Salmão ou filé de frango? Compare e decida

Fizemos um embate de calorias e nutrientes de 10 duplas de alimentos

POR MINHA VIDA PUBLICADO EM 13/03/2007

Pintou aquela dúvida na hora de escolher o grelhado? Não sabe se inclui ricota ou quejo branco no café-da-manhã? Quer saber se pode substituir a abobrinha da receita por berinjela? Chega de pontos de interrogação no seu cardápio. Claro que todas essas são opções saudáveis e só vão fazer à sua saúde, mas já é hora de conhecer melhor cada uma. Minha Vida preparou uma cartilha completa, comparando uma série de alimentos que costuma colocar o bê-á-bá nutricional de qualquer um à prova (você sabe fazer dieta?): alho e cebola; pimenta e pimentão. shitake e champignon... Ao todo, são dez comparações que vão derrubar qualquer caloria a mais que ouse ameaçar a sua refeição. Confira!1. Salmão é mais calórico que frango grelhado?
Verdadeiro

O salmão (saiba por que este peixe não sai do prato de quem faz musculação) carrega um bonde de benefícios, mas o filé de 100 gramas traz 165 calorias, enquanto a mesma quantidade de frango tem 110 calorias. Em contrapartida, o peixe é rico em ômega 3, que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e de alguns tipos de câncer (diferencie a gordura boa da ruim).

Mas, mesmo com suas vantagens, esse nutriente não deixa de ser uma gordura, o que aumenta a caloria dos alimentos. O frango é um amigão da dieta, pois é uma boa fonte de proteína e vitamina A, além de agregar alguns minerais como cálcio, cobre, fósforo e zinco. A gordura fica concentrada na pele da ave, que pode muito bem ser removida.
Calorias:
Salmão: Um filé pequeno (100 g) contém 165 kcal
Frango: 1 filé pequeno (100 g) contém 110 kcal


2. Queijo Minas tem menos gordura que a ricota?
Verdadeiro

A ricota é feita a partir do soro do leite, que seria desprezado após a fabricação dos queijos. No Brasil, é permitida a adição de leite para aumentar o rendimento, o que também aumenta a quantidade de gordura. Sua fatia de 50 gramas contém 11 gramas de gordura, contra 9 do queijo branco. As proteínas da ricota, quando feitas somente a base do soro de leite são melhores digeridas que as proteínas do leite presentes em outros queijos. A versão light do queijo minas em uma fatia de 50 gramas tem, em média, 66 kcal e 4 gramas de gordura (comer queijo emagrece). Enquanto, o tipo convencional apresenta esses teores elevados, por isso deve ser consumido com moderação nas dietas para perda de peso.
Calorias:
Queijo minas: 1 fatia (50 g) contém 115 kcal e 9 g de gordura
Ricota: 1 fatia (50 g) contém 100 kcal e 11 g de gordura


3. Alho previne mais doenças que a cebola?
Verdadeiro.

O alho possui três vezes mais compostos sulfurados que a cebola. Esses nutrientes dão aquela força extra para reduzir a pressão arterial e o colesterol (equilibre o seu com a alimentação certa), além de prevenir tumores. Também é rico em selênio, um antioxidante que combate o envelhecimento celular e ainda possui propriedades antiviróticas, uma benção no combate das infecções. A cebola, por sua vez, é rica em flavonóides, que agem como antioxidantes e também previnem contra tumores. O inconveniente dessa dupla saborosa é que ambos causam mau hálito, portanto capriche na escovação após comê-los (pasta de dentes não é tudo igual). O alho também pode causar indigestão se ingerido cru; irritar a pele e mucosas e seu cheiro característico pode ser exalado pelo suor. A cebola pode provocar gases e odor forte na pele.
Calorias:
1 dente de alho (4 g) contém 6 kcal
1 colher (sopa) de 20 g de cebola contém 6,7 kcal 4. O champignon protege mais o organismo que o shitake?
Falso.

O shitake é ótima fonte de uma substância chamada de lentinan, estimulante poderoso para o sistema imunológico, blindando você contra as doenças.

Alguns estudos sugerem que ela também auxilia na diminuição do colesterol. Já o amigo do estrogonofe, o champignon, possui pouca gordura e quantidades razoáveis de minerais, como potássio, cálcio, iodo, sódio e fósforo. Os melhores para o consumo são os frescos, mais difíceis de serem encontrados no mercado.

A versão em conserva muitas vezes possui excesso de sal. A maior diferença está no preço: o shitake costuma ser bem mais caro que o champignon.
Calorias:
champignon: cada 20 g de contém 5 kcal
shitake: cada 20 g de contém 4 kcal

5. Óleo de soja é mais benéfico para a saúde que o azeite de oliva?
Falso.

O azeite de oliva possui grande quantidade de ácidos graxos monoinsaturado e antioxidantes, sendo um aliado na diminuição dos níveis de LDL (colesterol ruim) e na prevenção do câncer de mama. É mais caro que o óleo de soja e, assim como qualquer gordura, rico em calorias. Calorias:
azeite de oliva: 1 colher (sopa) contem 67,5 kcal
óleo de soja: 1 colher (sopa) 70,7 kcal

6. Açúcar mascavo é mais nutritivo que açúcar refinado?
Verdadeiro.

Extraído da cana, o açúcar mascavo não passa pelo processo de refinamento. Possui o melaço como revestimento, o que caracteriza sua cor marrom. Contém maior quantidade de sais minerais como ferro, cálcio e fósforo, do que o industrializado. Fonte de energia, o açúcar branco recebe aditivos durante o processo de refinamento, motivo que o faz perder nutrientes. As duas versões são rica em calorias. Se consumido em excesso, pode causar obesidade, diabetes (controle os inconvenientes trazidos pelo mau metabolismo do açúcar), e favorecer o crescimento de bactérias causadoras da cáries.
Calorias:
açúcar mascavo: 4 kcal por grama
açúcar refinado: 4 kcal por grama 8. Camarão alho e óleo tem mais colesterol que a ostra ao natural? Verdadeiro
Uma porção do saboroso camarão alho e óleo conta com 147 mg de colesterol, contra 50 mg da ostra. O crustáceo é rico em proteína, vitamina B6 e ácido fólico, o já conhecido folato.  Trata-se de um grande combatente de doenças como câncer de mama, depressão e mal de Alzheimer. O molusco carrega ômega 3, proteínas e vitaminas A e C. Os dois frutos do mar são fontes de ferro, magnésio e zinco, mineral que reforça o sistema imunológico, auxilia a cicatrização e, de quebra, tem ação antioxidante. Cruas ou cozidas, as ostras preservam os nutrientes, mas devem ser escolhidas rigidamente, pois são facilmente deterioradas e podem ser responsáveis por diversas doenças, como diarréia (intoxicação alimentar exige atenção) e até a hepatite A. Na hora de escolher as ostras, as conchas devem estar fechadas.
Calorias:
Ostra: 1 porção de 100 g contém 66,6 kcal
Camarão: 1 porção (100 g) contém 109 kcal


7. Pimenta protege mais o coração que o pimentão?
Verdadeiro.

Utilizada no tempero de alimentos, as pimentas ardidas são ricas em vitamina A, C e em capsaicina, um nutriente capaz de diminuir o risco de doenças cardíacas e arteriais, por ter o poder de reduzir a formação de coágulos no sangue. Os pimentões são parentes da pimenta malagueta, porém não são ardidos. Os verdes são boas fontes de vitamina C, importante para a manutenção do sistema imunológico, enquanto os vermelhos são cheios de vitamina A (encha seu prato de cores). Pimentas exigem manuseio cuidadoso para evitar irritação de pele e olhos. O consumo em excesso pode agravar hemorróidas e problemas gástricos. Já o pimentão pode ser inimigo do intestino, causando a formação de gases.
Calorias:
Pimenta: 100 g possui 30 kcal
Pimentão: 85 g possui 20 kcal


9. Berinjela é menos calórica que a abobrinha?
Falso

A abobrinha é composta por 94% de água. Isso já é motivo suficiente para justificar sua magreza. Uma xícara de chá do vegetal cozida no vapor contém 27 míseras calorias, contra 46 da beldade roxa. Além disso, é uma boa fonte de vitamina A, C e folato. Mas tem um porém: pode se tornar uma refeição megacalórica em preparações fritas e que utilizem azeite, óleo, manteiga ou cremes. Já a berinjela é um vegetal rico em fibras, jogando a favor do funcionamento do intestino (acabe com a má digestão). Estudos afirmam que também é capaz a taxa de gordura do sangue. O vegetal é ideal para pratos vegetarianos, pois proporciona grande sensação de saciedade.
Calorias:
Abobrinha: 1 xícara (chá) de cozida no vapor contém 27 kcal
Berinjela: 1 xícara (chá) de cozida no vapor contém 46 kcal

10. Castanha-do-pará engorda menos que amendoim?
Falso

O páreo é duro, mas cinco unidades da castanha somam 133 calorias, contra 119 calorias do amendoim em uma colher de sopa, que equivale a mesma quantidade. A dupla também é cheia de gordura(oleaginosas são ótimas aliadas da dieta). O lado bom é que os dois petiscos têm lá seus benefícios. Ambos são fontes de vitamina E, nutriente que combate o envelhecimento da pele. A castanha é rica em selênio, um potente antioxidante que protege o sistema imunológico; reduz o risco de câncer e regula a tireoxina, hormônio responsável por regular o metabolismo corporal. Já, o amendoim é rico em ácido fólico, nutriente capaz de reduzir a incidência de câncer de mama, depressão e mal de Alzheimer. Mas quando são industrializados e fritos, têm seu valor nutricional reduzido e também podem provocar graves alergias alimentares.
Calorias:
Castanha-do-pará: 5 unidades (20 g) contêm 133 kcal
Amendoim: colher (sopa), 20 g contém 119 kcal





Este conteúdo ajudou você?
Sim Não