PUBLICIDADE

Açúcar em excesso pode afetar a cognição, indica pesquisa

O estudo constatou que a glicose e a sacarose são os mais maléficos

Já é comprovado que o consumo excessivo de açúcar faz mal à saúde, mas um novo estudo feito pela Universidade de Otago, na Nova Zelândia, e publicado no jornal Physiology & Behaviour, revelou que alguns tipos de açúcar também afetam o cérebro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Durante um período de quatro meses, a pesquisa contou com 49 voluntários que consumiram, após um jejum de 10 horas, quatro tipos de açúcares: a sacarose, a glicose, a frutose (encontrado em frutas) e sucralose (adoçante). Após a ingestão, todos foram submetidos a teste com perguntas e respostas, matemática e outro para medir o efeito Stroop, que avalia o tempo de reação e a velocidade de processamento de informação.

A conclusão indicou que a glicose e a sacarose interferiram no tempo de reação dos voluntários, deixando-os mais lentos. "Estes resultados indicam que os efeitos cognitivos do açúcar não são suscetíveis de serem mediados pela percepção da doçura do açúcar, mas sim pela glicose.", afirmou a cientista Mei Peng, autora da pesquisa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, a investigadora ressalta ainda que "são precisos mais estudos para quantificar como diferentes regiões do cérebro se alteram após a ingestão de açúcar".