Alimentação rica em vitaminas melhora a circulação

Laranja, mirtilo e alho são alguns dos alimentos que combatem a má-circulação

ARTIGO DE ESPECIALISTA - ATUALIZADO EM 04/07/2011

foto especialista
Fernanda Granja de Oliveira Gomes Nutricionista - CRN 19074/SP

O funcionamento adequado da circulação sanguínea depende de vários fatores. A má-circulação se traduz em vários problemas como: celulite, varizes, colesterol alto, fadiga, dor nas pernas e inchaço, no caso dos diabéticos ou pessoas com resistência à insulina. Os sintomas são diversos, mas o problema é um só: a má-circulação.

Uma alimentação rica em vitaminas e minerais moduladores ajuda a manter a integridade dos vasos sanguíneos e, somada à uma hidratação eficaz, garante uma adequada circulação sanguínea. Se você apresenta algum problema referente à circulação ou algum desses sintomas citados, faça um cardápio com os seguintes alimentos:

1- Acerola, laranja, goiaba, amora e morango

Alimentos que contêm vitamina C e flavonoides juntos (frutas cítricas e silvestres) fortalecem as paredes dos vasos sanguíneos impedindo os radicais livres de comprometer sua resistência. Além disso, os flavonoides reduzem a fragilidade e o extravasamento de sangue nos vasos. 

Precisamos de vitaminas?

2- Cebola roxa e mirtilo

Estudos apontam a quercetina, flavonoide encontrado na cebola roxa e mirtilo, como sendo muito eficiente na prevenção de vasinhos, tendo ação anti-inflamatória.

3- Abacaxi


A bromelaína, uma enzima naturalmente presente no abacaxi, tem sido usada no tratamento de varizes, pois pessoas com varizes apresentam dificuldade em degradar a fibrina (proteína), sendo então depositada ao redor dos microvasinhos. A bromelaína consegue quebrar essa proteína, diminuindo este depósito.

4- Peixes de água fria (salmão) e azeite de linhaça

Ricos em ômegas, especialmente do tipo 3, esses alimentos ajudam a evitar a formação de coágulos (trombose) e de depósitos de gordura (aterosclerose), aumentando a fluidez sanguínea e reduzindo a pressão arterial.

5- Suco de uva integral


Os flavonoides, ácidos fenólicos e o resveratrol encontrados nas sementes e cascas das uvas, possuem atividades antioxidantes, que contribuem para o efeito cardioprotetor, incluindo a habilidade de inibir as atividades de agregação plaquetária e formação de trombose. Além disso, o consumo diminui as chances de obstrução nos vasos sanguíneos e reduz potencialmente os lipídios plasmáticos (desentupimento das artérias). Não podemos exagerar na dose, pois o suco de uva integral apesar de todos os benefícios apresenta alto valor calórico. Deve ser consumido com moderação, recomendado de 1 a 2 copos de 200 mililitros por dia. 

6- Alimentos sem glúten

Alguns estudos demonstram que o glúten em excesso pode prejudicar a circulação, diminuindo o fluxo sanguíneo, especialmente para o cérebro. O glúten está presente nos alimentos à base de trigo, aveia, cevada, malte e centeio. Faça uso de farinha de arroz, fécula de batata, farinha de quinoa e farinha de banana verde no preparo de pães e bolachas.

7- Amendoim


Rico em vitamina B3, ele colabora para a vasodilatação sanguínea, melhorando a circulação. Apenas tome cuidado com a quantidade diária, pois é um alimento calórico que deve ser ingerido com moderação.

8- Gérmen de trigo


Rico em tiamina (vitamina B1) que melhora a circulação.

9- Pimenta Cayenna


Atua como agente excitante por estimular a circulação, podendo prevenir coágulos sanguíneos que causam ataque cardíaco e derrame cerebral.

10- Alho


Aumenta a fluidez sanguínea. Pode ser ingerido na comida ou o próprio óleo de alho.

11- Vinagre de Maçã


Alimento que melhora a fluidez sanguínea, por ser rico em vários nutrientes como potássio, fósforo, magnésio, enxofre, cálcio, flúor e silício.

12- Ban-chá


Chá depurativo, mais conhecido como chá verde torrado, estimula a digestão e acentua a eliminação de toxinas por aumentar a diurese, melhorando a circulação e diminuindo o inchaço.

13- Castanha da Índia


Aumenta a resistência dos vasos sanguíneos, facilitando a circulação.

14- Água


Essencial para o bom funcionamento do organismo, principalmente no que se refere à circulação.

Evite os industrializados!

Evite ao máximo e, se possível, exclua de vez do seu cardápio os chamados "alimentos instantâneos", pois são ricos em sódio. Sopas industrializadas, bolachas recheadas, pães de preparo rápido ou bolos feitos com misturas comerciais; cereais enriquecidos ou de cozimento rápido; bolachas cream cracker; pipoca salgada; picles; batatas chips; embutidos como peito de peru, linguiça, salsicha, paio, presunto cru, mortadela; sopas prontas, temperos prontos e macarrão instantâneo, todos eles são ricos em gorduras, carboidratos refinados e muito sal na composição, o que implica em um valor calórico elevado ou baixo e são as chamadas "calorias vazias". O consumo exacerbado de alimentos industrializados toma o lugar de alimentos in natura, como frutas e verduras e de refeições completas, as quais são substituídas por lanches prontos, que são ricos em glutamato monossódico, que por sua vez é o grande vilão.

Não adianta nada se alimentar direitinho e depois estragar tudo comendo produtos que não são alimentos de verdade! Pense nisso! 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não