Bursite

Visão Geral

O que é Bursite?

Sinônimos: inflamação da bursa

Bursite é a inflamação da bolsa sinovial, uma estrutura cheia de líquido que se localiza entre um tendão e a pele ou entre um tendão e o osso, com função de amortecimento, e auxílio no deslizamento dos tecidos e sua nutrição.

A doença pode ser aguda ou crônica.

A ocorrência de bursite é mais comum nos ombros, cotovelos e quadril. Mas ela também pode ocorrer nos joelhos, calcanhares e no dedão do pé, além de outras articulações. Em geral, bursite ocorre perto das articulações que realizam movimentos repetitivos.

Causas

A causa mais comum de bursite é a repetição de movimentos em determinadas articulações ou posições que possam causar danos às bursas. Isso pode acontecer nas seguintes situações:

  • Lançar bolas ou levantar algo sobre sua cabeça repetidamente
  • Apoiar-se em seus cotovelos por longos períodos de tempo
  • Ajoelhar-se por períodos longos de tempo
  • Ficar muito tempo sentado, principalmente sobre lugares pouco confortáveis e com superfícies duras
  • Alguns bursas, como no joelho e cotovelo ficam logo abaixo da pele. São esses os locais do corpo com maior risco de traumas que podem ocasionar à bursite.

Além do uso excessivo e crônico das articulações, bursite também pode ser causada por traumas ortopédicos, processos reumatológicos, gota ou por algum tipo de infecção. Algumas vezes, a causa da bursite não pode ser determinada.

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode desenvolver bursite, mas, de acordo com especialistas, alguns fatores podem aumentar o risco do surgimento da doença. Eles são:

  • Idade: a ocorrência de bursite se torna mais comum com o envelhecimento
  • Ocupações ou hobbies: se uma pessoa trabalha em uma profissão ou tem um hobby que requer movimento repetitivo ou que exerça pressão sobre uma articulação específica, essa pessoa possui mais chances de desenvolver bursite também. Exemplos incluem jardinagem, pintura e tocar um instrumento musical
  • Outras condições médicas: artrite reumatoide, gota, diabetes e certas doenças sistêmicas aumentam o risco de desenvolvimento de bursite.

Sintomas

Sintomas de Bursite

Uma pessoa com sintomas de bursite pode notar:

  • Dor nas articulações e sensibilidade ao pressionar a região ao redor da articulação
  • Rigidez e dor ao mover a articulação afetada
  • Inchaço, calor ou vermelhidão na articulação, principalmente quando relacionadas a infecção.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Procure auxílio médico se você tiver:

  • Dor nas articulações ou em regiões próximas a elas
  • Dor por mais de uma ou duas semanas
  • Inchaço excessivo, vermelhidão ou erupções na área afetada
  • Dor aguda, especialmente quando você se exercita ou faz algum tipo de esforço
  • Febre.

Você deve procurar um médico caso sinta os sintomas de bursite.

Na consulta médica

Consultas médicas tendem a ser rápidas, por isso, agilize os procedimentos e leve todas as dúvidas para você tirar com o especialista. Descreva também todos os seus sintomas ao médico e esteja preparado para responder às perguntas que ele deverá lhe fazer:

  • Quando seus sintomas começaram?
  • Quando as dores começaram?
  • Seu trabalho ou algum hobby seu envolve a repetição de movimentos?
  • Quais são as articulações mais afetadas pela dor?
  • Você tomou medicamentos para dor antes de vir à consulta?.

Diagnóstico de Bursite

O médico iniciará os procedimentos de diagnóstico com um exame físico completo, a fim de identificar as articulações lesionadas. Ele também fará uma análise sobre o histórico médico do paciente.

Depois, poderá solicitar a realizações de alguns exames de imagem. O raio-X, no entanto, não é capaz de diagnosticar bursite, mas pode ajudar a eliminar outras possíveis causas. Ultrassom e o exame de ressonância magnética são usados geralmente para realizar o diagnóstico.

Além deles, testes de laboratório também podem ajudar, principalmente exames de sangue.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Bursite

O primeiro passo para o tratamento de bursite envolve, basicamente, algumas medidas constantemente sugeridas por médicos, como repouso, aplicação de gelo no local da lesão e o uso de analgésico para a dor. Dependendo do paciente, essas medidas bastam para tratar a bursite. Mas caso elas não sejam suficientes, o médico pode oferecer outras formas de tratamento, como:

  • Medicação. Se a inflamação for causada por uma infecção, o médico irá prescrever o uso de um antibiótico
  • Terapia. Seu médico pode recomendar fisioterapia ou exercícios para fortalecer os músculos na área afetada para aliviar a dor e prevenir a reincidência da bursite
  • Injeções. O seu médico pode realizar uma injeção de corticosteroide na região da bursa afetada para reduzir a inflamação. Este tratamento geralmente traz alívio rápido da dor e, em muitos casos, será suficiente para o tratamento
  • Punção para esvaziamento do conteúdo líquido inflamatório ou traumático
  • Cirurgia. Uma bursa inflamada sem melhora com tratamento conservador pode ser tratada cirurgicamente.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

As medidas que você pode tomar em casa para aliviar a dor da bursite incluem:

  • Descanso e imobilização da área afetada
  • Aplicação de gelo para reduzir o inchaço
  • Uso de medicamento para aliviar a dor e reduzir a inflamação
  • Amortecimento nos joelhos, colocando um pequeno travesseiro entre as pernas na hora de dormir
  • Evitar pressão sobre o cotovelo, evitando inclinar-se ou colocar o próprio peso sobre os cotovelos para levantar da posição deitada
  • Alongamentos e fortalecimentos de acordo com a indicação médica.

Complicações possíveis

Bursite não tratada pode evoluir para alguns problemas mais graves de saúde, a exemplo de bursite crônica. Além disso, diversas injeções repetitivas de esteroides, principalmente em um curto período de tempo, podem causar danos aos tendões.

Expectativas

A doença pode responder bem ao tratamento ou pode converter-se em uma doença crônica se a causa subjacente, se existente, não puder ser corrigida.

Prevenção

Prevenção

Embora nem todos os tipos de bursite possam ser prevenidos, você pode reduzir o risco de contrair a doença e pode, também, reduzir a gravidade dos sintomas, alterando a maneira de executar determinadas tarefas, por exemplo. Veja algumas medidas que você pode adotar:

  • Use almofadas de joelhos ou algum tipo de preenchimento para reduzir a pressão sobre os joelhos, se o seu trabalho ou hobby requer atividades ajoelhado
  • Levante corretamente, dobrando os joelhos ao levantar. Não fazer isso coloca uma pressão adicional sobre as bursas dos quadris
  • Evite carregar muito peso acima da cabeça. O transporte de cargas muito pesadas coloca pressão sobre as bursas dos ombros
  • Faça pausas frequentemente. Prefira tarefas repetitivas alternadas com descanso ou então outras atividades
  • Tente não permanecer sentado em uma única posição por muito tempo, especialmente em superfícies duras, pois isso coloca pressão sobre as bursas dos quadris e nádegas
  • Mantenha um peso saudável. Estar acima do peso coloca mais estresse sobre as articulações
  • Exercite-se, fortaleça os músculos e ajude a proteger a articulação afetada
  • Aquecer e alongar antes de atividades extenuantes podem proteger as articulações de lesões.

Fontes e referências

  • Revisado por: Dr. Benno Ejnisman, ortopedista do Hospital Israelita Albert Einstein - CRM: 73461
  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Ortopedia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais sobre

carregando...
  • já ajudou pessoas