publicidade

Oito mitos sobre a prática de exercícios físicos

Personal trainer desvenda crenças, como a de que musculação engorda

Por Laura Tavares - publicado em 18/08/2011


É ruim beber água durante a prática de exercícios? Abdominais queimam mesmo a gordura da barriga? Afinal, qual é o esporte mais completo que existe? São muitas as dúvidas que circulam nas academias e entre os grupos de treino. Por isso, o Minha Vida conversou com o personal trainer Adriano Braga Coronato, que não só esclareceu mitos como ainda deu dicas de como aperfeiçoar o treino com o objetivo de emagrecer.

de 8

Dor nas pernas - Foto Getty Images

Você sabe que o treino funcionou se sentir dores no dia seguinte
"A dor que sentimos nos primeiros dias de treino está associada ao novo estímulo a que nosso corpo foi submetido, mas a sua persistência pode indicar que os exercícios têm sido feitos de maneira incorreta", explica o personal Adriano.

Essa sensação é normal na primeira e até na segunda semana de treino, mas a sua constância não faz sentido após a aquisição de um condicionamento físico regular. Posteriormente, como o aumento da intensidade dos exercícios ou mesmo com a mudança da atividade, elas podem voltar, mas, novamente, por um curto período de tempo.

Abdominal - Foto Getty Images

Fazer abdominais queima a gordura da barriga
"Todos os exercícios localizados têm como função trabalhar uma musculatura específica e não a queima de gordura", aponta Adriano Coronato. Assim, quando fazemos abdominais, estamos apenas contraindo e relaxando os músculos do abdômen. Para eliminar a gordura, a melhor solução é investir em exercícios aeróbicos.

O profissional ainda acrescenta que um abdômen desenvolvido contribui para a melhoria da postura, uma vez que quem não apresenta essa região do corpo trabalhada realiza uma espécie de compensação dos esforços físicos com a lombar.

Exercícios - Foto Getty Images

O treino rende mais se for feito com o corpo envolto em plástico ou agasalhos
Não é porque você sente mais calor ou transpira mais que está fazendo o treino render mais. Segundo o personal, isso significa apenas que a perda de água - e não de gordura - está sendo maior. Mesmo que os ponteiros da balança evidenciem um singelo aumento na perda de peso, ele será recuperado assim que a pessoa se hidratar.

Água - Foto Getty Images

É ruim beber água durante a prática de exercícios
De acordo com Adriano, é fundamental hidratar-se durante a prática de exercícios. Afinal, você perde água e nutrientes enquanto malha. Além disso, o consumo de água está associado a uma maior resistência muscular, à regulação da temperatura corporal e à prevenção de cãibras. "Em treinos puxados, é recomendada a ingestão de 500 ml de água ou de algum isotônico a cada meia hora de exercícios", explica.

O personal ainda complementa que, em treinos de curta duração, a pessoa pode até esperar o término da atividade para beber água, mas, no caso daqueles de longa duração, torna-se necessária a hidratação durante o treino com água e isotônicos, que também irão repor os sais minerais perdidos.

Medidas - Foto Getty Images

Musculação engorda
Ganhar peso não significa engordar. Quem malha fica mais pesado porque está ganhando massa muscular, e não gordura. Como esclarece o personal, há uma mudança positiva da composição corporal: você perde medidas sem necessariamente perder peso. O profissional também ressalta que não adianta investir em um treino de musculação e não equilibrar a dieta. Quem tem uma alimentação desregrada, que excede o número de calorias que o treino é capaz de queimar, naturalmente irá engordar.

Tempo de treino - Foto Getty Images

Fazer exercício de curta duração não traz benefício
Para praticarmos exercícios, precisamos de energia, cujas fontes estão estocadas em nosso corpo sob três formas: creatina fosfato (consumida prioritariamente no primeiro minuto de treino), glicogênio (consumido prioritariamente entre um e 30 minutos de treino) e gordura (consumida prioritariamente após os 30 minutos de treino).

Em outras palavras, esses três "combustíveis' são queimados simultaneamente durante o treino, mas, como há uma preferência do corpo em utilizar mais um do que outro, algumas pessoas entendem que só valeria a pena se exercitar se a atividade durasse mais do que 30 minutos. Para perceber como é equivocada essa ideia, o personal Adriano conta que um treino forte de 20 minutos queima mais gordura do que uma caminhada lenta de uma hora. Por isso, o tempo é importante, mas não define tudo.

Natação - Foto Getty Images

A natação é o esporte mais completo que existe
Não existe um esporte que seja mais completo que outro. Cada modalidade é adequada a determinado tipo de pessoa e será mais indicada dependendo do objetivo de quem treina. Alguns querem queimar gordura, outros desejam ter um corpo definido e há aqueles que praticam esportes, sobretudo, pelo bem-estar e convívio social que ele proporciona. O importante é se permitir experimentar diferentes modalidades para, um dia, encontrar aquilo que te traz total satisfação.

Musculação - Foto Getty Images

Quanto mais exercício fizer, mais rápido irá emagrecer
Embora exercícios sejam importantíssimos para a saúde e representem um meio efetivo de emagrecimento, Adriano Braga explica que o carro chefe para atingir tal meta é a dieta. "O exercício muda a composição corporal, mas é fundamental seguir uma alimentação balanceada, ou seus resultados serão mínimos", aponta.

Se o objetivo é perder alguns quilinhos, ele recomenda treinos não muito longos, mas de forte intensidade, pois o gasto calórico será maior.

ver texto completo


Faça sua avaliação de peso. É rápida e gratuita Seu peso dos sonhos é o ideal para você?

Responda a avaliação e descubra se seu peso
atual e sua meta de emagrecimento são saudáveis.

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X