PUBLICIDADE

Como amamentar logo após uma cesariana

Logo após que um bebê nasce via cesárea, em geral, não há qualquer empecilho ou problema em amamentar; veja as melhores posições

É um fato concreto e já são conhecidas as vantagens e benefícios do aleitamento materno, tanto para a mamãe quanto para o bebê.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em geral, após um parto normal, a descida do leite (apojadura) se faz entre 48 e 72 horas, tempo necessário para que o mecanismo hormonal, propiciado pela sucção, promova o aumento harmônico da prolactina e da ocitocina. Até então, o bebê suga e se abastece com o colostro.

Quando o bebê nasce através de uma cesariana, o processo pode não seguir assim. Principalmente quando ainda não houve o início do trabalho de parto e, portanto, a placenta ainda não está madura, a harmonização hormonal se faz mais lentamente e a apojadura pode demorar mais um ou dois dias. Neste período, desde que a criança esteja em boas condições, nada deve ser oferecido como complemento (nem água, chá, leite).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O ideal é dar o seio e aguardar que a dinâmica aconteça naturalmente e de forma espontânea. Em qualquer condição de parto e com mãe e bebê sem restrições, é sempre desejável que o mesmo seja levado ao seio logo ao nascer. E isso significa que o bebê deve ser colocado no seio ainda na sala de parto, até mesmo antes da saída da placenta, já que nestes primeiros momentos ele está mais ativo e conectado com a figura e olhos da mãe.

Para o sucesso da amamentação, é necessário o aprendizado das técnicas para que o bebê esteja bem posicionado para abocanhar corretamente o mamilo e a aréola, não apenas o mamilo. Quando a mãe está previamente orientada, tranquila, posicionada confortavelmente, com o bebê devidamente alinhado junto ao seu corpo, trazendo-o em direção a mama, o recém-nascido começa instintivamente a sugar o peito. É importante não tentar fazer "manobras" para levar a mama para a boca da criança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nas mulheres submetidas a cesariana, é recomendado:

Mesmo logo após uma cesariana, em geral, não há qualquer empecilho ou problema em amamentar, salvo esteja algum problema médico, naquele momento, na mãe ou no bebê, ou se a recuperação pós operatória da cirurgia ou anestésica esteja mais lenta, dolorosa ou desconfortável.

A importância da primeira hora de vida do bebê

A proposta de oferecer o peito logo após nascer vem sendo altamente recomendada. Desde 1974 alterei radicalmente o ?ritual do nascimento" e passei a incluir na minha prática médica a amamentação ainda na sala de parto, mesmo nos casos em que era realizada uma cesariana.

A primeira hora de vida do bebê com a mãe, logo após nascer, tem sido chamada por especialistas de "golden hour" (hora de ouro). De acordo com a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), todas as rotinas com o bebê, como lavá-lo, pesá-lo e enrolá-lo em campos estéreis, devem ser evitadas até o bebê mamar, durante a primeira hora de nascimento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O aleitamento materno na primeira hora não só contribui para salvar a vida de muitos bebês como ajuda a mulher a ter leite mais rapidamente (efeito lactogênico) e auxilia nas contrações uterinas, diminuindo o risco de hemorragia pós-parto.

Segundo a UNICEF, a amamentação na primeira hora pode reduzir muito os índices de morte de milhares de crianças em todo o mundo, sobretudo nos países em desenvolvimento, já que mais de um terço da mortalidade infantil ocorre durante o primeiro mês de vida.

Embora a indústria tenha modificado o leite de vaca e criado o "leite em pó", sua composição em proteínas, aminoácidos, açúcares, gorduras e minerais são diferentes em quantidade e qualidade. Sua digestão é mais lenta e ao ser necessariamente fervido, perde qualidades de defesa e proteção contra doenças. Assim, oferecer leite de vaca ou em pó é mais trabalhoso, mais caro e menos benéfico para o bebê.

Benefícios do leite materno

Nada se compara ao leite humano. A alimentação no peito é a melhor, mais higiênica, mais prática e mais barata forma de oferecer benefícios indispensáveis ao bebê, como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quando o bebê permanece todo o tempo ao lado da mãe, com alojamento conjunto desde quando nasce, já suga o colostro, verdadeira "vacina" (por sua alta concentração em anticorpos) e permanece após a "descida do leite", mamando em ritmo conforme seu desejo (livre demanda).

Para que todos estes benefícios sejam alcançados, torna-se necessário que a equipe de saúde - e o pediatra em particular - ofereça orientação e aconselhamento aos pais, desde o pré-natal. As campanhas do Ministério da Saúde na Semana de Aleitamento Materno têm por objetivo ressaltar a importância do aleitamento materno sobre a saúde da mãe e do bebê, bem como chamar atenção da população sobre as metas de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Para as mães, eu sempre alerto que, embora a amamentação seja um fato natural e reflexo, em determinadas situações, não cabe a culpa por eventualmente não conseguir amamentar o quanto ou quando seria desejável. No entanto, é muito importante para prevenir eventuais frustrações, o "casal-grávido" seja orientado e tenha todas as informações antecipatórias sobre evolução do parto, pós-parto e amamentação.

Em conclusão, a amamentação pode e deve ser uma das fases de maior empoderamento e plenitude na vida de uma mulher, seja dando à luz por vias naturais, seja também através de um parto cirúrgico (cesariana). Este contato pele-a-pele, desde os primeiros momentos em que a criança chega ao nosso "mundo de fora" com toda certeza proporcionará, desde muito cedo, profunda e prazerosa ligação entre a mãe e o filho.

Entretanto, não podemos esquecer o importante papel do pai em todas as etapas, desde o pré-natal, no trabalho de parto e no nascimento, valorizando assim o papel da mulher-mãe, criando vínculo, confiança e favorecendo uma relação afetiva muito precoce e intensa com seu bebê, fatores indispensáveis para que tenhamos uma geração feliz e segura e, consequentemente, um mundo melhor.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)