PUBLICIDADE

Lotanol (comprimido revestido)

Princípios ativos: losartana potássica

ESTE TEXTO FOI EXTRAÍDO MANUALMENTE. CONSULTE SEMPRE A BULA ORIGINAL

Apresentação

Apresentação de Lotanol

Uso Oral
Uso Adulto

Laboratório: Teuto

Comprimido Revestido 50mg

Embalagens contendo 15, 30, 60 e 75 comprimidos.

Composição

Composição de Lotanol

Cada comprimido revestido contém:

losartana potássica............ 50mg

Excipiente q.s.p............ 1 comprimido

Excipientes: amido, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio, hipromelose/macrogol, álcool etílico e dióxido de titânio.

1. Para que este medicamento é indicado?

Para que serve Lotanol

Hipertensão: Lotanol® é indicado para tratamento da hipertensão e também para o tratamento da insuficiência cardíaca, quando o tratamento com inibidor da ECA não é mais considerado adequado. Não é recomendada a troca do tratamento para losartana potássica em pacientes com insuficiência cardíaca que estejam estabilizados com inibidores da ECA.

Redução do risco de morbidade e mortalidade cardiovascular em pacientes hipertensos com hipertrofia ventricular esquerda: Lotanol® é indicado para reduzir o risco de morbidade e mortalidade cardiovascular avaliado pela incidência combinada de morte cardiovascular, acidente vascular cerebral e infarto do miocárdio em pacientes hipertensos com hipertrofia ventricular esquerda.

Proteção renal em pacientes com diabetes tipo 2 e proteinúria: Lotanol® é indicado para retardar a progressão da doença renal avaliada pela redução da incidência combinada de duplicação da creatinina sérica, insuficiência renal terminal (necessidade de diálise ou transplante renal) ou morte; e para reduzir a proteinúria.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Como este medicamento funciona?

Ação esperada de Lotanol

Ação do medicamento: Lotanol® é um medicamento que reduz a pressão arterial. O efeito anti-hipertensivo máximo é obtido 3 a 6 semanas após o início do tratamento. Se você tem pressão alta e espessamento do ventrículo esquerdo, que é a principal câmara de bombeamento do sangue do coração, seu médico prescreveu Lotanol® para ajudar a diminuir o risco de eventos cardiovasculares, como derrame cerebral.

Lotanol® também ajuda a proteger os rins, retardando a piora da doença renal em pacientes com diabetes do tipo 2 e proteína na urina (proteinúria). O comprometimento dos rins pode ser avaliado pela pesquisa de proteína na urina.

3. Quando não devo usar este medicamento?

Contraindicações e riscos de Lotanol

LOTANOL® É CONTRAINDICADO A PACIENTES COM HIPERSENSIBILIDADE A QUALQUER COMPONENTE DO PRODUTO E TAMBÉM NÃO DEVE SER UTILIZADO DURANTE A GRAVIDEZ E LACTAÇÃO.

4. O que devo saber antes de usar este medicamento?

Precauções e advertências de Lotanol

ALGUNS PACIENTES, PRINCIPALMENTE AQUELES COM DIABETES TIPO 2 E PROTEÍNA NA URINA, PODEM TAMBÉM DESENVOLVER AUMENTO DOS NÍVEIS DE POTÁSSIO NO SANGUE. SE VOCÊ TIVER DOENÇA RENAL E PROTEÍNA NA URINA, INFORME SEU MÉDICO SE ESTÁ TOMANDO SUPLEMENTOS DE POTÁSSIO, MEDICAMENTOS POUPADORES DE POTÁSSIO OU SUBSTITUTOS DO SAL QUE CONTENHAM POTÁSSIO. INFORME A SEU MÉDICO SOBRE QUAISQUER PROBLEMAS OU DOENÇAS (DOENÇA DO FÍGADO, DOS RINS) QUE POSSA APRESENTAR OU TER APRESENTADO E SOBRE QUALQUER TIPO DE ALERGIA. SE VOCÊ APRESENTAR UMA REAÇÃO ALÉRGICA COM EDEMA (INCHAÇO) DE FACE, LÁBIOS, GARGANTA E/OU LÍNGUA QUE DIFICULTE A RESPIRAÇÃO OU A INGESTÃO DE LÍQUIDOS E ALIMENTOS, INTERROMPA O TRATAMENTO COM LOTANOL® E ENTRE IMEDIATAMENTE EM CONTATO COM SEU MÉDICO. INFORME TAMBÉM SE VOCÊ APRESENTOU RECENTEMENTE VÔMITOS OU DIARREIA ABUNDANTES.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Interações medicamentosas de Lotanol

Nos estudos clínicos de farmacocinética realizados com hidroclorotiazida, digoxina, varfarina, cimetidina, fenobarbital, cetoconazol e eritromicina, não foram identificadas interações medicamentosas de importância clínica. Houve relatos de redução dos níveis do metabólito ativo pela rifampicina e pelo fluconazol. Não foram avaliadas as consequências clínicas dessas interações. A exemplo do que ocorre com outros fármacos que bloqueiam a angiotensina II ou os seus efeitos, o uso concomitante de diuréticos poupadores de potássio (por ex.: espironolactona, triantereno, amilorida), suplementos de potássio ou substitutos do sal que contêm potássio pode resultar em aumento do potássio sérico. O efeito anti-hipertensivo da losartana, a exemplo do que ocorre com outros anti-hipertensivos, pode ser atenuado pelo antiinflamatório não esteroidal indometacina.

Uso de Lotanol na gravidez e amamentação

Quando utilizados durante o segundo e o terceiro trimestres da gravidez, os fármacos que atuam diretamente no sistema renina-angiotensina podem causar danos e até morte do feto em desenvolvimento. Quando houver confirmação da gravidez, o tratamento com Lotanol® deve ser suspenso o mais rapidamente possível.

Embora não haja experiência com a utilização de Lotanol® em mulheres grávidas, estudos realizados com losartana potássica em animais demonstraram danos e morte do feto e do recém-nascido; acredita-se que isto ocorra por um mecanismo farmacologicamente mediado pelos efeitos no sistema renina-angiotensina. Em humanos, a perfusão renal fetal, que depende do desenvolvimento do sistema renina-angiotensina, começa no segundo trimestre; assim, o risco para o feto aumenta se Lotanol® for administrado durante o segundo ou o terceiro trimestre da gravidez.

Não se sabe se a losartana é excretada no leite humano. Uma vez que muitos fármacos são excretados no leite humano e por causa do potencial de efeitos adversos para o lactente, deve-se optar por suspender a amamentação ou o tratamento com Lotanol® levando-se em consideração a importância do medicamento para a mãe.

Informe a seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento.

Este medicamento é contraindicado na faixa etária pediátrica.

Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

5. Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Armazenamento, data de fabricação, prazo de validade e aspecto físico de Lotanol

Cuidados de conservação e uso: DURANTE O CONSUMO ESTE PRODUTO DEVE SER MANTIDO NO CARTUCHO DE CARTOLINA, CONSERVADO EM TEMPERATURA

AMBIENTE (15 A 30°C). PROTEGER DA LUZ E UMIDADE.

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação (VIDE CARTUCHO).

Não use o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Aspecto físico: Comprimido revestido oblongo de cor branca.

Características Organolépticas: Os comprimidos de Lotanol® não apresentam características organolépticas marcantes que permitam sua diferenciação em relação a outros comprimidos.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

6. Como devo usar este medicamento?

Posologia, dosagem e instruções de uso de Lotanol

Modo de uso: Lotanol® pode ser administrado com ou sem alimentos. Lotanol® pode ser administrado com outros agentes anti-hipertensivos. 

Posologia:

Hipertensão: A dose usual inicial e de manutenção é de 50mg uma vez ao dia para a maioria dos pacientes. O efeito anti-hipertensivo máximo é alcançado 3 a 6 semanas após o início do tratamento. Alguns pacientes podem obter benefício adicional se a dose for aumentada para 100mg uma vez ao dia.

Para pacientes com depleção de volume intravascular (por exemplo, pacientes tratados com altas doses de diuréticos), deve ser considerada uma dose inicial de 25mg uma vez ao dia.

Não há necessidade de ajuste posológico inicial para pacientes idosos ou para pacientes com insuficiência renal, inclusive para pacientes em diálise. Deve ser considerada a utilização de uma dose mais baixa para pacientes com histórico de insuficiência hepática.

Redução do risco de morbidade e mortalidade cardiovascular em pacientes hipertensos com hipertrofia ventricular esquerda: A dose inicial usual de Lotanol® é de 50mg uma vez ao dia.

Uma dose baixa de hidroclorotiazida deve ser adicionada e/ou a dose de Lotanol® deve ser elevada para 100mg uma vez ao dia, com base na resposta da pressão arterial.

Insuficiência cardíaca: A dose inicial de Lotanol® para pacientes com insuficiência cardíaca é de 12,5mg uma vez ao dia. Geralmente, a dose deve ser titulada a intervalos semanais (isto é, 12,5mg/dia, 25mg/dia, 50mg/dia) até a dose usual de manutenção de 50mg uma vez ao dia, de acordo com a tolerabilidade do paciente.

Proteção renal em pacientes com diabetes tipo 2 e proteinúria: A dose inicial usual é de 50mg uma vez ao dia. Essa dose pode ser aumentada para 100mg uma vez ao dia, com base na resposta da pressão arterial. Lotanol® pode ser administrado com outros agentes antihipertensivos (por exemplo, diuréticos, bloqueadores dos canais de cálcio, alfa ou betabloqueadores e agentes de ação central) e também com insulina e outros agentes hipoglicemiantes comumente utilizados (por exemplo: sulfonilureias, glitazonas e inibidores da glucosidase).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

7. O que devo fazer quando esquecer de usar este medicamento?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

8. Quais os males que este medicamento pode me causar?

Reações adversas de Lotanol

LOTANOL® GERALMENTE FOI BEM TOLERADO EM ESTUDOS CLÍNICOS CONTROLADOS DE HIPERTENSÃO E INSUFICIÊNCIA CARDÍACA. INFORME A SEU MÉDICO SOBRE O APARECIMENTO DE REAÇÕES DESAGRADÁVEIS, TAIS COMO TONTURA, FADIGA, ATURDIMENTO, ERUPÇÕES CUTÂNEAS OU URTICÁRIA. FORAM RELATADOS CASOS DE: DOR ABDOMINAL, ASTENIA/FADIGA, DOR TORÁCICA, EDEMA/INCHAÇO, PALPITAÇÃO, TAQUICARDIA, DIARREIA, DISPEPSIA, NÁUSEAS, DOR LOMBAR, CÂIMBRAS MUSCULARES, TONTURA, CEFALEIA, INSÔNIA, TOSSE, CONGESTÃO NASAL, FARINGITE, DISTÚRBIOS SINUSAIS E INFECÇÃO DO TRATO RESPIRATÓRIO SUPERIOR.

APÓS A COMERCIALIZAÇÃO DO PRODUTO, FORAM RELATADOS OS SEGUINTES EFEITOS ADVERSOS:

HIPERSENSIBILIDADE: REAÇÕES ANAFILÁTICAS, ANGIOEDEMA, INCLUINDO EDEMA DE LARINGE E GLOTE, COM OBSTRUÇÃO DAS VIAS ÁREAS E/OU EDEMA DE FACE, LÁBIOS, FARINGE E/OU LÍNGUA, FORAM RELATADOS RARAMENTE EM PACIENTES TRATADOS COM LOSARTANA; ALGUNS DESSES PACIENTES APRESENTARAM ANTERIORMENTE ANGIOEDEMA COM OUTROS MEDICAMENTOS, ENTRE ELES OS INIBIDORES DA ECA. VASCULITE, INCLUINDO PÚRPURA DE HENOCH-SCHOENLEIN, FOI RARAMENTE RELATADA.

GASTRINTESTINAIS: ANORMALIDADES DA FUNÇÃO HEPÁTICA, HEPATITE (RELATADA RARAMENTE).

HEMATOLÓGICO: ANEMIA.

MUSCULOESQUELÉTICO: MIALGIA.

SISTEMAS NERVOSO/PSIQUIÁTRICO: ENXAQUECA.

RESPIRATÓRIO: TOSSE.

PELE: URTICÁRIA, PRURIDO.

9. O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento

Superdosagem de Lotanol

Conduta em caso de superdose: Os dados disponíveis sobre superdosagem em humanos são limitados. As manifestações mais prováveis de superdosagem seriam hipotensão e taquicardia; bradicardia poderia ocorrer por estimulação parassimpática (vagal). Se ocorrer hipotensão sintomática, deve-se instituir tratamento de suporte.

Nem a losartana, nem o seu metabólito ativo podem ser removidos da circulação por hemodiálise.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Conduta em caso de superdose: Os dados disponíveis sobre superdosagem em humanos são limitados. As manifestações mais prováveis de superdosagem seriam hipotensão e taquicardia; bradicardia poderia ocorrer por estimulação parassimpática (vagal). Se ocorrer hipotensão sintomática, deve-se instituir tratamento de suporte.

Nem a losartana, nem o seu metabólito ativo podem ser removidos da circulação por hemodiálise.

Dizeres Legais

Nº do lote e data de fabricação: VIDE CARTUCHO

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Farm. Resp.: Andreia Cavalcante Silva

CRF-GO nº 2.659

M.S. no 1.0370.0526

LABORATÓRIO

TEUTO BRASILEIRO S/A

CNPJ - 17.159.229/0001-76

VP 7-D Módulo 11 Qd. 13 - DAIA

CEP 75132-140 - Anápolis - GO

Indústria Brasileira

SAC teuto

0800621800

sac@teuto.com.br

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)