Ginástica holística corrige a postura e cura dores na coluna

O método de exercícios ainda melhora o sono e traz alívio para angústias emocionais

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 26/06/2008

Melhorar as dores nas costas e na postura é sonho de mais de 50 milhões de brasileiros que sofrem com algum problema na coluna. Mas, se o diagnóstico é bem objetivo e simples de realizar, a cura do mal tende a ser bastante complicada. Também por culpa dos pacientes que, ao sinal do primeiro alívio, abandonam o tratamento que escolheram.Daí que a escolha de um método menos monótono que possa ser adaptado às necessidades do seu dia-a-dia tende a surtir mais efeito. Esse é o caso da ginástica holística, que desenvolve a consciência corporal a partir de exercícios realizados com orientação do professor, uma vez por semana. No restante, você repete os movimentos em casa, sozinho, seguindo o programa.

Trata-se de uma alternativa ao RPG, por exemplo, cuja monotonia incomoda alguns alunos. A seguir, as especialistas do instituto Patrícia Lacombe, único formador do método na América do Sul, explicam os fundamentos da ginástica holística, mostram como os exercícios funcionam e listam uma série de indicações em que eles podem ajudar.

Como foi criada a ginástica holística? Quem pode dar aulas: fisioterapeutas e educadores físicos?
A ginástica holística foi criada pela médica e fisioterapeuta Alemã Dra. Lily Ehrenfried, no século XX. Refugiada na França onde e sem poder exercer a medicina, ela estudou os movimentos do corpo humano e desenvolveu este método que permite orientar, prevenir e tratar diferentes patologias e melhorar o rendimento do corpo. A ginástica holística pode ser ministrada por profissionais com curso superior em Fisioterapia, Educação Física e profissionais de Dança.

Quais as principais diferenças entre ela e o RPG?
Os dois métodos trabalham com a reeducação postural. Mas a ginástica holística pretende tratar a dor eliminando sua causa, a partir de mais de 800 movimentos globais. Esses movimentos proporcionam a melhora da respiração, a adequação do tônus muscular e o equilíbrio do corpo. A técnica proporciona autonomia ao paciente, que fica conhecendo melhor o próprio corpo. Os conhecimentos adquiridos durante o tratamento são levados para a prática das atividades diárias.

Em quanto tempo os exercícios começar a mostrar resultado?
Na primeira sessão já é possível observar diferenças nas sensações corporais e também na diminuição das dores. Mas, para que haja uma mudança definitiva na estrutura corporal, são necessários no mínimo três meses.

Eles têm que tipo de indicação?
Por ser um método muito abrangente qualquer pessoa pode ser beneficiada independente da idade, sexo e patologia. Os exercícios previnem vários tipos de lesão, tratam as lesões causadas por esforço repetitivo, hérnias de disco, lesões nas articulações e dores nas costas, em geral. A estética também melhora, com o alinhamento das estruturas e do próprio funcionamento interno.

O tratamento é dividido em fases? Se sim, quais seriam elas?
O tratamento não é necessariamente dividido em fases. Cada paciente faz os movimentos dentro de suas possibilidades durante as sessões, melhorando seu rendimento aos poucos. Porém em cada caso, temos prioridades traçadas a partir da avaliação e dos objetivos iniciais (modificados de acordo com a evolução do paciente). Dentro do Instituto Patrícia Lacombe são realizadas reuniões clínicas periódicas para a discussão dos casos.

Além da correção, há exercícios de fortalecimento? Eles visam só as articulações? Ou também os músculos?
Os movimentos da ginástica holística trabalham o fortalecimento dos músculos. Procuramos um equilíbrio do tônus muscular , ou seja, não teremos alguns músculos excessivamente fortes enquanto outros ficam muito

enfraquecidos, flácidos. O trabalho da ginástica holística parte da melhora do alinhamento das estruturas, pois não adianta fortalecer uma região que não está bem posicionada. Os exercícios também buscam o alinhamento do corpo através do fortalecimento da musculatura profunda, já que são estes pequenos músculos que dão a sustentação para nossa coluna.

Há alguma restrição para a prática? É preciso consultar um ortopedista antes?
Para praticar ginástica holística, é necessário apenas que a pessoa tenha vontade de cuidar do seu corpo. Não é indicado para pessoas que tenham algum distúrbio cognitivo, neurológico que as impeça acompanhar os comandos verbais dados em aula. Não é preciso consultar médico, mas caso a pessoa sinta alguma dor há mais de três meses ou tenha alguma patologia associada é aconselhável que procure um especialista.

No que a ginástica difere do pilates?
Na ginástica holística, os movimentos não são demonstrados pelo professor, assim o indivíduo adquire uma melhor consciência corporal. As aulas são feitas em grupos, onde todos realizam os mesmos movimentos respeitando seus limites e aprendendo a administrá-los. Após cada experimentação de movimentos com um lado do corpo o aluno compara as sensações com o lado que não realizou o movimento, assim conquistamos um melhor equilíbrio. O trabalho é realizado levando-se em conta o alinhamento do corpo e o caráter global dos movimentos. Além disso, os exercícios podem ser reproduzidos em casa, o que não acontece com os aparelhos do pilates.

Quais os benefícios da consciência corporal mais bem desenvolvida?
A consciência corporal permite identificar as nossas posturas inadequadas, hábitos incorretos, sobrecargas desnecessárias do dia-a-dia e desalinhamentos do corpo. Por exemplo: quando aprendemos a dirigir, precisamos pensar todo o tempo quais serão nossos passos, quando brecar, acelerar, mudar de marcha. Depois, tudo isso fica automático. Com o nosso corpo, isso também acontece: no início, precisamos pensar em manter a postura ereta, em sentar da forma correta, em ficar com os pés alinhados, mas a ginástica holística torna isso tudo natural.

Crianças podem praticar?
Existem trabalhos específicos para crianças dentro do próprio método, grupos que buscam um melhor alinhamento corporal, mas de forma mais lúdica, focando na prevenção. Outro ponto que vale a pena ser ressaltado é a ajuda dos pais no tratamento das crianças, incentivando e participando das atividades, além de darem um bom exemplo para seus filhos.

Em que casos ela é recomendada como terapia? Que resultados ela traz em cada um dos casos?
O corpo e a mente estão sempre integrados, embora muitas vezes tentemos separá-los. O que observamos é que não temos como trabalhar o corpo sem atingir a mente ou trabalhar a mente sem atingir o corpo. Alguns pontos dentro da ginástica holística favorecem esta integração e consequentemente auxiliam nas questões emocionais. Sabemos o quanto a dor influencia no emocional. É impossível ficar de bom humor, ter um bom relacionamento em casa ou um bom rendimento no trabalho com dor. Muitas vezes, tentamos escondê-la, mas há um limite e acabamos colocando nossos sentimentos para fora, nem sempre da melhor maneira. Com a diminuição das dores adquirimos uma melhor qualidade de vida e melhora significativa da parte emocional. A respiração também é bastante trabalhada na ginástica holística, assim como a qualidade do sono.

Que tipo de sensação os alunos têm no começo das aulas?
Com o trabalho da musculatura profunda do corpo, normalmente pouco exigida, os alunos podem sentir alguma dificuldade no início. Por isso, é importante que cada aluno respeite os seus limites. Muitas vezes os movimentos propostos são aparentemente simples, mas atuam nos ajustes do corpo e podem trazer alguma sensação nova com uma perna mais comprida ou mais leve, mais relaxada, sensações de temperaturas diferentes pelo aumento da circulação sanguínea. O profissional que conduz a aula sempre estará atento aos exageros, solicitando muitas vezes que o aluno limite seus movimentos. Outras sensações podem surgir, como ansiedade, medo, prazer e sono, ajudando no conhecimento do próprio corpo.

Nas turmas em grupo, quantos alunos ficam na sala?
Este número varia dependendo do espaço onde a aula é realizada e também da experiência do profissional responsável. De uma maneira geral, indicamos no máximo 12 alunos por turma. Já realizamos aulas, chamadas de vivências com um número muito maior de alunos, porém com vários profissionais para auxiliarem na observação da execução dos movimentos.

Instituto Patrícia Lacombe Ginástica Holística
Campinas: (19) 3255-5332 ou (19) 7801-0049
Alphaville: (11) 4688-0805
Unidade Paulista: (11) 3057-1888





PUBLICIDADE