Siga as dicas para correr no verão sem passar mal

Problemas como desidratação e insolação podem atrapalhar o ritmo de treino

POR LETÍCIA GONÇALVES - ATUALIZADO EM 05/02/2016

Para praticar atividade física ao ar livre, é preciso saber se proteger do calor. Caso contrário, vários problemas podem colocar seu treino em risco: hipertermia, moleza, desidratação ou até mesmo cãibras, ainda mais se você for um corredor que pegou leve o ano todo e resolveu investir no exercício só na estação mais quente. "É essencial se preocupar com o horário da corrida ao ar livre, priorizar tecidos leves e manter o corpo sempre hidratado", afirma o fisiologista Diego Barros, do HCor. Confira os problemas mais comuns dessa época e veja o que especialistas recomendam para evitá-los.

Cãibra

Durante a corrida, as altas temperaturas do verão podem levar à perda de água e à queda no nível de sódio do corpo. "Além da perda de sódio pelo suor, há o uso deste sal, presente no músculo, quando acaba o glicogênio (substância que serve de fonte de energia para as atividades). Como resultado, há o aumento de contrações espontâneas dos músculos, ou seja, as cãibras", afirma o ortopedista Moisés Cohen, da UNIFESP.

Para evitar esse problema, é importante:
1. Alongar e aquecer a musculatura antes de iniciar a atividade física;
2. Hidratar-se antes, durante e após a atividade física;
3. Tomar isotônicos durante os intervalos de corridas intensas;
4. Ingerir carboidratos nas refeições, evitando o uso de proteína muscular como forma de energia.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não