Vai viajar com as crianças? 10 dicas essenciais para uma viagem sem imprevistos

É preciso se organizar para não esquecer itens importantes, além de cuidar da saúde das crianças; veja algumas dicas

Viajar com as crianças é uma delícia, afinal, os pequenos curtem cada momento e é gratificante observar a alegria deles durante o período. No entanto, é preciso também um bom planejamento prévio para que a viagem transcorra sem maiores problemas, afinal, não é nada agradável ter de lidar com as consequências do esquecimento de um documento ou com uma dor de barriga que pode impedir a diversão.

Abaixo, listamos várias dicas para que sua viagem seja inesquecível e sem imprevistos. Confira:

Consulte o pediatra antes de viajar: é sempre importante conversar com o pediatra sobre o tipo de viagem, duração e meio de locomoção, pois o profissional poderá passar orientações valiosas para a saúde das crianças. Além disso, no caso de bebês, é necessário saber quando o pediatra autorizará a primeira viagem.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Apesar de grande parte das companhias aéreas liberarem o embarque de bebês acima de 7 dias de vida, o ideal é só viajar de avião depois de os pequenos já terem tomado as vacinas básicas, o que torna o passeio mais seguro ? isso acontece depois dos 3 meses de vida, em média. O pediatra, porém, poderá avaliar os riscos e benefícios, orientando individualmente os pais. Para os outros tipos de viagem, o conselho do pediatra é também fundamental para que a criança esteja sempre protegida.

Separe a documentação necessária: é essencial selecionar todos os documentos importantes para a viagem, como RG, certidão de nascimento e passaporte com antecedência, e colocá-los na mala que ficará sempre ao alcance da mão. Há companhias aéreas que, além do passaporte, exigem certidão de nascimento para que a criança embarque para o exterior. Informe-se antes e organize a documentação antecipadamente para evitar transtornos.

Faça um seguro saúde: quando a viagem é para o exterior, por exemplo, é fundamental se precaver com um seguro saúde para toda a família, que garantirá atendimento de emergência em caso de problemas. Vale lembrar que, sem seguro saúde, o custo de procedimentos em hospitais fora do Brasil pode chegar a vários milhares de dólares, o que pode ser uma grande dor de cabeça para as finanças da família.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Prepare uma farmacinha: a torcida é para que a saúde das crianças se mantenha intacta durante a viagem, mas é sempre bom lembrar que imprevistos acontecem. Consultar o pediatra previamente e levar na mala itens como termômetro, curativos, antissépticos, além de medicamentos básicos como antitérmicos, antialérgicos, antieméticos, remédios para dor e probióticos1,2, é importante para minimizar o risco de ter as férias interrompidas por um problema que poderia ser evitado ou solucionado com mais rapidez.

Se a viagem for no verão, é ainda mais importante não se esquecer de levar probióticos1,2, já que problemas gastrointestinais são mais frequentes nesta estação do ano, e esses microrganismos do bem podem ajudar tanto na prevenção como no tratamento.

Para entender melhor, os probióticos atuam promovendo o aumento da resistência da mucosa intestinal contra infecções e colaboram para evitar o crescimento excessivo de bactérias nocivas na região1,2, garantindo uma flora intestinal equilibrada, o que faz com que esses suplementos sejam especialmente úteis durante viagens.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com 4 bilhões de esporos de Bacillus clausii, Enterogermina3 é um probiótico prático de se levar em viagens. Por ser líquido e não apresentar gosto algum, pode ser consumido puro ou adicionado em outras bebidas, contribuindo para a manutenção da microbiota intestinal da criança.

Leve algo para a criança sugar ou mastigar: em viagens de avião, a pressão durante o pouso ou decolagem pode provocar dor nos ouvidos. No entanto, se a criança estiver sugando ou mastigando algo, o risco do desconforto é menor4. Lembre-se disso antes de embarcar e previna-se.

Procure manter a rotina de sono da criança: se a criança sempre dormiu cedo e tem o hábito de cochilar durante o dia, programe antecipadamente passeios ou atividades que respeitem os horários de sono do pequeno. Com isso, a criança ficará menos irritada e com mais disposição para se divertir.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Carrinho pode ajudar: quando a viagem exige muita caminhada, as crianças - mesmo as maiores - podem se cansar e ficar irritadiças. Um carrinho que permite com que a criança vá sentada durante parte do trajeto alivia esse problema, tornando a viagem mais tranquila e agradável.

Programe passeios específicos para crianças: a maioria das crianças fica inquieta ou entediada caso os passeios tenham como foco apenas os adultos. Por isso, é importante mesclar as atividades com diversão destinada aos pequenos.

Leve lanchinhos saudáveis na mochila: não é só porque a criança está de férias que é preciso descuidar totalmente da alimentação6. Claro, as exceções podem acontecer, mas é importante manter a rotina de oferecer lanchinhos saudáveis. Procure manter frutas, sanduíches saudáveis e outros petiscos nutritivos, assim como água, sempre à mão para oferecer quando a fome ou a sede bater fora das refeições principais.

Cuidado com a insolação: no verão, é preciso ficar atento para afastar o risco de insolação nas crianças, que é quando a temperatura corporal ultrapassa 40ºC, prejudicando o mecanismo de transpiração do organismo, o que faz com que o corpo não consiga se resfriar5.

Não basta apenas usar protetor solar para protegê-las, é necessário também evitar que elas se exponham ao sol forte por um período prolongado, além de vesti-las com roupas leves e claras, oferecendo líquidos com frequência e, sem dúvida, alimentos leves, como frutas e verduras5.

Referências:

1 - Guarino A., Guandalini S., Lo Vecchio A. Probiotics for Prevention and Treatment of Diarrhea. Journal of Clinical Gastroenterology. 2015 Nov-Dec;49 Suppl 1:S37-45.

2 - Do Carmo, M.S., Dos Santos, C.I., Araújo, M.C. Probiotics, mechanisms of action, and clinical perspectives for diarrhea management in children. Food&Function. Royal Society of Chemistry. 2018 Oct 17;9(10):5074-5095.

3 - Enterogermina ® [folheto]. Origgio, IT. Importado e distribuído por Sanofi-Aventis Ltda.

4 - Air travel and children. Paediatrics Child Health. 2007 Jan; 12(1): 51?52.

5 - Weffort, V.R.S., Giugliani, E.R.J. Alimentação saudável na infância e Adolescência. Sociedade Brasileira de Pediatria.

6 - Ministério da Saúde. Insolação: causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção.