PUBLICIDADE

Brasileiro desenvolveu um novo abacaxi: o puã

Em 16/2/2017
Redação
Escrito por Redação
Redação Minha Vida
Brasileiro desenvolveu um novo abacaxi - foto: divulgação
Brasileiro desenvolveu um novo abacaxi

Após diversas pesquisas durante duas décadas, o biólogo e botânico Pedro Nahoum criou uma nova espécies de abacaxi: o puã (em tupi-guarani, significa redondo). A fruta tem características diferentes do abacaxi comum, ela possui uma casca avermelhada que pode ser comestível.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A cor avermelhada da casca está relacionada a presença de antocianina, a mesma substância que está na uva. Além disso, a fruta apresenta uma forte função antioxidante, responsável por limpar o organismo dos radicais livres, possibilitando que o corpo funcione melhor e evite problemas como o envelhecimento precoce.

A polpa da fruta é rica em nutrientes, como potássio, magnésio e vitamina C, além de ter ação anti-inflamatória, pela presença da enzima bromelina. A nova fruta tem duas variações: Cesar, com a coroa de folhas ainda espinhosa e polpa amarelada, e Davi, com coroa de folhas grandes, sem espinhos e polpa esbranquiçada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os pesquisadores desenvolveram o puã através de um processo de melhoramento genético clássico. Antes da criação da fruta, Pedro Nahoum já se se interessava por utilizar esse método em bromélias e, por isso, passou a estudar abacaxis ornamentais.

A concepção foi feita por meio de cruzamentos de melhoramento genético, com cruzamentos de abacaxis comestíveis. Desta forma, o nascimento da fruta não teve relação com modificações genéticas e formações transgênicas, foi um cruzamento que levou várias gerações, sendo cada uma de até dois anos e meio, para chegar à seleção dos melhores exemplares.

A partir dali, os pesquisadores passaram a trabalhar com o aprimoramento do sabor e da polpa da fruta. O cultivo do puã é totalmente orgânico, assim que começar a ser comercializado, a fruta contará com informações práticas sobre onde é produzido, Maricá (RJ), e outros dados de sustentabilidade. A ideia dos produtores é expandir as formas de uso e comercialização desta nova fruta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)