PUBLICIDADE

Exercícios em casa para idosos: como e por que fazer

Realizar atividades físicas ajuda na prevenção de inúmeras doenças e garante um envelhecimento mais saudável

Manter o corpo ativo na terceira idade é uma das maneiras de garantir um envelhecimento saudável, evitando o aparecimento de doenças e complicações que costumam surgir com o passar do tempo. Mesmo sem frequentar academias ou parques, devido às medidas de precaução impostas com a pandemia do novo coronavírus, se exercitar em casa é uma opção segura e eficaz.

Além de diminuir os problemas de saúde, como pressão alta e falta de cálcio, o educador físico Bruno Sapo explica que as atividades ajudam a aumentar a independência do idoso, ampliando a sua capacidade de ir e vir. Isso permite que esse público se sinta melhor ao realizar tarefas do dia a dia, tendo mais bem-estar e disposição.

Entretanto, antes de dar início aos exercícios sem a supervisão de especialistas, é recomendado que pessoas de todas as idades respeitem sua capacidade física e seu quadro de saúde, aceitando seus limites e adaptando as atividades para que se encaixem melhor em sua realidade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como fazer alongamento

Alongar o corpo, antes e depois de começar alguma atividade, é uma etapa muito importante. Há uma série de alongamentos que, apesar de simples, já podem fazer grande diferença na rotina, evitando o aparecimento de lesões. Confira algumas sequências:

Alongamento sentado

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Alongamento em pé

Exercícios para fazer em casa

Algumas atividades podem ser implementadas na rotina e, quando feitas de três a quatro vezes na semana, já são capazes de realizar uma grande diferença na capacidade física de pessoas idosas. Veja as opções indicadas pelo educador físico Bruno Sapo:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"No caso dos idosos, o treino de força se faz extremamente necessário para que haja a manutenção de massa magra, visto que a falta dela é associada a diversas doenças, além da perda da independência para situações antes tidas como fáceis, tais como sentar no banheiro, tomar banho ou levantar da cama", explica Bruno.

O que deve ser evitado

É importante reforçar a necessidade de entender e respeitar a condição de saúde de cada indivíduo, analisando a existência de lesões prévias e doenças pré-existentes. Porém, isso não significa que pessoas na terceira idade não podem realizar atividades consideradas mais "pesadas".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"O conceito de que idosos devem treinar leve é equivocado e atrapalha mais do que ajuda. Cada um dentro dos seus limites, os idosos devem, sim, pegar pesado e fazer treinos intensos, dependendo de sua condição. Duas sessões semanais de 15 a 30 minutos, com treino de força, sem sair de casa, pode trazer diversos benefícios, como a independência de ir a qualquer lugar e até pegar o neto no colo", finaliza Bruno Sapo.

Idosos e isolamento social

6 dicas para cuidar da saúde mental de idosos no isolamento

Idosos merecem atenção com novo coronavírus: veja cuidados

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

9 dicas garantem uma casa segura para idosos