SHAIDER perguntou:

Minha dúvida é: > o que é sístole atrial por condução retrógrada; > o que é sístole atrial de origem sinusal. É grave?

  • Respondido em 18/10/2015
    Olá,

    O termo "sístole" quer dizer contração de uma câmara cardíaca, em oposição a "diástole" que quer dizer relaxamento. A sístole é necessária para a ejeção do sangue e a diástole para que o coração receba o sangue para a próxima contração.
    "Sístole atrial" significa a contração dos átrios. No caso da pergunta, há dois motivos citados para a sístole atrial: condução retrógrada e de origem sinusal.
    A de origem sinusal é a sístole que ocorre normalmente no coração. O nó sinusal é, de forma simplicada, o gerador de energia elétrica principal do coração, aquele que controla o ritmo cardíaco em condições normais.
    A de condução retrógrada se refere a uma sístole que teve origem nos ventrículos, câmaras que normalmente são ativadas depois dos átrios. Quando os átrios se contraem por condução retrógrada, isto quer dizer que os ventrículos se contraíram primeiro e em seguida os átrios, retrogradamente. Isto pode ocorrer pelo próprio sistema de condução elétrico normal do coração ou por caminhos anormais como uma via acessória (ou feixe anômalo) de condução retrógrada, por causa de extrassístoles ventriculares ou outras formas de despolarização ventricular.
    A sístole atrial de origem sinusal nunca é grave. Aquela por condução retrógrada dificilmente é, porém pode estar associada a arritmias cujo diagnóstico e potencial para interferência na vida do indivíduo deve ser determinada em consulta presencial.

    PUBLICIDADE