Saúde
Saúde

  • Saúde geral
  • Exames
  • Contracepção
  • Emagrecer
  • Imunidade
  • Plantas medicinais
  • Sono
  • Vacinas

  • doenças
  • Condições & Sintomas
  • Medicamentos & Tratamentos
Alimentação
Alimentação

  • Alimentação geral
  • Bebidas
  • Nutrientes
  • Plano alimentar
  • Suplemento

  • receitas
  • ingredientes
Beleza
Beleza

  • Beleza geral
  • Cabelo
  • Corpo
  • Maquiagem
  • Pele
  • Procedimento
  • Rosto
  • Unhas
Fitness
Fitness

  • Fitness geral
  • Esporte
  • Exercício
Família
Família

  • Família geral
  • Bebês
  • Gravidez
  • Amamentação
  • Crianças
  • Alimentação infantil
  • Fertilidade
  • Maternidade
Bem-Estar
Bem-Estar

  • Bem-estar geral
  • Comportamento
  • Cuidados com a casa
  • Relacionamento
  • Sexo
  • Vícios

Canais especiais
  • Pele e suas condições
  • Saúde no Inverno
  • Especial Probióticos
  • Especial Hiperpigmentação
  • Agosto Dourado
  • Namore-se
  • Especial Doação de Sangue
  • Especial Coronavírus
  • Especialistas
  • Quem somos
  • Políticas
  • Trabalhe conosco
  • Anuncie aqui
  • Fale conosco
  • Termos de Uso
  • Aviso Legal
  • Uso de Dados
  • Resposta do especialista

    Fiz exames cardiológicos e não acusou nenhum problema. Mas quando eu faço pequeno esforço sinto agonia forte no coração. Isso é depressão?

    Especialista consultado Dra. Vanessa Giaretta Psicologia CRP 07/18231/RS

    Psicóloga graduada pela PUCRS (2007/2) e Pedagoga graduada pela UFRGS (2010). Especialista em Psicoterapia de Orientação...

    i
    Respondido em 5 de janeiro de 2016

    A depressão é um quadro bem mais complexo do que esse que relatas. Envolve sentimentos como tristeza, vazio, falta de ânimo, desesperança... Também pode estar presente aumento ou perda de apetite, insônia ou sono excessivo e dores sem causas específicas. É mais comum que sensações relacionadas ao coração, como palpitação, arritmia e dor no peito tenham mais relação com transotrnos de ansiedade. No entanto, simplesmente o sintoma de "agonia no coração quando faz esforço" não representa necessariamente nenhum desses problemas. Por vezes, até mesmo o sedentarismo pode levar a um aumento dos batimentos cardíacos diante de pequenos esforços. Se você está consultando com um cardiologista, tire essas dúvidas com ele. Agora, se outros sintomas além desse, semelhantes aos descritos acima estão lhe afetando, indico que busque um psicólogo e faça uma avaliação mais aprofundada do que está se passando com você!

    Especialista consultado Dra. Adriana de Araújo Psicologia CRP 56802/SP

    Sou psicóloga formada pela Faculdade de Ciências e Letras desde 1998. Com validação e equivalência de diploma de psicólo...

    i
    Respondido em 15 de fevereiro de 2017

    O melhor em completo ao que você já fez é passar num médico clinico geral para avaliar sua saúde como um todo. Ou mesmo uma consulta com um psiquiatra que lhe ajudará a entender o que está havendo nesse momento. Uma consulta com um psicólogo pode lhe dar um rumo sobre questões emocionais e dificuldades que talvez você esteja tendo para lidar com sua vida, se esse for o caso, tenho poucos dados com sua pergunta.
    Depressão é distúrbio psíquico que determina períodos de tristeza e baixa de energia, tendo como associação questões reais ou imaginários. As vezes, acontecem após uma grande perda, um momento difícil, alguma limitação mais marcante, dificuldade de lidar com a realidade, mudanças e problemas para conseguir se adequar e adaptar.
    Sintomas mais comuns:
    - envolve uma distorção do pensamento (que podem ser confusões sentimentais);
    - baixa de energia;
    - falta vitalidade para agir e pensar;
    - as ideias são mais ligadas a questões passadas e no que já se viveu;
    - perda da concentração no momento presente;
    - normalmente, a dor de algo ruim permanece no presente, como se não houve tido uma “atualização” da mente, e com isso, o que é dor passada, passa a ser vivida como dor presente e sem capacidade de ação, pois o passado não se muda, só a percepção dele;
    - tristeza;
    - pode acontecer choro e angustia;
    - algumas pessoas com depressão relatam sentir muito medo, pois se sentissem desamparadas.
    Os profissionais qualificados e especialistas para o tratamento são: psiquiatras e psicólogos. Em alguns casos se faz necessário o uso de medicamento para combater o problema. E somado a isso, sessões de psicoterapia. Explicando de modo simples e preciso: a medicação ajuda que a mente funcione melhor e as sessões são direcionadas para o encontro do bem estar, a solução de problemas e adaptação ao que se faz necessário.
    Para quem sofre com o problema é fundamental entender quais pontos lhe causam maior preocupação. Como você lida com a ansiedade e problemas do seu dia a dia? Como você tem organizado suas ações para que possa combater a tensão, desânimo e pensamentos negativos?
    Para alívio e cura dos sintomas, sugiro técnicas de relaxamento corporal, respiração, atividade física, hipnose, meditação, psicoterapia e uma boa avaliação com um médico ou psicólogo que será capaz de indicar um tratamento qualificado para você. Uma dessas técnicas, como a hipnose, por exemplo, ou mais quando combinadas e indicadas por um profissional qualificado surtirá efeito na cura e bem estar. Sua melhora virá e os benefícios serão rapidamente sentidos.
    O meu livro: O Segredo Para Vencer a Depressão - Ed. Universo dos Livros, pode ser um bom aliado para o processo e bem estar e cura. Ali você encontrará informações e ferramentas para o bem estar e melhoria pessoal.
    Tenho também no mesmo site: curadalma um áudio de hipnose para combater a depressão e outro para se curar da ansiedade. A ideia é que a pessoa possa ter mais uma ferramenta ou técnica complementar ao tratamento para obter mais rapidamente a cura.
    A depressão tem cura e merece atenção e tratamento.
    Boa sorte! Sucesso naquilo que você busca e até breve!

    Respostas relacionadas ao mesmo tema
    Paloma perguntou

    Queria orientação sobre um anticoncepcional que não engorde, evite espinha, não provoque trombose?

    Para quem já tem problemas circulatórios, uso de hormônio não é aconselhado. Mas o anticoncepcional não é um vilão. O hormônio deve ser utilizado com orientação de um ginecologista e a mulher, que precisa fazer uso, deve tomar a dosagem de acordo com...

    [ Continuar lendo ]
    1 Pessoa perguntou

    Posso combinar o suco da aloe vera (babosa) em jejum já que uso lazomprazol de 30mg todos os dias também em jejum?

    Use em tempos diferentes porque é melhoe.Mesmo produtos chamados naturais podem interferir com medicamentos.

    1 Pessoa perguntou

    Venho fazendo uso do suco da babosa para tratamento do refluxo, mais algumas semanas venho tendo dores de cabeça! Pode ser a Babosa?

    É difícil afirmar que a Babosa cause as dores de cabeça, mas recomendo que suspenda a ingestão do suco e verifique se melhora a dor.

    Publicidade

    Veja também

    Publicidade
    Publicidade