Amamentação diminui risco de câncer de mama

Mulheres que amamentam por seis meses ou mais diminuem o risco em 4,3%

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 08/11/2011

Pesquisadores da Universidade de Granada, Espanha, descobriram que as mulheres que amamentam seus filhos por mais de seis meses têm menos chances de desenvolver câncer de mama.

Para chegar a esses resultados, os pesquisadores estudaram amostras de 504 mulheres entre 19 e 70 anos, todas diagnosticadas e tratadas para câncer de mama no Hospital San Cecilio de Granada, entre 2003 e 2008. A análise mostrou que apenas 135 dessas mulheres não eram mães, enquanto as outras 369 tiveram pelo menos um filho.

Dessa forma, os pesquisadores concluíram que a amamentação é um método eficaz para prevenir o câncer de mama, e que o risco de desenvolver a doença diminui 4,3% para cada ano que uma mulher amamenta seus filhos.

Os estudiosos também não encontraram diferenças estatisticamente significativas entre a idade média de diagnóstico do câncer e o fato de a mulher ter tido ou não filhos.

Como detectar precocemente o câncer de mama?
Segunda maior causa de mortalidade entre as mulheres, o câncer de mama, quando diagnosticado e tratado precocemente, aumenta em muito as chances de sobrevivência das pacientes. As mulheres podem e devem ter participação ativa nesta detecção ao realizarem avaliações regulares com mamografias e exames clínicos da mama e até mesmo pelo auto-exame diário e/ou mensal.

É importante ressaltar que as mamas são diferentes de uma mulher para outra e que as alterações podem ocorrer devido à idade, ao ciclo menstrual, gravidez, menopausa, ou com a utilização de pílulas anticoncepcionais ou outros hormônios. Normalmente as mamas são um pouco granulosas e desiguais. É também comum que as mamas das mulheres estejam ingurgitadas e sensíveis um pouco antes ou durante o período menstrual.

Deve-se lembrar que um auto-exame mensal não substitui a mamografia de triagem ou os exames clínicos de mama realizados por um profissional da saúde em mulheres acima de quarenta anos.

Uma mamografia de triagem é a melhor ferramenta disponível para detectar precocemente o câncer de mama, antes mesmo do surgimento de sintomas. Estudos demonstram que a realização de mamografia de triagem diminui o risco de morte pelo câncer de mama.

A detecção precoce de um tumor não é uma garantia de que a mulher terá a sua vida preservada. Alguns cânceres de crescimento rápido já podem ter apresentado disseminação para outras partes do corpo antes de terem sido detectados.