CLA: suplemento que diminui o colesterol bom e aumenta triglicérides

A comercialização deste ácido graxo é proibida pela ANVISA, os riscos também envolvem o aumento da gordura no fígado

Saiba tudo sobre o suplemento CLA - Foto: Getty Images
Saiba tudo sobre o suplemento CLA

O ácido linoleico conjugado, CLA, é um tipo de ácido graxo (gordura) produzido pelas bactérias no intestino de animais ruminantes e que está presente em alimentos derivados desses animais como em carnes bovinas, cordeiro e laticínios. O CLA é uma gordura trans naturalmente produzida a partir da hidrogenação e isomerização do ácido linoleico por bactérias do intestino de animais ruminantes.

CLA e o óleo de cártamo

O óleo de cártamo é rico em ácido linoleico, mas contém quantidades muito pequenas de CLA. Para dar origem aos suplementos de CLA, esse óleo passa por processos industriais que transformam o ácido linoleico em CLA sintético.

O CLA possui diversos isômeros. O CLA natural dos ruminantes é composto 70% da versão c9,t11. Enquanto os suplementos sintéticos de uma mistura de c9, t11; t10,c12 e outros. Em geral, os prejuízos a saúdes relacionados com os suplementos de CLA são ligados ao isômero t10,c12. Porém, as mudanças na composição corporal e perda de gordura também são observadas com esse tipo de isômero.

CLA ajuda a queimar gorduras?

Um artigo de revisão publicado em 2012 na European Journal of Nutrition concluiu que as evidências dos estudos clínicos mostram que a ingestão de CLA não tem efeitos relevantes na composição corporal em longo prazo. Esses efeitos de perda de gordura são mais observados em animais. Desta forma, as pesquisas realizadas até momento apontam que o suplemento de CLA não ajuda na queima de gorduras em seres humanos.


Benefícios do CLA

As pesquisas ainda não comprovaram benefícios dos suplementos CLA para a saúde. Contudo, existem benefícios com o CLA natural de ruminantes que se alimentam de pasto. Um estudo que analisou a quantidade de 9c,11t-CLA na gordura subcutânea de seres humanos mostrou que a quantidade de 9c,11t-CLA foi associada com menor risco de infarto do miocárdio.

A presença desse tipo de CLA em seres humanos é afetada principalmente pela ingestão de laticínios de vacas alimentadas com pasto. Dessa forma o CLA presente nesse tipo de leite compensaria os efeitos adversos das gorduras saturadas contidas nos laticínios, em relação as doenças cardiovasculares. Além disso, o CLA natural pode diminuir o risco de diabetes tipo 2 e de alguns tipos de câncer.

Fontes naturais de CLA

O CLA está presente em carnes bovinas, de cordeiro e em laticínios. Principalmente nos animais alimentados com pasto, que podem ter até 5 vezes mais CLA comparado com animais alimentados com ração.

Os alimentos possuem uma quantidade pequena de CLA. Por exemplo, 1 copo de leite integral tem aproximadamente 34 mg de CLA e 100 g de carne moída, 90 mg. Além disso, o CLA dos alimentos provenientes de animais ruminantes poderiam ter efeito benéfico para a saúde.

Aumenta a gordura no fígado: Até o momento só foi observado o aumento da gordura no fígado devido ao suplemento CLA em ratos. Uma hipótese do aumento do fígado em ratos usando suplemento de CLA está parcialmente relacionada com a sua ação no PPAR a, um receptor nuclear conhecido por controlar o metabolismo lipídico nesse órgão.

Diminui o colesterol bom e aumenta os triglicérides: Um estudo publicado no The Journal of Nutrition mostrou que o suplemento de CLA aumenta os níveis de triglicérides e diminui os de colesterol bom, HDL, comparado com o azeite em mulheres pós-menopausa.

Piora a ação da insulina: O suplemento de CLA pode aumentar o stress oxidativo prejudicando a translocação do receptor GLUT-4, ou seja, o que irá piorar a ação da insulina.

Aumenta a inflamação do organismo: Os suplementos de CLA induzem a resposta inflamatória no tecido adiposo, aumentando a inflamação em todo o organismo.

O CLA diminui o colesterol bom - Foto: Getty Images
O CLA diminui o colesterol bom

Estresse oxidativo: Estudos mostram que o suplemento de CLA pode ter um efeito pró-oxidativo em humanos, favorecendo o estresse oxidativo.

Outros problemas: Os suplementos de CLA ainda podem causar diarreia, dor de estômago, náusea e flatulência.

Quantidade recomendada

Não há uma quantidade diária recomendada de CLA na dieta.

Suplemento de CLA é proibidio pela ANVISA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proíbe o consumo do CLA, pois não o considera seguro. Especialmente após diversas pesquisas apontarem os riscos que o CLA pode causar. A proibição vale para suplementos, ingredientes e alimentos que contenham o CLA.

Fontes consultadas:

Fabiana Honda, nutricionista da Patrícia Bertolucci Consultoria
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)