PUBLICIDADE

Hematoma: o que é, tipos, causas e como tratar

Hematoma pode ser causado por traumas e até por doenças como lúpus, cirrose e leucemia

O que é

Hematoma é o acúmulo de sangue fora dos vasos sanguíneos, que pode acontecer em qualquer lugar do corpo e surge, geralmente, em decorrência de algum trauma ou lesão. Quando o sangue extravasa, ele fica acumulado neste local e gera um hematoma.

O hematoma é identificado como uma mancha na pele, que pode ser de cor roxa, vermelha, azul ou preta. Essas manchas costumam ser bem delimitadas e, por vezes, doloridas. Com o passar do tempo, elas ficam borradas, com bordas menos marcadas, e vão mudando de tom para verde escuro, marrom e amarelo - até sumir por completo.

Onde ocorre

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O hematoma ocorre nos diferentes tecidos e órgãos do corpo, devido a traumatismos com rupturas de vasos sanguíneos e também por alterações hematológicas, como mudanças na coagulação do sangue (por anemia, por exemplo) ou ainda pela superdosagem de medicações anticoagulantes.

Hematoma e equimose

Os sangramentos que ocorrem com a pele íntegra, quando em volumes pequenos, são chamados de equimose. Já os sangramentos com volumes maiores são denominados hematomas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O hematoma é uma lesão vascular com a formação de uma coleção de sangue, que pode ser muito pequena ou grande. Já a equimose descreve manchas roxas que aparecem na pele e podem ser decorrentes de pequenos traumas.

Quanto tempo dura um hematoma

O tempo de cura de um hematoma é de, em média, 7 dias - a depender da quantidade de sangue acumulada no local.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Os sintomas vão depender do local em que se forma o hematoma, mas a presença do sangue gera aumento da pressão local e dor. Assim, as principais alterações relacionadas à presença de um hematoma são:

Causas

Além dos traumas e lesões físicas, uma das possíveis causas do aparecimento repentino de hematomas pode ter ligação com doenças do sangue e dos vasos sanguíneos. Dessa forma, as situações que podem ocasionar um hematoma na pessoa incluem:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causa incomum

Uma das causas incomuns de hematomas é a coagulação intravascular disseminada, em que coágulos de sangue são formados dentro dos vasos sanguíneos, esgotando os fatores de coagulação, o que pode causar sangramento intenso em outros locais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quando se preocupar com um hematoma

Um hematoma pode ser considerado grave dependendo do local onde ele ocorre. Pode ser um sinal de alerta para procurar um médico, por exemplo, quando começam a aparecer hematomas nos braços e pernas sem relação com qualquer trauma no local.

Além disso, podem ocorrer também hematomas intracranianos, que não serão visíveis, mas que se manifestam através de dor de cabeça, tontura ou outros sintomas neurológicos. Os hematomas ainda podem ser sinais de outras doenças, como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tipos

Os hematomas podem ser classificados a depender do local em que eles aparecem no corpo. Alguns tipos mais conhecidos de hematomas são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores de risco

Idosos

Idosos possuem maior risco de queda e pele mais sensível, o que possibilita o aparecimento constante de manchas roxas. Além disso, devido ao envelhecimento, seus vasos sanguíneos ficam mais fragilizados, o que favorece a formação das equimoses e hematomas em consequência de traumas pequenos e corriqueiros.

Cardiopatas

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pacientes que fazem uso de anticoagulantes, como os cardiopatas, também têm maior risco de sangramento na pele. Assim, é necessário que essas pessoas façam acompanhamento médico frequente para avaliar a gravidade do quadro e uma possível adequação do tratamento.

Diagnóstico

O diagnóstico de um hematoma é clínico. Exames auxiliares podem ser feitos para analisar as consequências do trauma, como quando ocorre um hematoma intracraniano, no qual há comprometimento neurológico, e a calota craniana impede uma melhor averiguação local.

Outros hematomas, como os de membros (por traumas), requerem exames apenas para avaliar seu tamanho e localização. Análises com ultrassom e ressonância magnética auxiliam no tratamento (se apenas clínico ou cirúrgico) e prognóstico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A especialidade médica que fará o acompanhamento o paciente vai depender do local onde houve o hematoma. Se o trauma ocorreu na cabeça, deve-se consultar um neurologista. Se a mancha acomete os membros superiores ou inferiores, um ortopedista deve ser consultado. No caso de hematoma no abdômen, cirurgiões gerais devem ser acionados.

Os médicos socorristas (plantonistas em pronto-socorro) podem também tratar os hematomas de menor gravidade e que não exigem especialistas.

Tratamento

Na maioria das vezes, os hematomas são autolimitados e não exigem atenção médica especial. Entretanto, os hematomas que acometem órgãos vitais, como os intracranianos, ou os hematomas grandes nos membros podem precisar de atendimento médico e necessitar de procedimento cirúrgico, como a drenagem.

Pomada para hematoma

Existem pomadas à base de heparina (anticoagulante) que são indicadas para pequenos sangramentos. Estes medicamentos diminuem a inflamação, com o alívio da dor, redução do inchaço e da vermelhidão de áreas com manchas roxas decorrentes de contusões ou cirurgias.

Procedimentos

Em alguns casos específicos, os dermatologistas podem utilizar aparelhos de LED, lasers específicos, luz intensa pulsada e aparelhos de ultrassom estético para evitar a pigmentação da pele e eliminar o hematoma.

Como tirar hematoma rápido

O hematoma não desaparece de um dia para o outro, mas existem maneiras de controlar a mancha gerada pelo trauma ou lesão. Para evitar ou amenizar as manchas roxas após uma batida, por exemplo, há algumas medidas simples que podem ser feitas, como:

Prevenção

Em esportes de contato, é comum que os atletas utilizem equipamentos de proteção para evitar traumas e hematomas. São acolchoamentos no calção e camisa dos goleiros, ombreiras acolchoadas para motociclistas, além dos capacetes para ciclistas, motociclistas e automobilistas, entre tantos outros.

Já para os pacientes que utilizam medicações anticoagulantes, é preciso que haja correção da dosagem do medicamento, a fim de evitar a formação de hematomas. Em outros casos, a recomendação é tentar evitar qualquer tipo de choque, trauma ou lesão ao ter atenção durante a realização de atividades cotidianas.

Complicações

Complicações associadas a um hematoma são raras. No entanto, podem acontecer algumas situações que requerem atenção médica, como:

Tem cura?

O hematoma não é uma doença propriamente dita. Ele é uma consequência de um trauma que causou algum tipo de fratura tecidual, do tegumento, osso, músculos, entre outros. Assim, para curar o tecido, o organismo acaba absorvendo este sangue extravasado e o hematoma desaparece sem deixar sequelas.

Referências

Kate Koetz, dermatologista da clínica For All Group, de São Paulo

Luciano Miller, ortopedista

Renata Castro, clínica geral

Ricardo Munir Nahas, ortopedia traumatologia e medicina do esporte e Coordenador do Centro de Medicina do Esporte do Hospital 9 de Julho, São Paulo