Suspeita de coronavírus? Entenda o que fazer

Saber quando é o momento de ir ao médico ajuda a evitar a proliferação do vírus

Atualizado em 09/12/2020

Com a rápida proliferação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e sua série de sintomas parecidos com os de outras condições de saúde, a preocupação em identificar devidamente a doença tem se tornado algo constante na vida de muitas pessoas.

O autodiagnóstico de qualquer enfermidade pode trazer grandes malefícios aos pacientes e até piorar um quadro de saúde existente. Logo, após qualquer suspeita de infecção pela COVID-19, o primeiro passo deve ser manter a calma. Em seguida, há uma série de precauções que devem ser tomadas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas do coronavírus

Até o momento, os principais sintomas do novo coronavírus, segundo protocolos adotados pelo Ministério da Saúde, são:

Suspeita de coronavírus: o que fazer?

Ao apresentar algum desses sintomas, é importante considerar as orientações dos órgãos públicos de saúde. Embora em um primeiro momento os hospitais tenham sido vistos como os principais focos de transmissão do novo coronavírus, atualmente, as unidades de saúde estão preparadas para receber qualquer paciente que precise de atendimento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dessa forma, caso fique doente e apresente sintomas compatíveis com a COVID-19, a recomendação é evitar o contato com qualquer pessoa e procurar imediatamente o atendimento em postos de triagem nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e UPAS ou outras unidades atendimento, segundo o Ministério da Saúde.

Diagnóstico de COVID-19

Nas unidades de saúde, o diagnóstico de COVID-19 é feito a partir de algumas bases metodológicas. É verificado, por exemplo, se o paciente esteve em contato com uma pessoa contaminada com o novo coronavírus 14 dias antes do aparecimento dos sintomas investigados.

Além disso, o paciente realiza exames laboratoriais, como o teste rápido ou o RT-PCR, para verificar a reação do sistema imunológico ao vírus. Testes de imagem, como a tomografia, também podem ajudar a definir o diagnóstico definitivo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como se prevenir do coronavírus

Casos suspeitos ou não de contaminação por COVID-19 devem seguir as orientações divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar o aumento da disseminação do novo coronavírus. Algumas das medidas preventivas mais recomendadas são:

Coronavírus

Confira 15 maneiras de se proteger do coronavírus

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entenda quem corre mais risco de contrair o coronavírus

Saiba a diferença entre gripe e coronavírus