PUBLICIDADE

Medicamento pode imitar benefícios do exercício à saúde

Objetivo é ajudar idosos ou pessoas que não conseguem fazer exercícios físicos a terem uma vida mais saudável

Cientistas da Universidade de Deakin, na Austrália, desenvolveram uma droga capaz de imitar um dos efeitos mais importantes das atividades físicas no corpo. A pesquisa realizada com ratos obesos mostrou que aqueles que receberam a droga não apresentaram sinais de doenças cardiovasculares.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os pesquisadores iniciaram as investigações há quase uma década, com o objetivo específico de replicar os efeitos dos exercícios. Inicialmente, eles examinaram como os genes controlam o metabolismo lipídico durante os exercícios, um processo que acontece no fígado, sendo os lipídios provenientes dos alimentos ingeridos e da reserva orgânica.

A equipe descobriu a proteína que mantinha os genes desligados enquanto a pessoa não pratica exercícios, assim, eles foram capazes de criar uma droga capaz de ativar os genes para queimar gordura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os testes mostraram que a droga foi eficaz na prevenção de doenças cardíacas em ratos obesos. Os cientistas estão remodelando a estrutura do medicamento, para que ele possa ser usado por humanos e acreditam que a novidade possa estar disponível em até 10 anos.

Embora a droga tenha benefícios para a saúde de pessoas com obesidade e diabetes tipo 2, os pesquisadores alertam que ele não é capaz de reproduzir todos os benefícios dos exercícios.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os ratos que receberam a droga não perderam o peso. "Embora ela aumente o gasto de energia e queima de gordura, os ratos tratados com a droga também comeram um pouco mais, o que significa que permaneceram com o peso estável", diz McGee, professor de biologia médica na Universidade de Deakin.

Em 2015, cientistas da Universidade de Sydney começaram a desenvolver uma droga que poderá imitar completamente os efeitos do exercício. O objetivo não é contribuir com o sedentarismo, mas ajudar idosos ou pessoas que não conseguem fazer exercícios físicos a ter uma vida mais saudável.