PUBLICIDADE

Hormônios podem mudar de acordo com a estação, revela estudo

Cientistas afirmam que algumas glândulas, como a tireoide, podem sofrer alterações com as mudanças climáticas

Uma pesquisa feita pelo Salk Institute for Biological Studies, nos Estados Unidos, revelou que os hormônios presentes no organismo humano são capazes de sofrer alterações de acordo com a estação do ano.

A análise, que contou com cerca de 3,5 milhões de exames de sangue, comprova que os seres humanos possuem o que foi denominado de "relógio interno sazonal", que provoca o alinhamento entre os hormônios e as mudanças climáticas.

"Junto com um longo histórico de estudos sobre as funções humanas feitos durante o pico das estações Inverno e Primavera, a sazonalidade apresentada pelos hormônios indica que, como outros animais, os humanos podem ter uma estação de pico fisiológica para funções biológicas básicas", explicaram os autores do estudo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Impacto no organismo

Os resultados revelaram que a glândula pituitária, responsável por produzir hormônios que afetam o metabolismo, o estresse e a lactação em gestantes, atingiu o seu pico principalmente em dias de Verão. Já os órgãos controlados pela hipófise, glândula que produz os hormônios sexuais e a tireoide, atingiram seu ponto máximo durante o Inverno.

Outros hormônios, como a testosterona, estradiol e progesterona, por exemplo, atingiram seu ápice no final do Inverno ou durante a Primavera.

Os cientistas ainda não descobriram qual mecanismo é capaz de impulsionar o relógio biológico, mas os autores do estudo sugerem que há uma espécie de circuito interno que promove um feedback natural entre o corpo e o ambiente externo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os hormônios da hipófise, por exemplo, quando sintonizados exclusivamente com a luz do sol, são capazes de "alimentar" os outros órgãos durante o período de um ano, permitindo que os mesmos cresçam em massa funcional de acordo com as estações.

Os autores da pesquisa alertam que, mesmo que as mudanças sazonais não causem alterações em grande escala, a descoberta pode auxiliar na perspectiva clínica. "Mesmo um pequeno efeito sistemático pode causar diagnósticos errados se as faixas normais não forem adaptadas às estações, causando novos custos de exames extras e tratamento", contam os cientistas.

Função dos hormônios

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)