PUBLICIDADE

Grávida pode tomar Eno?

Azia e desconfortos gástricos podem ser comuns na gravidez. Veja se o uso do Eno é permitido na gestação

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

A azia e o desconforto estomacal são sintomas bastante comuns durante gravidez, e que podem ser aliviados através de sais de frutas, como o Eno, por exemplo.

Porém, o uso de tal medicamento pode gerar receios na gestante, especialmente devido a sua composição e seu efeito direto na região abdominal.

Afinal, será que tomar sal de frutas pode trazer algum risco para o bebê ou para a gestante?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Conversamos com um especialista a fim de entender melhor sobre o uso do Eno durante a gravidez, riscos e recomendações.

Grávida pode tomar Eno?

O sal de fruta é um composto indicado para aliviar a azia, má digestão e outros desconfortos estomacais, como, por exemplo, o excesso de acidez do estômago e indigestão ácida.

Segundo Mário Macoto Kondo, médico ginecologista e chefe do Departamento de Obstetrícia do Hospital e Maternidade Santa Joana, o Eno, apesar de ser permitido durante a gestação, não deve ser utilizado com frequência.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sal de fruta feito a base de bicarbonato de sódio, carbonato de sódio e ácido cítrico, pode não ser recomendado, já antiácidos baseados em cálcio ou magnésio geralmente podem ser tomados durante a gestação.

"Vez ou outra o sal de fruta pode ser utilizado, mas não de forma regular. Isso porque ele pode levar à obstipação, ou seja, prender o intestino. E a grávida, pela própria questão hormonal da gravidez, tende a ter mais de constipação", explica o obstetra.

Outros remédios que podem ser indicados em certas situações em que há mais desconforto estomacal são os protetores gástricos, omeprazol e esomeprazol, que ajudam a melhorar o fluxo do estômago e do intestino, diminuindo o desconforto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, é preciso ressaltar que antes de ingerir qualquer medicamento é necessária a orientação de um médico, a fim de mais esclarecimentos e de um tratamento preciso e seguro.

Azia na gravidez: é normal?

De acordo com Mário Kondo, à medida que a gravidez vai avançando, vão surgindo diversas mudanças no corpo da gestante, principalmente na segunda metade da gestação. É quando o crescimento do bebê ocasiona uma nova disposição de vários órgãos dentro do abdômen, como a deslocação do intestino e do estômago.

Todos esses fatores interferem diretamente na digestão da gestante, o que leva a azia, cólicas estomacais e outros desconfortos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo o médico, é necessário que, para evitar tais incômodos, a gestante tome alguns cuidados: "É recomendado que a gestante faça uma alimentação fracionada e que ela não converse muito durante a alimentação para não engolir ar - aerofagia -, o que pode causar mais distensão", esclarece Mário.

Ele ressalta que fazer atividades físicas também estimula o intestino e ajuda no controle da glicose da gestante.

Cuidados na gravidez

Grávida pode tomar dipirona?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Grávida pode tomar paracetamol?

8 problemas de saúde que os exames de pré-natal detectam