Body Systems

POR MINHA VIDA - PUBLICADO EM 02/03/2006

Body Pump, Body Jump, Body Combat. Ao se matricular em uma academia, você vai ouvir falar de muitas variações das aulas do tipo "Body". Ao som das mais agitadas músicas, essas aulas têm mais coisas em comum que a palavra body no nome: todas promovem um alto gasto calórico.

Os programas de exercícios de cada modalidade são desenvolvidos pela Body Systems e vêm da Nova Zelândia. Para oferecer os programas aqui no Brasil, o estabelecimento precisa ser licenciado e passar por um controle de qualidade, levando em consideração as necessidades e expectativas dos participantes. Este controle inclui aspectos como previsibilidade das rotinas, responsabilidade pela coreografia, habilidade do programa em manter características próprias e incluir elementos motivacionais que aumentem a participação dos alunos.

Os professores destas modalidades precisam não só ser formados em Educação Física , como também passar por um treinamento específico para ministrar as aulas. A treinadora pró da Body Systems e professora da academia Bio Ritmo do Morumbi, Márcia Argeli, explica que mesmo depois de aptos para dar aulas, os treinadores se aperfeiçoam a cada três meses (tempo em que chegam os novos materiais para as aulas).

Partindo para a prática, ela conta que qualquer pessoa que deseja entrar em forma pode participar, independente do grau de condicionamento físico. "Não existem turmas para iniciantes e outras para avançados. Mas a pessoa não precisa se preocupar. O professor está preparado para atender a todos os tipos de alunos e cada um vai se exercitar, respeitando seu próprio grau de aptidão", diz.

Márcia recomenda este tipo de aula pelo fato de serem eficientes e motivadoras, já que o trabalho em conjunto proporciona uma energia que domina toda a sala de aula. A dica serve também para quem quer tonificar os músculos, mas não gosta da monotonia da musculação tradicional. No entanto, a treinadora lembra que a característica principal das aulas é a queima de calorias. "Quem busca o fisiculturismo não vai encontrar nas aulas da Body Systems", ressalta.

Música e agitação fazem parte de todas as modalidades, mas os exercícios são os mais variados. É só escolher o que mais lhe agrada. Confira as opções que a Body Systems, juntamente com as academias, oferecem:



Body Pump
Exercícios aeróbios e localizados ao mesmo tempo, em que são utilizadas barras e anilhas. "É como se fosse uma musculação feita em sala de aula e em conjunto. O objetivo é resistência muscular através de exercícios localizados", explica Márcia.

Body Combat
Aula de condicionamento físico que tem como base movimentos de artes marciais (socos e chutes, no geral).

Body Step
Aula que utiliza o step como base dos exercícios de condicionamento aeróbio. As aulas são montadas a partir de exercícios simples, mas que exigem resistência. Além do condicionamento aeróbio, coxa e glúteo são trabalhados.

Body BalanceAula que visa o condicionamento postural, através de movimentos de ioga, shiatsu e tai chi chaun.

Body Attack
Aula com os mais simples exercícios aeróbios, como corrida e polichinelo. Os movimentos exigem força na parte superior do corpo, indo desde a parte dorsal até o abdômen e braços.



Body Jam
Exercícios aeróbios executados como passos de dança. O objetivo é que a pessoa queime calorias dançando. As músicas são atuais e lembram o clima de uma danceteria.

RPM
É um treinamento de ciclismo in-door. Mas, Márcia explica que não é uma aula de ciclismo.

Power Jump
Aula que utiliza um trampolim como base dos exercícios de condicionamento aeróbio.



Power Pool
Aula que promove gasto calórico dentro da piscina. Nela, são executados exercícios aeróbios e que trabalham os membros inferiores e superiores. Em outras palavras, é uma aula de hidroginástica mais potente.

Todas as aulas têm a duração de, no máximo, uma hora. O que limita o número de alunos participantes é o tamanho da sala e os equipamentos necessários para cada tipo de aula.

E se você se identificou com algum tipo de aula e quer se matricular em uma academia, fique atenta aos cuidados que precisar ter. A treinadora alerta que o primeiro passo é verificar se a academia escolhida é credenciada aos programas da Body Systems. Desta forma, você vai ter a garantia que os profissionais são realmente capacitados. Além disso, faça todos os exames exigidos pela academia e respeite os limites do próprio corpo. Ciente de tudo isso, é só escolher sua modalidade preferida e começar a se exercitar.





Este conteúdo ajudou você?
Sim Não