publicidade

Escolha o melhor cereal matinal para você

Eles dão energia, vitaminas e ajudam a compor o café da manhã ideal

Por Ana Paula de Araujo - publicado em 13/09/2011


Sendo o café da manhã é a refeição mais importante do dia, ele deve contar com quantidade suficiente de nutrientes para que você tenha disposição durante a realização das atividades diárias. Uma boa pedida para conseguir essa energia logo cedo é investir em cereais matinais. Na medida certa, eles são ricos em fibras, carboidratos, proteínas e uma porção de vitaminas. Saiba escolher o melhor para você com as dicas das nutricionistas Gabriela Marcelino, da empresa Congelados da Sônia, e Priscilla Baracat, da clínica Inti Estética, Nutrição e Bem-Estar. 

de 8

Atenção ao açúcar e sódio - Getty Images

Atenção ao açúcar e sódio

Embora os cereais mais adocicados sejam mais agradáveis ao paladar, a grande quantidade de açúcar pode ser uma vilã para quem busca controlar o peso. "Quanto mais açúcar, maior a quantidade de calorias do cereal", diz Priscilla Baracat. Cuidado, inclusive, com as opões com chocolates, pois também são ricas em açúcar.

"O ideal é que o cereal não seja açucarado, para que a pessoa possa adoçar de acordo com o gosto dela", aconselha Gabriela Marcelino. Mas, se você não abre mão dessa opção, a nutricionista lembra que existem cereais com açúcar mascavo. Mesmo sendo calórico, esse tipo não passa pelo processo de refinação e, por isso, agrega mais nutrientes que o refinado.

Já em relação ao sódio, fique atento à indicação no rótulo, principalmente se você apresentar hipertensão. Os cereais matinais costumam ocupar a lista dos alimentos campeões dessa substância, mas há opções e macas que não apresentam exageros na quantidade. 

Valor calórico  - Getty Images

Valor calórico não é tudo

Quem está atento à balança deve, sim, se preocupar com a quantidade de calorias. No entanto, nem sempre isso deve ser tomado como decisivo na hora de escolher o melhor cereal matinal. "É interessante que a pessoa pense no equilíbrio de nutrientes que o cereal oferece. Às vezes, ele é mais calórico por apresentar sementes oleaginosas, ricas vitaminas lipossolúveis, como as do complexo A, D, E e K", afirma Gabriela.  

Ajuste o cereal ao seu estilo de vida  - Getty Images

Ajuste o cereal ao seu estilo de vida

Leve em consideração os seus hábitos cotidianos e até mesmo alguma doença que você possa apresentar. "Alguém que malha, por exemplo, pode buscar um cereal que forneça mais energia, já quem tem diabetes deve observar os teores de açúcar e a quantidade de frutas secas, enquanto pessoas com problemas de intestino devem optar pelos ricos em fibras", aconselha Priscilla Baracat. 

Varie o tipo de cereal - Getty Images

Varie o tipo de cereal e ganhe pontos em nutrientes

Diversificar nos tipos de cereais dá a chance de variar os nutrientes que você ingere. Compre pacotes pequenos de cereais ou monte um em casa! É simples fazer o próprio mix matinal: segundo a nutricionista Gabriela, basta ir a um local que os venda a granel e escolher os grãos que comporão o seu. Para maior saciedade, ela aconselha optar por oleaginosas, como castanhas do Pará e de caju, além de grãos de soja desidratados.  

Priorize os ricos em fibras - Getty Images

Priorize os ricos em fibras

As fibras dão saciedade e ajudam no trânsito intestinal. Segundo Gabriela, a quantidade diária ideal desse elemento é de 25 a 30g. "Quanto mais ingredientes integrais o cereal apresentar, mais complexos serão os carboidratos e, assim, maior a quantidade de fibras. Os cereais que passam por processos de refinamento, como os flocos de milho e arroz, perdem boa parte de suas propriedades", ensina Priscilla. Mas não se esqueça de ingerir bastante líquido ao longo do dia, senão o efeito das fibras em excesso pode ser inverso - causar prisão de ventre. 

Aposte em cereais fontes de nutrientes - Getty Images

Aposte em cereais fontes de nutrientes

Além das fibras, é possível encontrar cereais fontes de proteínas, vitaminas A, D, E e do complexo B e K, ferro, cálcio, potássio, zinco, magnésio, selênio, além dos fitoquímicos como ácidos fenólicos e flavonoides, estes dois últimos importantes na luta contra o envelhecimento das células. Geralmente, essas substâncias estão presentes em maiores quantidades em cereais que possuem oleaginosas e frutas secas. 

Livres de glúten - Getty Images

Livres de glúten

Pessoas com intolerância ao glúten não precisam abrir mão dos cereais. Na hora de comprar, fique atento aos dizeres "contém glúten" ou "não contém glúten". Geralmente, lembra a nutricionista Gabriela, aqueles que não contêm glúten são os cereais com flocos de milho, quinoa ou amaranto.  

Cuidado com o acompanhamento - Getty Images

Cuidado com o acompanhamento

Após escolher bem o seu cereal matinal, não peque na hora do acompanhamento! "Não adianta escolher um com baixas calorias e consumir com leite integral, que é calórico e gorduroso. Dê preferência aos desnatados, assim como os iogurtes", alerta Priscilla Baracat. A nutricionista aconselha que, caso você queira adoçar o cereal, fuja do açúcar e opte por mel ou alguma fruta. 

ver texto completo


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X