótimo aliado da saúde íntima e do autoconhecimento. Até porque você não vai precisar de ninguém para se descobrir e despertar suas áreas erógenas.

Com tantos benefícios assim, não poderia deixar de trazer um pouco sobre a história desses aparelhos. Afinal, você sabe de onde surgiram esses brinquedinhos maravilhosos que tanto amamos?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em meados do século 19, muitas mulheres vinham sofrendo com sintomas de nervosismo, ansiedade, insônia, irritabilidade, estresse, falta de apetite, queda do desejo sexual e, claro, brigas e choro, levando a uma "tendência a causar problemas". Na época, essa "doença" foi chamada de histeria.

O tratamento recomendado para esse distúrbio era uma "massagem" (uma estimulação manual) realizada na vulva, até que a paciente experimentasse um "paroxismo histérico" - hoje conhecido como orgasmo.

As mulheres se sentiam mais calmas, tranquilas e até mesmo mais felizes, o que acabou repercutindo em seus relacionamentos, fazendo com que os maridos passassem a encaminhar suas esposas para o tratamento. Mas, com a grande demanda, os médicos se sentiam exaustos, com as mãos e os dedos doloridos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A solução foi a invenção dos aparelhos de massagem, que encurtaram o tratamento de horas para minutos, eliminando a necessidade da estimulação manual e aumentando a capacidade de tratamento do médico. Assim, surgiram os vibradores.

Leia mais: Brinquedos eróticos: 7 perguntas que você PRECISA se fazer antes de comprar

Quase dois séculos depois, muita coisa mudou e os vibradores se tornaram itens cada vez mais procurados pelas mulheres. Nos dias de hoje, o mercado inova diariamente e novidades não param de surgir, o que aumenta a dificuldade na escolha de qual seria o vibrador ideal para iniciantes no assunto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dicas para escolher o primeiro vibrador

Se você nunca se aventurou no universo dos brinquedos sexuais e está pensando em adquirir seu primeiro vibrador, minha dica é sempre começar pelo mais simples e de baixo custo. Assim, dá para experimentar a sensação e ter uma ideia do que vai gostar mais.

Para isso, indico o Bullet, que é um vibrador clitoriano - ou seja, ele é bem específico para onde temos mais de oito mil terminações nervosas de puro prazer. O aparelho é pequeno, com formato de cápsula, funciona a pilha e possui regulagem da vibração. A sua desvantagem é que não é muito silencioso, mas vale o custo benefício, porque pode ser usado de várias formas.

Além desse, sempre indico vibradores de penetração, pois percebo na prática clínica muitas mulheres com dificuldade em ter orgasmos com seus parceiros durante a penetração. Por isso, é muito importante estimular também o canal vaginal para descobrir as melhores maneiras de ter prazer junto com o parceiro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os vibradores de penetração também podem vir com estimulador de clitóris - assim, fica bem mais fácil atingir o orgasmo sem deixar de estimular o canal vaginal.

É fato que grande parte das mulheres adoram receber sexo oral, por isso não posso deixar de falar também dos sugadores clitorianos. Esses são vibradores com função de sugar, como se fosse uma boca, para trazer a sensação do sexo oral. Esses modelos são mais modernos e, com isso, seu custo aumenta, mas vale o investimento já que teremos inúmeros benefícios com eles.

Leia mais: O que descobri na minha primeira vez no sex shop

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Portanto, a dica de ouro é começar pelo Bullet a pilha e depois investir em outros modelos mais modernos, optando por vibradores com carregamento USB e à prova d'água, evitando que estraguem com facilidade.

Não preciso nem lembrar que esses aparelhos são sensíveis e frágeis, portanto, cuide bem do seu, higienize com sabonetes neutros ou específicos para brinquedos eróticos, guarde em ambiente arejado, usando com cuidado. E depois dessas dicas, está esperando o que para ter um vibrador para chamar de seu? Use sem moderação e aproveite a viagem!