PUBLICIDADE

Cérebro: o que é, função, regiões, cuidados e doenças comuns

Entenda como é constituído o cérebro, suas principais funções e cuidados para a saúde do órgão

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

O que é o cérebro?

O cérebro é um órgão que faz parte do sistema nervoso cerebral, junto ao cerebelo, tronco cerebral e medula espinhal. Ele pode ser entendido como a estrutura física que permite o funcionamento da mente.

Formado por bilhões de células chamadas de neurônios, ele usa o prolongamento dessas estruturas, denominados axônios, para fazer a comunicação entre as células nervosas e transmitir informações sobre as funções do corpo.

Outras células também estão presentes no cérebro e compõem a glia (responsável pelo suporte aos neurônios), que ajudam na sua proteção, regulando o ambiente, sua defesa, entre outras funções.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Qual é a função do cérebro?

O cérebro é responsável pela integração de várias informações sensoriais, tanto externas (visão, audição, tato, olfato etc), quanto internas (funcionamento dos órgãos). Entretanto, nem todos os comportamentos humanos precisam do cérebro.

Alguns reflexos podem acontecer, por exemplo, com a ajuda da medula. Por exemplo: quando se bate um martelo no joelho e ele se move.

"Com isso podemos gerar respostas, reações, comportamentos, tanto elaborados, como dançar de forma perfeita em resposta a uma música, como primitivos, como correr pela sobrevivência. O cérebro também é o responsável pelo aprendizado e a memória, além de participar do controle de órgãos internos, glândulas e controle de hormônios", explica Lécio Figueira Pinto, neurologista e atual vice-presidente da Associação Brasileira de Epilepsia (ABE).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Regiões do cérebro

O cérebro é dividido em diferentes regiões cerebrais que foram se especializando ao longo da evolução para que o órgão tivesse maior qualidade nas tarefas. São os lobos cerebrais, que têm as seguintes funções:

Foto: PIXOLOGICSTUDIO/SCIENCE PHOTO LIBRARY/GettyImages
Foto: PIXOLOGICSTUDIO/SCIENCE PHOTO LIBRARY/GettyImages

Lobo frontal (azul): é o maior lobo cerebral e envolve muitas funções relacionadas ao movimento do lado contrário do corpo, controle das emoções, atenção, motivação, planejamento e linguagem (nos destros e na maioria das pessoas canhotas se localiza no hemisfério cerebral esquerdo).

Lobo temporal (verde): está relacionado à memória (conteúdos verbais, visuais, por exemplo), sendo que para a maioria das pessoas, o lado esquerdo é responsável pela parte visual e linguagem. Já o lado direito é voltado para o visual. Essa região também tem função na audição.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Lobo parietal (rosa): faz a integração dos estímulos sensoriais, mas também é responsável pelo cálculo, escrita, orientação direita-esquerda e reconhecimento dos dedos. O parietal é importante para a consciência do corpo e do espaço. Lesões na região causam um fenômeno conhecido como "negligência'', que é a incapacidade de reconhecer o ambiente contralateral e até mesmo as partes do corpo - geralmente é mais marcado nas lesões na fase aguda e quando acontece no lado direito do cérebro.

Lobo occipital (roxa): percepção da visão e a integração da visão com outras modalidades sensoriais, como audição.

Ínsula (laranja claro): integra as informações sensoriais e autonômicas vindas de órgãos internos. Também tem papel na linguagem, sensação de dor e temperatura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Estruturas importantes do cérebro

Córtex: estrutura em que os neurônios fazem a integração dos estímulos, dependendo de cada lobo cerebral.

Tálamo: funciona como uma estação para as informações vindas da periferia que passam pelo tronco cerebral e enviadas para o córtex (e vice-versa). Faz parte do sistema límbico (controle das emoções), transmite informações motoras e sensitivas, incluindo visão e audição, e é parte do sistema que ativa o cérebro, controlando e permitindo a vigília.

Amígdala: é uma estrutura cerebral que faz parte do controle e aprendizado das emoções.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Hipocampos: estruturas fundamentais para o processamento das informações para que elas sejam armazenadas e se constituam memórias.

Hipotálamo: é responsável pela homeostase, termo usado para denominar o equilíbrio de várias funções no organismo. Controla a pressão arterial, diurese, temperatura, fome, sede, emoções e várias glândulas e hormônios.

Corpo caloso: é uma estrutura responsável pela comunicação entre os hemisférios cerebrais, permitindo a troca de informação entre eles.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Glândula pituitária (hipófise): tem função de regular a parte hormonal, atuando em outras glândulas e produção hormonal, como a tireóide, as supra-renais, ovários, testículos, prolactina, hormônio do crescimento, ocitocina, antidiurético etc.

Diferença do cérebro humano e do de animais

A principal diferença do cérebro humano com relação ao de outros animais é o lobo frontal segundo Custódio Michailowsky Ribeiro, neurologista do Hospital Albert Sabin.

"O lobo frontal é muito mais desenvolvido do que em nossos parentes, como nossos primos macacos: orangotangos, gorilas... Ele é muito grande. Essa região é onde armazenamos nossa razão, julgamentos e vivências passadas".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Doenças ligadas ao cérebro

Entre as doenças relacionadas ao cérebro, destacam-se:

Hábitos prejudiciais ao cérebro

Entre os comportamento que são prejudiciais ao cérebro estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Cérebro: o que faz bem?

Por outro lado, alguns hábitos são benéficos ao cérebro. São eles:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"É importante frisar que esses hábitos devem ser iniciados precocemente na vida. Não devemos esperar que as doenças 'batam na nossa porta' para mudar as atitudes. Você está preocupado com a saúde do seu cérebro? Tem feito atividade física? Como está sua alimentação? Tem dormido bem? Está cuidando da sua saúde mental? Você só tem um cérebro e este órgão não tem como trocar ou consertar depois de lesado", conclui Figueira Pinto.

Referência

Lécio Figueira Pinto, neurologista e atual vice-presidente da Associação Brasileira de Epilepsia (ABE) - CRM 110924/SP

Custodio Michailowsky Ribeiro, Neurologista do Hospital Albert Sabin de SP - CRM 73303/SP