Eles são amigos da dieta, mas nada de abusar

Prós e os contras dos alimentos associados à economia calórica

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 27/02/2007

Antes de lotar o carrinho do supermercado com produtos lights ou comidinhas aparentemente incocentes para incrementar a dieta, preste atenção nos rótulos das embalagens e na tabela nutricional estampada no verso. Por que isso? Para não se surpreender com o ponteiro da balança depois."Muitas vezes, a maior vantagem não é o valor calórico desprezível, mas o baixo teor de gordura" , explica a nutricionista Ana Beatriz Fonseca, da VP Consultoria Nutricional, de São Paulo. Vale comparar o produto com a sua versão original para descobrir se você está realmente economizando nas calorias.

Alimentos light contêm uma quantidade reduzida de um nutriente específico, quando comparado com seu alimento original. Carboidratos, açúcares, gordura ou até mesmo proteínas podem ter o teor diminuído. Ao lado deles, aparecem nas gôndolas os produtos diet que, no entanto, precisam ser consumidos com muito cuidado.

"O chocolate diet, por exemplo, não tem açúcar. Mas tem muito mais gordura e, portanto, muitas calorias" , explica a nutricionista do Minha Vida, Roberta Stella. Se você quer mesmo perder peso sem enganação, olho atento nas dicas abaixo antes de seguir para a próxima compra do mês.

Fizemos uma lista completa, indicando os prós e os contras de todos os produtos que costumam ser parceiros do seu regime (receba o cardápio ideal para seu objetivo). Confira se você anda mesmo em boa companhia.

Frutas oleaginosas
Castanha-do-pará, amêndoas e nozes são excelente fontes de micronutrientes, como vitamina E, que previne doenças degenerativas e cardiovasculares (deliciosa receita com nozes). Também são cheias de selênio, um ótimo aliado para combater o envelhecimento. Mas essas delícias têm um valor calórico considerável, portanto pedem para serem ingeridas com moderação. Duas unidades por dia são suficientes para não derrapar na forma.



Frutas desidratadas e secas
Maçã, banana, damasco, uva passa e figo são as mais comuns. O que diferencia as gostosuras secas das desidratadas é o processo de fabricação e a quantidade de água que permanece no alimento.

A fruta seca conserva mais líquido que a desidratada geralmente, mais crocante. As secas mantêm os mesmos nutrientes da versão in natura, mas na versão desidratada eles diminuem bastante durante processo de fabricação. A banana-passa é uma das frutas secas mais calóricas. 100 gramas do alimento têm 300 kcal. Mas as secas ainda são menos calóricas do que as desidratadas, que contêm mais gorduras.

Barrinhas de cereais
Há uma grande variedade de barrinhas disponíveis no mercado. Feitas à base de aveia, soja, xarope energético, vitaminas e sais minerais, são ideais para o lanchinho da tarde ou para comer antes de malhar na academia. Aquelas que contêm chocolate apresentam um valor calórico maior. Embora saudáveis, as barrinhas são pobres em água na sua composição; têm só 20%, contra 80% dos alimentos normais. Procure hidratar seu corpo com água, suco ou água-de-coco logo depois de comê-las. Isso evita o intestino preso e facilita a digestão.

Iogurtes
Eles fazem parte dos grupo dos chamados alimentos funcionais. Auxiliam no funcionamento do intestino, afastando males como a prisão de ventre e o câncer de colo de útero. Com exceção das pessoas que apresentam alergia à proteína do leite de vaca, não há problemas no consumo. Só tome cuidado com os produtos que prometem regular a flora intestinal, que devem ser consumidos apenas uma vez ao dia sob o risco de desregular o intestino e, em conseqüência, comprometer a absorção dos nutrientes que você ingere.

Kani-Kama
Usado principalmente nas saladas e sanduíches, o kani é uma massa de carne de peixe processada industrialmente, com sabor semelhante ao do caranguejo. Tem, na composição, conservantes que podem ser prejudiciais à saúde se consumidos em excesso. É uma boa fonte de proteínas: em 100 gramas de kani, há 10 gramas do nutriente. 1 pedaço com 16 gramas tem 13 calorias.

Cereais matinais
Geralmente ricos em fibras, os cereais integrais são poderosos para auxiliar no tratamento da obesidade, pois aumentam a saciedade e deixa você feliz da vida mesmo sem comer a toda hora. Fique esperto para as versões que são acrescidas de açúcar que, além de serem mais calóricas, contêm baixas quantidades de fibras.

Requeijão e cream cheese light
A oferta é grande. Na hora de escolher, preste atenção nos diversos tipos disponíveis no mercado. O requeijão 0% de gordura tem 20 calorias, enquanto o light apresenta 45 calorias e o normal contém 60 calorias para cada 30 gramas. A mesma quantidade de cream-cheese normal tem 80 calorias. A versão light soma 60. A restrição aqui só vale para pessoas que apresentam alergia à proteína do leite.

Biscoito água-e-sal
Sem dúvida, o impacto delas na balança é bem menor do que o causado por um biscoito recheado. Mas uma inocente bolachinha água-e-sal também engorda. Por isso, é recomendado comer com moderação. Seis unidades somam 180 calorias. Mas o pior mesmo é a quantidade de gordura da bolacha: cada bolacha tem 1 grama de gordura, cerca de 30% de suas 30 calorias




Margarina light
Ela é composta por óleos vegetais, ricos em gorduras mono e poliinsaturadas, benéficas para o organismo por combater LDL, o colesterol ruim. O inconveniente é que ela pode conter gordura trans, que diminui o bom colesterol.

Links relacionados

- É fácil fazer dieta quando o cardápio inclui só que você gosta de comer
- Nada de dormir com fome: aprenda a comer os alimentos certos à noite
-Depois de emagrecer, o desafio é permanecer longe do efeito sanfona



PUBLICIDADE