Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Saiba o que é preciso para chegar ao orgasmo

Conhecer a si mesma, não reprimir desejos e falar com o parceiro são opções

Por Minha Vida - publicado em 20/01/2011


Desde que sutiãs foram queimados em praça pública, o Ponto G passou a ser estudado como parte da anatomia feminina e as mulheres conquistaram sua tão sonhada autonomia, seu lugar na cama passou a ser questionado assim como o papel do orgasmo. Depois de algumas revoluções sexuais, chegou a hora de algumas evoluções mais pessoais. Como por exemplo, conhecer-se tão bem a si mesma a ponto de saber o que te dá prazer além dos rótulos, das medidas e das posições pré-estabelecidas. O orgasmo não precisa mais ser a linha de chegada de uma relação sexual. Você já pode fazer dele a sua linha de partida e ser feliz também na vida íntima.

Do ponto de vista físico, para que o orgasmo aconteça é preciso que se cumpram alguns pré-requisitos. "O orgasmo é uma reação do sistema nervoso parassimpático aos estímulos provenientes dos órgãos genitais. Para produzir essa descarga nervosa, o estímulo genital, acompanhado com estímulo visual e imaginação são suficientes no sexo solitário. No sexo a dois, a mulher precisa estar envolvida com o parceiro ou a parceira para que possa relaxar e desfrutar o prazer dos contatos", explica o terapeuta e médico vibracional Eduardo Navarro.

Saiba o que é preciso para chegar ao orgasmo - Foto: Getty ImagesSaiba o que é preciso para chegar ao orgasmo

Mas buscar mecanicamente estes movimentos e estímulos físicos pode ser tão antirromântico (e anti-produtivo) que mesmo se observando todos os passos na direção do orgasmo ele acaba escorrendo lençóis abaixo.

O ideal é que a estimulação dos sentidos aconteça naturalmente pelo desejo de um em relação ao outro. Chegar ao orgasmo como uma consequência de estar tão interessado, envolvido com o outro, assim como, de se sentir tão prestigiada pelo desejo do outro em lhe conhecer inteira é o que pode fazer sua sexualidade virar de ponta-cabeça. Mas, infelizmente, os fatos mostram que as mulheres ainda estão longe desta realidade.

Um estudo feito pelo Projeto Sexualidade da Universidade de São Paulo (ProSex - USP) identificou que 50% das mulheres brasileiras não estão satisfeitas. A psicoterapeuta e sexóloga Magda Gazzi tem orientado muitas mulheres em seus anos de trabalho a mudar este quadro. Segundo ela, não chegar ao orgasmo pode significar alguns problemas e é sempre bom investigar. 

Benefícios do sexo para a saúde

"Uma relação sexual mal sucedida pode representar problemas como depressão, ansiedade, estresse, hipertensão, diabetes, doenças cardíacas, neurológicas ou endócrinas", afirma a sexóloga que considera sempre válido em primeiro lugar tentar a boa e velha "discussão de relação". "É importante também que os homens entendam que a resposta sexual das mulheres é mais lenta que a deles, que a pressa não é aconselhada e as preliminares são indispensáveis", ressalta.

Buscar a satisfação sexual é investir na qualidade do seu relacionamento. Conheça atitudes que você pode incorporar no seu dia a dia:
- Conheça o seu corpo como ninguém: saiba quais são as partes que você gosta de ser tocada, permita que seu corpo seja um instrumento de prazer para você mesma;

- Pratique exercícios físicos: sinta-se bem fisicamente, faça a energia fluir, sinta-se atraente e aproveite para cultivar os músculos responsáveis pelo orgasmo

- Comunique-se durante a relação: diga o que você quer, como você gosta, pergunte como ele se sente quando lhe toca;

- Invista nas preliminares: seja criativa, reinvente a si mesma enquanto provoca o seu parceiro com uma brincadeira nova. 

Saiba o que é preciso para chegar ao orgasmo - Foto: Getty ImagesSaiba o que é preciso para chegar ao orgasmo

"O principal remédio para os problemas sexuais ainda é a discussão franca, aberta e sem preconceitos", destaca Magda. Assim, todos os jogos de sedução, a preocupação em criar um ambiente com velas, luzes, aromas, roupas e trilhas sonoras, tudo continua valendo como potencializadores de uma vontade que já deve estar lá - não dá para forçar - e é por ela que você deve procurar.

A vontade de descobrir como mexer os seus quadris de forma a sentir mais prazer. E, às vezes, isto pode acontecer ao ver o êxtase do seu parceiro primeiro. Ou o inverso, ao seu preocupar com um movimento ou um encaixe que você sabe que a satisfaz, descobrir que a pessoa que está diante de você sente prazer também.

Enquanto chega o orgasmo é importante manter-se aberta apreciando, mais do que tudo, o momento presente. Quando a sua performance na cama passa a ser um reflexo do que você e o seu parceiro estão sentindo, naturalmente o prazer vai te conduzir momento a momento até o orgasmo.

O melhor orgasmo pode ser aquele que chega sem ser esperado, mas, que foi desde o início sentido, experimentado. Assim sendo, o orgasmo ainda é um direito feminino a ser conquistado. 



Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."