7 benefícios de segurar o bebê no colo

Além de aumentar o vínculo afetivo, a prática contribui para o desenvolvimento físico e mental da criança

O toque carinhoso é fundamental para que o bebê se sinta amado. Além disso, esse contato com os pais e cuidadores também proporciona benefícios para sua saúde e desenvolvimento da criança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para se ter uma ideia, um estudo feito pelo Departamento de Psicologia da Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos, descobriu que crianças que recebem colo dos pais tornam-se adultos mais saudáveis, mais gentis e empáticos.

O estudo contou com a participação de mais de 600 adultos que participaram de entrevistas e testes. Ao final da pesquisa os cientistas perceberam que aqueles que eram abraçados quando crianças se transformavam em adultos mais bem ajustados, com menos ansiedade e melhor saúde mental.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo os pesquisadores, a maneira como os pais se relacionam com os bebês nos primeiros anos de vida influencia na maneira como o cérebro vai se desenvolver ao longo dos anos. O motivo é que durante esse período as conexões cerebrais estão se formando e estabelecendo a forma como vão trabalhar. Se os bebês são colocados desde cedo em situações de estresse, essa "memória" irá permanecer.

No entanto, esses são não são os únicos benefícios que o colo proporciona aos bebês. A seguir, você encontra uma lista com as vantagens de envolver o bebê nos seus braços:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Deixa o bebê tranquilo

Os bebês sentem-se em casa no colo da mãe ou do pai, pois ainda guardam uma semelhança com a sua posição e proteção intrauterina. "Isso ajuda a diminuir o choro e deixar o bebê menos estressado, principalmente no caso de um recém-nascido que precisa passar um tempo na UTI (e longe da mãe) logo ao nascer", diz a pediatra e neonatologista Camila Reibscheid, do Hospital São Luiz, em São Paulo. "Dar colo para o bebê durante a noite também pode ajudá-lo a ter um sono melhor e mais tranquilo".

Melhora a digestão

Segundo o pediatra Vanderlei Wilson Szauter, do Hospital e Maternidade São Cristóvão, em São Paulo, o bebê fica mais tranquilo no colo da mãe, e isso faz com que todas as funções fisiológicas funcionem melhor. "Os movimentos intestinais da criança são impulsionados com o calor do corpo da mãe, fator que pode inclusive prevenir as cólicas", afirma.

Alivia as cólicas

Se o bebê começar a sofrer com cólicas, uma das alternativas é colocá-lo para amamentar ou então apenas mantê-lo junto do corpo. "O calor do colo aquece a barriga do bebê e relaxa sua musculatura, diminuindo a dor", afirma a pediatra Camila.

Melhora o desenvolvimento dos sentidos

A proximidade com a mãe ou com o pai faz com que o bebê desenvolva com mais facilidade suas funções cognitivas e os sentidos como visão, audição e tato. "Ouvir os batimentos cardíacos e a voz da mãe ou do pai, sentir a pele e manter o contato visual faz com que a criança exerça seus sentidos, que se desenvolvem com mais facilidade", diz Camila Reibscheid.

Diminui qualquer tipo de dor

Uma pesquisa feita pelo Boston Medical Center descobriu que bebês que o colo da mãe pode diminuir a sensação de dor que o bebê sente em intervenções doloridas, como uma vacina. "Isso acontece porque existe uma área do cérebro que é ativada quando se recebe carinho, liberando descargas elétricas aptas a diminuir a sensação de dor", afirma o pediatra Vanderlei. "O simples contato com a pele da mãe já pode ajudar a atenuar qualquer sensação dolorosa".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ajuda no desenvolvimento de bebês prematuros

De acordo com os especialistas, é muito comum em hospitais existir o método "mãe canguru" ou "pele a pele" para bebês prematuros, que precisam ficar na UTI. Nesse sistema, os pais podem entrar na UTI e entrar em contato com o bebê que está dentro da incubadora, tocando na pele da criança pelo tempo acordado com o médico. "Se o bebê estiver em condições clínicas estáveis, os pais poderão fazer a posição canguru, que consiste no bebê ficar em contato direto com o peito nu do pai ou da mãe", explica a pediatra Camila. "Isso ajuda a acelerar o metabolismo do bebê, contribuindo para o seu crescimento e ganho de peso, tão importantes para o bebê prematuro."

Previne doenças no futuro

"O colo faz com que a criança se sinta mais segura de si, mais acolhida, e é essa segurança que vai fazer com que ela amadureça mais rápido", afirma a pediatra Camila. De acordo com a especialista, dar colo para o bebê e para a criança mostra que ela está cercada de proteção. "Isso faz com que ela amadureça e crie coragem para encarar a própria vida no futuro sem medo ou insegurança", diz.

Dou colo sempre que chorar?

Uma dúvida que pode surgir entre os pais é se é correto deixar o bebê chorar. Sabe-se que quando um filho nasce muitas coisas mudam na rotina da família e, muitas vezes, os pais ficam cansados devido à quantidade de tarefas. No entanto, é importante dizer que o bebê expressa suas necessidades pelo choro. Afinal ele ainda não sabe falar e não está suficientemente desenvolvido para solicitar o que precisa de outra forma. Sendo assim, é fundamental que a criança seja atendida e receba carinho quando estiver chorando.