Dentes tortos prejudicam mais que a estética

O desalinhamento causa problemas digestivos e respiratórios

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 16/12/2008

Mais do que um cuidado estético, a saúde bucal está diretamente ligada ao bem-estar de todo o corpo. No entanto, toda essa funcionalidade pode ser comprometida se houver má posição dentária. Os dentes tortos ou mal posicionados podem provocar dificuldade para mastigar e engolir os alimentos, alterar a fala e dicção, favorecer a respiração pela boca e, conseqüentemente, gerar falta de saliva, além de serem mais suscetíveis às cáries e comprometerem a auto-estima, já que afetam sensivelmente a estética.

Desalinhados, os dentes apinhados (tortos) não trituram totalmente os alimentos, o que dificulta engolir e digerir. Também, o alimento pouco comprimido não desliza com naturalidade pela boca massageando as gengivas, isso resulta em gengivas sangrentas e hipertrofiadas (de volume aumentado). "Os dentes mal posicionados provocam vários males como, por exemplo, a alteração da fonética, já que a má posição dentária interfere na posição da língua", ressalta Sidnei Goldmann, dentista especialista em implantodontia e clareamento.

Outro mal gerado pelos dentes tortos que também é muito apontado pelos dentistas é a respiração bucal. A má posição dentária favorece a respiração pela boca. No entanto, essa anomalia além de fugir do padrão traz outros problemas como gengiva, língua e bochechas irritadas devido à falta de saliva (boca seca) e mau hálito. "Respirar pela boca causa muitos danos à saúde, ou seja, aumenta o índice de cárie, acarreta irritação na gengiva, traz, com o tempo, mudanças no posicionamento da língua - deglutição atípica, entre outros", comenta o especialista Goldmann.

Hoje, além dos males a saúde, a má posição dentária compromete a estética. E, em uma sociedade moderna onde a busca pela beleza perfeita é essencial, a auto-estima pode ser afetada pelos famosos "dentes encavalados". Entretanto, é uma anomalia que pode ser corrigida. Existem diferentes técnicas que levam a resultados satisfatórios, que vão desde o tratamento ortodôntico (uso de aparelhos móveis ou fixos) até cirurgias de correção chamadas de ortognática, que reposiciona os maxilares.

O dentista reforça que a má oclusão dental é resultado de vários fatores, tais como herança genética onde a criança herda o tamanho dos dentes do pai (grandes) e o tamanho dos maxilares da mãe (pequeno), favorecendo a má oclusão pelo pouco espaço nos ossos para os dentes grandes. A presença de hábitos bucais também são fatores determinantes, como, por exemplo, chupar o dedo, empurrar a língua entre os dentes, entre outros. "Existem inúmeras causas para os dentes tortos. Todavia, o importante é saber a causa e proceder com o tratamento adequado" comenta Godmann.

Serviço:
Dentista:
Sidnei Goldmann
www.goldmannodontologia.com.br

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não