6 atividades para fazer com o bebê sem sair de casa

Brincadeiras comuns e até mesmo ouvir música podem entreter o bebê

O bebê está em casa, cheio de energia e em pleno desenvolvimento. É nessa hora que alguns pais podem pensar em o que fazer para entreter a criança. E, para aqueles que trabalham em casa, essa tarefa pode ser ainda mais complicada, porém com alguns ajustes, colaboração e muita paciência é possível conciliar os dois.

O primeiro passo é lembrar que o estresse e a ansiedade ainda podem acompanhar a mãe mesmo após os primeiros meses, afinal, esta ainda é uma nova rotina cheia de variações e descobertas, por isso a organização para o trabalho e divisão de tarefas deve ser pensada junto com o parceiro/parceira - ou com a rede de apoio -, pois, desse modo, ambos conseguem se divertir com a criança, trabalhar e lidar com imprevistos.

Para te ajudar a pensar em dinâmicas que podem entreter o bebê, fizemos uma lista com seis atividades simples que, além de divertir o pequeno, ajudam na conexão com pais e no desenvolvimento infantil. Lembre-se de que as atividades podem variar, claro, de acordo com a idade do bebê e a disponibilidade da família. Além disso, a criatividade dos pais conta muito e pode ser explorada sempre que possível.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1 - Ouça música

A princípio, ouvir música é uma atividade simples, afinal, muitos adultos não saem de casa sem seus fones de ouvido. Por outro lado, o que poucas pessoas sabem é que a ciência já comprovou os benefícios dessa atividade para a saúde, incluindo a dos bebês. As canções, inclusive de ninar, ajudam no desenvolvimento infantil porque estimulam a cognição e podem servir como distração para o pequeno.

A música também tem o poder de acalmar os bebês, então os pais podem tentar colocar uma canção mais tranquila quando o filho estiver muito agitado, cantarolar para reforçar a comunicação e a segurança com a criança, investir em objetos sonoros para berço ou outros brinquedos.

2 - Invista em banhos mais longos

O banho do bebê é um dos momentos ideais para aumentar a conexão entre pais e filhos, pois é quando os familiares - não só a mãe - podem ter o contato pele a pele com o pequeno, por isso vale investir mais tempo e dedicação nessa hora.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nos primeiros meses, o banho pode ser mais direto, focando realmente na higiene e conexão, uma vez que o bebê ainda tem a saúde frágil. Porém, quando ele já está mais crescido e tem brinquedos favoritos, levar aqueles próprios e que podem ser molhados para o banho é uma forma de diversão, assim como a interação com os pais.

Alguns cuidados são essenciais para que tudo aconteça de forma segura, portanto, lembre-se de deixar a temperatura da água agradável - que varia entre 36 e 37 graus - e checar se não há corrente de ar muito forte no ambiente em que a banheira está. Além disso, para evitar irritações na pele ou nos olhos do bebê, é preciso investir em produtos específicos para eles, como Baby Dove Hidratação Glicerinada.

A linha de Baby Dove é dermatologicamente e oftalmologicamente testada, não causa lágrimas e tem pH neutro, podendo ser usada desde o primeiro banho do recém-nascido. Baby Dove Hidratação Glicerinada tem, ainda, alta concentração de glicerina*, além de contar com nutrientes naturalmente encontrados na pele do bebê, ajudando-a a se desenvolver forte e saudável.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

3 - Aposte em brinquedos diversos

Brinquedos com diferentes cores, texturas e efeitos sonoros são atrativos, entretém o bebê e ainda estimulam uma série de funções neurológicas, muitas delas ligadas à cognição motora e percepção. Com o passar dos meses, os pais também podem optar por brinquedos montáveis de figuras geométricas, por exemplo. A única regra neste caso é contar com a supervisão de um adulto para evitar que o bebê engula alguma peça.

4 - Conte histórias

O ato de contar histórias é fundamental para estimular a imaginação infantil, principalmente para bebês acima de um ano, que já são capazes de interagir e entender melhor o que é contado. Lembra das cores e texturas? Muitos livros infantis contam com diferentes aspectos visuais para divertir a crianças, portanto, vale investir.

5 - Desperte o lado artista

Para bebês maiores, já com dois anos, por exemplo, a combinação de tintas, lápis e canetinhas com folhas em branco fazem a diversão da criança. Nesse tipo de atividade elas podem usar a imaginação a vontade e gostam ainda de interagir com os pais para mostrar as artes feitas. Então, o papel dos pais é incentivar e estimular ainda mais a criação infantil.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

6 - Hora da brincadeira

O esconde-esconde é uma brincadeira antiga e que nunca sai de moda. Para bebês de poucos meses, esconder o rosto com as mãos já é divertido. Conforme o crescimento, os pais podem se esconder em outros cômodos e incentivá-los a buscar pela voz dos familiares.

* Até três vezes mais glicerina comparado aos principais concorrentes do mercado