PUBLICIDADE

Pesadelos que se repetem indicam que algo pode estar faltando em sua vida

Segundo estudo, o excesso de sentimentos negativos podem lhe tirar até uma boa noite de sono

A experiência de ter pesadelos pode ser desagradável. Agora imagine ter o mesmo pesadelo noite após noite. É uma situação estressante, podendo até mesmo diminuir nossa vontade de ir dormir. Pensando neste quadro, Netta Weinstein, professora sênior de psicologia na Universidade de Cardiff no Reino Unido, desenvolveu um estudo publicado pelo periódico Motivation and Emotion, onde indicou que pessoas que se sentiam frustradas e impotentes em suas vidas, tinham maior probabilidade de ter pesadelos recorrentes do que as que se sentiam satisfeitas e no controle de suas rotinas.

Três características primordiais para o bem estar foram levadas em consideração no estudo: Autonomia, competência e afinidade com o meio social. O objetivo era saber se havia uma relação entre a falta delas e sonhos perturbadores. Normalmente, as pessoas se sentem mais satisfeitas com suas vidas quando estão no controle de suas escolhas, se são boas no que fazem e se sentem conectadas uma às outras, sem a ocorrência do isolamento. A ausência desses aspectos na vida podem levar à ansiedade, depressão e outros problemas mentais.

Como o estudo foi feito

Foi solicitado que 200 pessoas respondessem a um questionário sobre o quanto estavam frustradas ou satisfeitas com diversos aspectos de suas vidas, informando também qual era seu sonho mais recorrente. Também foi solicitado paralelamente que outros 110 participantes mantivessem uma espécie de "diário dos sonhos", e respondessem questionários psicológicos por três dias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ambos experimentos mostraram uma ligação entre frustrações e sonhos com temática negativa, que envolviam sensações de pavor, tristeza ou raiva. "Isto pode ser a psique tentando processar e dar sentido à experiências desafiadoras que temos quando estamos acordados", disse Weinstein em entrevista à revista Time.

O primeiro experimento

Pessoas que na primeira pesquisa responderam que estavam frustradas com suas rotinas, relataram que sonhavam frequentemente que estavam caindo, errando em algo ou sendo atacadas. Porém, os autores envolvidos na pesquisa alertam: Ainda é muito cedo para relacionar um sonho específico com um problema do dia a dia. Mas, os estudos já mostram indícios que sentimentos negativos específicos são capazes de influenciar em nossos sonhos.

O segundo experimento

Já o segundo grupo que foi acompanhado por três dias, relatou que tiveram sonhos muito piores em dias em que experienciaram alguma frustração. Em dias em que ela não ocorreu, ou aconteceu em quantidades menores, os sonhos foram mais "leves". Isto fortalece a ideia que as expectativas não atingidas do dia a dia estão influenciando diretamente os sonhos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Conclusões

Weinstein diz que sua pesquisa levanta mais pontos a serem discutidos em volta da saúde mental, e deve servir como aviso para pessoas que encontram-se diariamente em condições de solidão, frustração e desamparo. "Emoções negativas frequentes, quando não tratadas, afetam não apenas nosso funcionamento durante o dia, mas agora, possivelmente, afetam nossa habilidade de dormir bem a noite e descansar".

Portanto, é importante estar atento aos seus sentimentos. Caso sinta-se em uma situação de mal estar constante, procure a ajuda de pessoas próximas ou então de um especialista. O autocuidado e o respeito com as próprias necessidades desempenham um papel importante para a felicidade e satisfação diárias, o que melhora diversos setores de sua vida, afastando até os pesadelos, o que lhe garante uma melhor noite de sono.