PUBLICIDADE

Obesidade também está relacionada a problemas circulatórios, como trombose

O acúmulo de gordura em maçã está relacionado à problemas no coração, mas qualquer obesidade prejudica a circulação

A obesidade traz diversos malefícios à saúde, inclusive podendo dificultar a circulação arterial, venosa e linfática. A circulação arterial, só para lembrarmos, leva o sangue do coração para as extremidades, sangue rico em oxigênio e alimentos essenciais para a nutrição dos tecidos. A circulação venosa recebe este sangue pobre em oxigênio e nutrientes e o leva de volta ao pulmão para ser oxigenado. Já a circulação linfática leva um líquido claro, filtrado do sangue, até as grandes veias torácicas.

A gordura localizada na região abdominal, que chamamos de corpo em ?maçã?, está mais relacionada com depósitos de colesterol dentro das artérias coronárias que irrigam o músculo cardíaco. Essa gordura é considerada nociva e perigosa para a circulação arterial e deve ser combatida. Além disso, por uma dificuldade mecânica, essa gordura dificulta o retorno venoso, contribuindo para a sua piora, podendo desencadear varizes e edema de membros inferiores, além de diminuir também o retorno linfático.

Mas a gordura localizada nos quadris e coxas, chamada de gordura ginecoide ou formato de ?pera?, que é muito comum em mulheres, não está relacionada diretamente com problemas arteriais e venosos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A obesidade, não importa o local em que a gordura se deposita, está mais relacionada com hipertensão arterial, dificuldade de prática de atividade física e, decorrente disso, aumento de glicose, colesterol e gorduras no sangue. Nos membros inferiores desencadeia uma insuficiência venosa crônica e suas consequências incluem o aparecimento de varizes, úlceras venosas, eczema, edema venoso e linfático. A dificuldade de movimentação pode levar a longos períodos na mesma posição e desencadear uma trombose.

Por isso, a obesidade deve ser combatida, não importa se a pessoa tem um corpo em forma de maçã ou pera.