PUBLICIDADE

Hiperidrose: o que é, sintomas e tem cura?

Visão Geral

O que é Hiperidrose?

Hiperidrose é uma condição médica em que o paciente sua excessivamente e de forma imprevisível. Pessoas com hiperidrose possuem glândulas sudoríparas hiperfuncionantes, podendo suar mesmo quando a temperatura está baixa ou quando estão descansando.

Sinônimos

Sudorese

Sintomas de Hiperidrose

Segundo Fabiana Seidl, médica dermatologista, a hiperidrose pode ser classificada em duas: primária focal e secundária generalizada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Primária focal: ocorre por fatores genéticos, com sintomas que se iniciam logo na infância ou adolescência. Entre as principais queixas, estão o suor excessivo em diferentes partes do corpo, como o couro cabeludo, palma das mãos, axila, planta dos pés, face e virilha.

Secundária generalizada: esse tipo de hiperidrose tem início na idade adulta, se manifestando através da produção de suor por todo o corpo, mesmo em períodos de sono. Normalmente, o problema possui ligação com alguma doença ou efeitos causados por medicamentos.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Consulte um médico se você apresentar:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Visão Geral

Causas

Ainda de acordo com Fabiana, uma das probabilidades para o surgimento dessa condição é uma alteração que ocorre no sistema nervoso. Essa mudança é piorada por fatores emocionais, genéticos ou prática de atividade física. “Os hormônios não parecem desenvolver papel importante na hiperidrose, a não ser que haja alguma doença endócrina (hiperidrose secundária)”, conta.

Suar ajuda a manter o corpo frio. Todas as pessoas suam, especialmente em dias em de temperaturas muito altas, após exercícios físicos ou durante uma situação estressante, que deixe a pessoa muito nervosa, com raiva, envergonhada ou com medo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, o suor excessivo também pode ocorrer em outras situações. Pessoas com hiperidrose parecem ter glândulas sudoríparas superativas. O suor incontrolável pode levar à sensação de desconforto significativo, tanto físico como emocional.

Na maioria dos casos de hiperidrose primária, nenhuma causa é encontrada, o que leva os médicos a acreditarem que trata-se de um problema hereditário. Já quando o diagnóstico é de hiperidrose secundária, algumas condições médicas podem ser investigadas como causa:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Hiperidrose

O diagnóstico é clínico e baseado nos sintomas e em uma série de questionamentos que são feitos aos pacientes. O médico avaliará a possibilidade da hiperidrose estar relacionada a doenças mais graves.

Caso haja suspeita da condição, é possível que alguns exames sejam solicitados - principalmente nos casos de hiperidrose secundária generalizada. Um dos testes é feito com a aplicação de um papel especial sobre a área afetada pelo suor excessivo, que será pesado após o tempo determinado pelo dermatologista. A quantidade de fluido acumulado pode ajudar a identificar o problema.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hiperidrose

Hiperidrose tem cura?

A condição não tem cura, mas pode ser tratada de acordo com seu diagnóstico. “Para tratar a hiperidrose, em primeiro lugar precisamos determinar se existe alguma doença ou medicamento que esteja precipitando essa condição, já que o tratamento será direcionado para a causa base”, explica Fabiana Seidl .

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como tratar a hiperidrose

O tratamento para suor excessivo causado por hiperidrose costuma ser clínico ou cirúrgico. Nos casos mais leves, podem ser indicados medicamentos orais e de uso tópico, além da aplicação de desodorantes antitranspirantes feitos com sais de alumínio.

Em casos em que o suor ocorre de maneira moderada e em um local específico, como as axilas, a aplicação de botox pode ser uma das recomendações. Entretanto, Fabiana conta que a toxina botulínica possui duração de até nove meses, sendo necessária a manutenção e novas aplicações para que o seu efeito permaneça o mesmo.

Quadros mais graves podem exigir intervenção cirúrgica. Chamado de simpatectomia torácica endoscópica, o procedimento é feito com a retirada das glândulas sudoríparas das axilas, ou de gânglios da cadeia simpática (simpatectomia). Porém, o paciente pode desenvolver hiperidrose compensatória em uma região diferente do corpo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dessa forma, o tratamento para a condição deve ser avaliado com cautela para cada quadro clínico, determinando os benefícios e possíveis riscos para cada paciente.

Referências

Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Dermatologia

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Academia Americana de Dermatologia

Mayo Clinic

Fabiana Seidl, médica dermatologista, CRM RJ 5287852-9

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)