PUBLICIDADE

Ler para o seu filho pequeno pode melhorar comportamento

Estudo descobriu a relação entre pais que adotaram brincadeiras e leitura em voz alta para filhos de até cinco anos e bom comportamento dessas crianças

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

A leitura pode estar presente na vida da criança mesmo antes da alfabetização. Um estudo norte-americano concluiu que os benefícios não são apenas cognitivos, mas também comportamentais. A pesquisa descobriu a relação entre um método que inclui leitura para os filhos e um bom comportamento. Os pesquisadores também perceberam a relação desse método com a redução da hiperatividade nas crianças.

O estudo foi realizado com 675 famílias com crianças de até cinco anos. Destas, 225 adotaram o Video Interaction Project (VIP), que é um método que tem como objetivo promover uma melhor interação entre pais e filhos. Ler para a criança e brincar com ela são as atividades principais sugeridas pelo programa. O VIP tem abordagens específicas para duas etapas: do nascimento até os três anos e dos quatro aos cinco.

Depois do período adotando o método, os pesquisadores aplicaram testes de comportamento nas crianças. A conclusão é que houve uma melhora significativa em problemas de comportamento especialmente naquelas que fizeram o programa até os três anos. Nas crianças que passaram pelas duas etapas, a pesquisa também percebeu um menor índice de hiperatividade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Quando os pais lêem mais para as crianças e brincam mais com elas, eles têm a oportunidade de pensar sobre os personagens e seus sentimentos sobre eles. Eles aprendem a usar palavras para descrever os sentimentos complexos. Isso permite que eles controlem o próprio comportamento quando têm sentimentos desafiadores como raiva e tristeza", afirma ao New York Times Alan L. Mendelsohn. O pesquisador trabalha na Universidade de Nova Iorque e conduziu o estudo junto com outros cientistas da Universidade do Noroeste, em Chicago, e da Universidade Estadual de Nova Iorque.

Desenvolvimento infantil

Em artigo ao Minha Vida, o pediatra Jorge Ismael Huberman deu 15 dicas para garantir o pleno desenvolvimento do seu filho pequeno:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)