PUBLICIDADE

Hipertireoidismo: o que é, sintomas, tratamentos e tem cura?

Visão Geral

O que é Hipertireoidismo?

O hipertireoidismo (CID 10 - E05) é uma disfunção da glândula tireoide na qual esta estrutura produz hormônios em excesso, o que impacta em diversas funções do organismo. Aqui a glândula é hiperativa, ou seja, trabalha em excesso.

Getty Images
Getty Images

Dessa maneira, o hipertireoidismo acontece quando a glândula da tireoide, uma estrutura do sistema endócrino, localizada no pescoço, libera em excesso dois hormônios: a tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3).

Saiba mais: Descubra as diferenças entre hipotireoidismo e o hipertireoidismo

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A liberação de T3 e T4 acontece por um comando de nossa hipófise, uma outra glândula endócrina, localizada no cérebro. O excedente desses dois hormônios acabam , consequentemente, afetando o metabolismo do corpo e também trazendo outros impactos ao organismo.

Sintomas

Sintomas de Hipertireoidismo

Os sinais da disfunção podem ser muito parecidos com os sinais de outras doenças. Entre os principais sintomas do hipertireoidismo, destacam-se:

Hipertireoidismo: saiba como o excesso de hormônios da tireoide afeta o organismo

Os sinais da disfunção podem ser muito parecidos com os sinais de outras doenças. Entre os principais sintomas do hipertireoidismo, destacam-se:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outros sintomas que podem ocorrer:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba mais: 8 sinais de que você precisa examinar sua tireoide

Visão Geral

Causas

Diferentes doenças e distúrbios podem causar esse problema, incluindo:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores de risco

Ter parentes com hipertireoidismo é um importante fator de risco para a doença. Mulheres também têm mais chances de contrair o problema do que homens.

Se você tiver algum parente que tiver sido diagnosticado com hipertireoidismo, é válido conversar com um especialista para saber que medidas tomar em seguida.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Se você já foi tratado por hipertireoidismo ou está sendo tratado, consulte o seu médico regularmente para que a sua condição seja monitorada. É importante garantir que os níveis dos hormônios da tireoide estejam normais e que você está recebendo cálcio suficiente para manter os ossos fortes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Perguntas a serem feitas ao seu médico

Na consulta médica

Na consulta com um endocrinologista, anote todos os seus sintomas e descreva-os ao médico. Isso é essencial para que ele possa realizar o diagnóstico corretamente, uma vez que muitos dos sintomas e sinais do hipertireoidismo podem ser confundidos com os de outras doenças.

Aproveite para tirar todas as suas dúvidas também, e esteja preparado para responder às perguntas que o especialista poderá lhe fazer também. Veja exemplos:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico de Hipertireoidismo

Os sintomas e sinais do hipertireoidismo podem ser confundidos com os de outras doenças, por isso o médico poderá solicitar a realização de alguns exames específicos. Ele começará, no entanto, com um simples exame físico de rotina.

O exame físico pode revelar aumento da tireoide, tremor, reflexos hiperativos ou frequência cardíaca acelerada. A pressão também pode estar alta e isso geralmente é notado durante o exame físico. Depois, o especialista fará perguntas sobre o histórico médico do paciente e de sua família, a fim de encontrar vestígios da doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em seguida, ele pedirá que paciente faça alguns exames, como:

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hipertireoidismo

Existem diversos tipos de tratamento para hipertireoidismo, que dependem da causa da doença e da gravidade dos sintomas. Veja exemplos de terapias e remédios para esse problema:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Caso a tireoide seja removida com cirurgia ou destruída com radiação, será preciso repor os hormônios com pílulas pelo resto da vida.

Outros medicamentos são opções a serem utilizadas para tratar alguns sintomas específicos, incluindo frequência cardíaca acelerada, sudorese e ansiedade, até que o hipertireoidismo possa ser controlado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba mais: Hipertireoidismo: tratamento depende da gravidade da doença

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Uma vez iniciado o tratamento, os sintomas devem começar a dar uma trégua e a qualidade de vida aumentará significativamente. Algumas medidas caseiras podem acelerar esse processo e tornar o prognóstico muito melhor.

Alimentação para hipertireoidismo

Complicações possíveis

A crise de tireoide (tireotoxicose), também chamada “tempestade” tireoidiana, é uma piora nos sintomas do hipertireoidismo devido a uma infecção ou estresse. Febre, baixo nível de atenção e dor abdominal podem ocorrer. A internação imediata é necessária.

Outras complicações relacionadas ao hipertireoidismo incluem:

Hipertireoidismo tem cura?

O hipertireoidismo geralmente pode ser tratado e raramente oferece risco de morte. Algumas de suas causas podem ser controladas mesmo sem tratamento, mas requerem sempre o acompanhamento médico.

O hipertireoidismo causado pela doença de Graves geralmente piora com o tempo. Ele traz muitas complicações, algumas das quais são graves e afetam a qualidade de vida e, por essa razão, exigem tratamento imediato e acompanhamento médico.

Prevenção

Prevenção

Não existe evidência científica para a prevenção de hipertireoidismo.

Referências

Revisado por: Andressa Heimbecher - CRM: 123579

ANDRADE, Vânia A.; GROSS, Jorge L. and MAIA, Ana Luiza. Tratamento do hipertireoidismo da Doença de Graves. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2001, vol.45, n.6, pp. 609-618. ISSN 0004-2730. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302001000600014.

http://www.endocrino.org.br/entendendo-tireoide-hipertireoidismo/

Ministério da Saúde

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE-2010)

Sociedade Brasileira de Endocrinologia