Chá-mate: a bebida que reduz o colesterol

O alimento também combate o diabetes e ajuda a emagrecer

O chá-mate ajuda a diminuir o colesterol  - Foto: Getty Images
O chá-mate ajuda a diminuir o colesterol

O chá-mate é uma bebida produzida a partir da erva-mate (Ilex paraguariensis) tostada. Esta erva tem sido preparada como bebida desde a época pré-colombiana no Paraguai, Argentina e Brasil. No século XVI, os espanhóis provaram a adoraram o alimento. 

Outras espécies de ervas também são comercializadas como se fossem a erva mate, são elas: Ilex argentina, Ilex dumosa, Ilex brevicuspis, Ilex taubertiana, Ilex theezans, Ilex pseudobuxus entre outras. 

Além da versão em chá, a erva mate também pode ser consumida de outras formas.        

  • Chimarrão: elaborado por meio da infusão de folhas e ramos, possui um gosto amargo e costuma ser consumido no sul do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai
  • Tererê: feito com água fria na cuia e consumido principalmente na região centro
  • oeste do Brasil e no Paraguai
  • Mate cozido: preparado com folhas secas e moídas da erva
  • mate em saquinhos ou saches e costuma ser consumido na Argentina ou no Paraguai.

Entre os nutrientes da erva-mate, e consequentemente de seu chá, destacam-se as metilxantinas (cafeína e teobromina), compostos fenólicos, flavonoides e as saponinas. 

As metilxatinas aumentam o desempenho atlético e cognitivo após períodos de estresse ou privação de sono e estimulam a queima de gordura. Já os compostos fenólicos tem uma ação antioxidante e ajudam a combater o diabetes. Enquanto as saponinas são substâncias com efeito anti-inflamatório que auxiliam na redução do colesterol.

Principais nutrientes do chá-mate

Chá-mate - 1 litro (recomendação diária)
Calorias30 kcal
Proteínas0 g
Lipídeos1 g
Carboidratos6 g
Cálcio 10 mg
Magnésio 20 mg
Manganês 2,7 mg
Potássio50 mg
Vitamina B1 (Tiamina)8,9 mg

 Fonte: Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos / Taco - versão 2, UNICAMP (convertida para a porção de 1 litro).

Confira qual é a porcentagem do Valor Diário* de alguns nutrientes que o chá-mate carrega em um litro da bebida: 

  • 741% de vitamina B1 (tiamina)
  • 117% do manganês
  • 7,6% de magnésio
  • 1% de cálcio.

*Valores Diários de referência para adultos com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kj. Seu valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. 

O chá-mate possui vitamina B1. Todas as vitaminas pertencentes ao complexo B ajudam o nosso corpo na captação de energia nas células, principalmente ao auxiliar no metabolismo do oxigênio e da glicose, as principais fontes de combustível celular. A B1, ainda por cima, tem essa ação principalmente nos neurônios, células que formam nosso cérebro.

A bebida ainda é fonte de manganês, magnésio, potássio, ferro, crômio, cobre, zinco e níquel que são interessantes para a saúde humana devido à sua importância no metabolismo e desenvolvimento do organismo. 

O chá-mate ainda é rico em cafeína. Este nutriente é um estimulante com capacidade de aumentar o desempenho atlético e cognitivo após períodos de estresse ou privação de sono. Por ter efeito termogênico, ela ainda estimula a queima de gordura, ajudando no emagrecimento. 

Os principais componentes químicos da erva-mate são: metilxantinas (cafeína e teobromina), que auxiliam no emagrecimento e tem ação diurética, os compostos fenólicos, que possuem forte ação antioxidante e saponinas, que tem um efeito anti-inflamatório e colerético (promove a produção de bile). 

Benefícios da erva-mate

Erva mate é boa para os diabéticos - Foto: Getty Images
Erva mate é boa para os diabéticos

Diminui o colesterol: A erva-mate é rica em saponinas, que tem um efeito anti-inflamatório, e compostos fenólicos, que possuem forte ação antioxidante. Estes nutrientes contribuem para a diminuição do colesterol total e do colesterol ruim, o LDL. Isto porque ajudam a bloquear a absorção de colesterol no intestino delgado e ainda inibem a síntese do lipídeo no fígado. 


Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) constatou os benefícios da erva-mate para a diminuição do colesterol. Após 40 dias de consumo de cerca de um litro de chá-mate diariamente pessoas com dislipidemia, doença que provoca alteração nos níveis de gordura no sangue, apresentaram diminuição de cerca de 4,6% do colesterol total e 8,6% do LDL. Este grupo não ingeriu nenhum medicamento para a doença. 


Bom para os diabéticos: O chá-mate é interessante para diabéticos tipo 2 porque ajuda a diminuir a glicose no sangue. Os responsáveis por isso são os compostos fenólicos e eles podem agir de duas maneiras possíveis. 


Na primeira, os compostos fenólicos podem inibir uma enzima responsável pela síntese de glicose no fígado e no segundo eles diminuiriam a capacidade do receptor de glicose no intestino provocando a menor absorção de açúcar. 


Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Santa Catarina com pessoas portadoras de diabetes tipo 2 constatou que após 60 dias de consumo de um litro diário de chá-mate o nível de glicose no sangue destes indivíduos diminuiu em média 25 mg/dl em jejum. 


O estudo também notou que após 20 dias de ingestão de um litro de chá-mate diariamente houve uma diminuição de 0,85% da hemoglobina glicada (HbA1c). HbA1c é a fração da hemoglobina (proteína dentro do glóbulo vermelho) que se liga a glicose. Durante o período de vida da hemácia, 90 dias em média, a hemoglobina vai incorporando glicose, em função da concentração deste açúcar no sangue. Se as taxas de glicose estiverem altas durante todo esse período ou sofrerem aumentos ocasionais, haverá necessariamente um crescimento nos níveis de hemoglobina glicada. 


Protege o coração: Ao diminuir a concentração de hemoglobina glicada (HbA1c) em 0,85%, conforme constatou o estudo da UFSC, a erva-mate também beneficia o coração. De acordo com o United Kingdom Prospective Diabetes Study, do Reino Unido, para cada redução de 1% na HbA1c, os riscos de infarto agudo do miocárdio caem cerca de 14% e as chances de complicações microvasculares são reduzidas cerca de 37%. É importante ressaltar que para indivíduos que tenham pressão alta ou alguma doença cardíaca o uso de chá-mate assim como outro alimento rico em cafeína é contraindicado. 


Ajuda a emagrecer: O chá-mate possui as metilxantinas (cafeína e teobromina) em sua composição. Essas substâncias conferem ao chá o efeito termogênico, pois ele acelera o metabolismo e aumenta o gasto calórico em repouso. Esse mecanismo aumenta a queima de gordura, por isso a bebida pode contribuir para o emagrecimento. 


Ação diurética: As metilxantinas (cafeína e teobromina) presentes no chá-mate também possuem propriedades diuréticas. Assim, a ação diurética da bebida ajuda na eliminação de toxinas que fazem mal para o organismo e dificultam o emagrecimento. 


Melhora a digestão: As saponinas presentes no chá-mate auxiliam na liberação de sucos digestivos, principalmente a bile, por isso, podem facilitar a digestão de alimentos. 


Efeito antioxidante: Os compostos fenólicos presentes no chá-mate são os nutrientes que mais possuem ação antioxidante, especialmente o ácido clorogênico. Os antioxidantes tem efeitos positivos sobre os problemas mencionados anteriormente, como diabetes, colesterol alto e complicações cardíacas. Os antioxidantes ainda são essenciais para praticantes de atividade física uma vez que estes produzem mais radicais livres. Além disso, ao combater os radicais livres no organismo, os compostos fenólicos podem diminuir o envelhecimento celular e os riscos para alguns tipos de cânceres. Porém, ainda não há pesquisas que comprovem a capacidade anticancerígena da erva-mate. 


Bom para o cérebro: O chá-mate possui grandes quantidade de vitamina B1. Todas as vitaminas pertencentes ao complexo B ajudam o nosso corpo na captação de energia nas células, principalmente ao auxiliar no metabolismo do oxigênio e da glicose, as principais fontes de combustível celular. A B1, ainda por cima, tem essa ação principalmente nos neurônios, células que formam nosso cérebro. 


Além disso, as metilxantinas (cafeína e teobromina) presentes no chá-mate aumentam o desempenho cognitivo após períodos de estresse e privação de sono. 


Quantidade recomendada de chá-mate

A quantidade recomendada de chá-mate é de cerca de um litro por dia no qual é utilizado 20 gramas das folhas de erva-mate ou entre 15 e 20 saquinhos de chá. É interessante dividir a bebida em porções de 330 ml e tomá-las durante ou antes das principais refeições, café da manhã, almoço e jantar. 

Como consumir o chá-mate

O chá-mate é preparado deixando as folhas em infusão com a água quente a cerca de 80 graus. É utilizado um litro de água filtrada e 20 gramas de folhas de erva-mate tostada. Assim que a chaleira começar a chiar, deixe as folhas em infusão por cinco minutos. É interessante dividir a bebida em porções de 330 ml e tomá-las durante ou antes das principais refeições, café da manhã, almoço e jantar. 

O melhor é ingerir o chá-mate um pouco antes das principais refeições. Desta forma, as propriedades que diminuem a absorção de colesterol já estarão a postos no momento em que os alimentos chegarem e assim evitarão a absorção de colesterol no intestino delgado. 

O processo para preparar as folhas utilizadas no chá-mate envolve expor elas por alguns segundos a uma alta temperatura. O resultado deste processo será utilizado no chimarrão e no tererê. Para o chá há uma etapa adicional que é a torrefação, esta tostagem faz com que o sabor da bebida fique mais suave. O chá-mate industrializado não é tão interessante para a saúde por conter mais açúcar do que a versão preparada em casa. 

Compare o chá-mate com outros alimentos

Nutrientes Chá-mate (1 litro)Café (200 ml)Chá-preto (450 ml)
Calorias30 kcal18 kcal9 kcal
Proteínas 0 g1,4 g0 g
Lipídeos1 g0,2 g0 g
Carboidratos6 g3 g2,7 g
Cálcio10 mg 6 mg0 mg
Magnésio20 mg20 mg4,5 mg
Manganês2,7 mg 0,08 mg 0,405 mg
Potássio50 mg312 mg 58 mg
Vitamina B1 (Tiamina) 8,9 mg0 mg 14 mg

Fonte: Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos / Taco - versão 2, UNICAMP     

Um copo de infusão de erva-mate possui aproximadamente 80 mg de cafeína, quantidade semelhante a encontrada em um xícara de café que tem 85 mg. Porém, o consumo de chá-mate em um dia pode ser maior do que a do café, de modo que pessoas que optam pelo chá ingerem mais cafeína. 

Além disso, o chá-mate possui uma grande quantidade de saponinas, compostos fenólicos, minerais, entre outros nutrientes a mais do que o café, o que faz o chá ser nutricionalmente mais completo do que a outra bebida. 

Em relação aos nutrientes, a bebida semelhante ao chá-mate é o chá-verde que também é rico em cafeína e em flavonoides. Com relação aos antioxidantes, o chá-mate possui uma quantidade maior do que o do vinho tinto, que é rico em polifenois. 

Combinando o chá mate

O chá-mate também pode ser consumido gelado - Foto: Getty Images
O chá-mate também pode ser consumido gelado

Chá-mate + fontes de cálcio: A cafeína presente no chá-mate pode prejudicar a absorção de cálcio no organismo quando a bebida é consumida junto com um alimento fonte do mineral (leite e seus derivados, brócolis, espinafre, grão de bico, sardinha, entre outros). Quem é fã da famosa dupla chá mate com leite ou gosta de consumir a bebida durante as refeições, precisa ficar atento à essa combinação e buscar outras fontes de cálcio na alimentação. 

O ideal é que em refeições como café da manhã e lanches em que tenham leite ou derivados não se faça a ingestão do chá. Afinal, apesar de todos os benefícios o índice de pessoas com osteopenia e osteoporose cresce a cada dia. 

Chá-mate + canela ou gengibre: Para potencializar o efeito termogênico do chá acrescente gengibre ou canela a bebida. Isto porque estes alimentos também são considerados termogênicos, ou seja, aceleram o metabolismo fazendo o organismo queimar mais calorias para digeri-los. 

Contraindicações

Pessoas que apresentam maior sensibilidade a cafeína, desenvolvendo algum tipo de queimação gástrica como a azia, devem evitar o consumo do chá-mate. Também devido à cafeína, o chá não é recomendado para pessoas com insônia e de forma geral não é interessante consumi-los um pouco antes de dormir. 

Riscos do consumo excessivo

O consumo de chá-mate além do um litro recomendado diariamente pode fazer mal. Isto porque ele é rico em cafeína que em grandes quantidades pode causar insônia, taquicardia e gastrite, pois aumenta a secreção gástrica. 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não