PUBLICIDADE

Estresse pode desencadear a compulsão alimentar

Afogar as mágoas na comida já pode ser considerado um distúrbio alimentar

Comer um bombom pode ser considerado satisfação, mas comer a caixa inteira é compulsão. Em geral a compulsão alimentar ou a tentativa de controlar as emoções que sentimos com a ingestão de carboidratos, especialmente doces, acontece porque esses alimentos aumentam a serotonina que é o neurotransmissor que provoca a sensação de prazer em bem estar. É comum as mulheres dizerem que não sentem fome nas horas de estresse ou depois de uma mágoa, mas sim vontade de comer. Mas o que podemos fazer para controlar esse impulso e não correr o risco de engordar e prejudicar a saúde?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O segredo é criar consciência do porque você está comendo. Temos que saber se é por fome física ou porque está descontando emoções na comida ou procurando algum tipo de recompensa. Sempre perguntar o porquê você está comendo e se vale a pena realmente poder ajudar a identificar os gatilhos emocionais. O importante é vivenciar as emoções e resolver cada uma delas com a solução mais adequada.

Compulsão alimentar é a tentativa de controlar as emoções que sentimos com a ingestão de carboidratos

A partir daí você vai começar a perceber a diferença entre fome-física e fome-emocional o que pode ajudar a vencer a compulsão. Essa percepção e o reconhecimento das duas situações distintas lhe darão instrumentos para lidar melhor com essas situações e fugir do "comer emocional" e assim não comer compulsivamente. É você que tem que ter o controle sobre essa situação e não a comida.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Aí vão algumas dicas para conseguir identificar porque você está comendo e se é preciso mudar seus hábitos:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mesmo com esses hábitos, é bom continuar de olho no tipo de alimentação que você tem. Os alimentos ricos em gorduras e carboidratos refinados como doces são os mais prejudiciais e também os mais consumidos em episódios compulsivos. Porém, é importante ressaltar que todos os alimentos, até mesmo os lights e aqueles considerados mais "saudáveis", se consumidos com excesso, poderão levar a ganho de peso ou a outros problemas.

O melhor tratamento para uma perda de peso efetiva e duradoura sempre é aquele que associa mudanças de comportamento e estilo de vida, o que deve incluir mudanças na alimentação, prática de atividade física regular e procurar sempre o equilíbrio emocional através da administração do stress causado pelas preocupações do dia a dia.

Qualquer remédio, mesmo aqueles conhecidos como "naturais", podem causar efeitos colaterais indesejáveis e até graves, alem de poder apresentar interações medicamentosas inesperados pelo consumo concomitante com outros remédios que a pessoa já esteja tomando. Evitar a automedicação é fundamental, mesmo que sejam suplementos naturais. Procure sempre um médico que possa prescrever aquilo que você realmente necessita.

Muitas pessoas procuram "ser emagrecidas" e não emagrecer, ou seja, acreditam que a solução esta em uma fórmula milagrosa e nem pensam que o verdadeiro sucesso depende da mudança de estilo de vida.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)