publicidade

O que é Câncer de ovário?

O câncer de ovário é um tipo de câncer que começa no ovário. Os ovários são os órgãos reprodutores femininos que produzem os óvulos.

ADAM Os ovários são responsáveis pela produção de óvulos.

Causas

O câncer de ovário é o quinto tipo de câncer mais comum entre as mulheres e causa mais mortes que qualquer outro tipo de câncer nos órgãos reprodutores femininos.

A causa é desconhecida.

Aparentemente o risco de desenvolver câncer de ovário é afetado por diversos fatores. Quanto mais filhos uma mulher tiver e quanto mais cedo ela der à luz, menor é o seu risco de contrair câncer de ovário. Determinados defeitos nos genes (BRCA1 e BRCA2) são responsáveis por uma pequena quantidade de casos de câncer de ovário. Mulheres com um histórico pessoal de câncer de mama ou histórico familiar de câncer de mama ou de ovário apresentam um risco maior de contrair câncer de ovário.

Mulheres que fazem somente reposição de estrogênio (sem progesterona) por cinco anos ou mais parecem ter mais risco de desenvolver câncer de ovário. No entanto, as pílulas anticoncepcionais diminuem o risco de câncer de ovário.

Estudos sugerem que os medicamentos para fertilidade não aumentam o risco de câncer de ovário.

As mulheres mais velhas são as que apresentam mais risco. A maioria das mortes por câncer de ovário ocorrem em mulheres com 55 anos ou mais.

Exames

Um exame físico pode revelar um abdômen inchado e líquido na cavidade abdominal (ascite). Um exame pélvico pode revelar uma massa no abdômen ou em um dos ovários.

O exame de sangue CA-125 não é considerado um bom teste de triagem do câncer de ovário. Entretanto, ele pode ser feito se a mulher:

  • Tiver sintomas de câncer de ovário
  • Já tiver sido diagnosticada com câncer de ovário, para determinar o funcionamento do tratamento

Outros testes que podem ser realizados incluem:

  • Contagem de células sanguíneas completa e química sanguínea
  • Teste de gravidez (HCG soro)
  • Tomografia computadorizada ou ressonância magnética da pelve e do abdome
  • Ultrassom da pelve

Uma cirurgia, como a laparoscopia pélvica ou a laparotomia exploradora, pode ser realizada a fim de avaliar os sintomas e fazer uma biópsia para ajudar a chegar ao diagnóstico.

Nenhum exame de laboratório ou de imagem demonstrou até hoje ser capaz de diagnosticar o câncer de ovário nos seus estágios iniciais.

Sintomas de Câncer de ovário

Normalmente, os sintomas do câncer de ovário são muito vagos. As mulheres e seus médicos frequentemente colocam a culpa dos sintomas em outras doenças mais comuns. Quando o câncer é finalmente diagnosticado, o tumor muitas vezes já se espalhou para outros órgãos.

Procure seu médico se apresentar os sintomas a seguir diariamente por mais de algumas semanas:

  • Inchaço
  • Dificuldade para comer ou sentir-se satisfeita rapidamente
  • Dor pélvica ou abdominal

Outros sintomas também acompanham o câncer de ovário. Entretanto, esses sintomas também são comuns em mulheres que não têm câncer:

  • Ciclos menstruais anormais
  • Constipação
  • Aumento de gases
  • Indigestão
  • Falta de apetite
  • Náusea e vômitos
  • Sensação de peso na pélvis
  • Abdômen ou barriga inchados
  • Dor nas costas inexplicável, que piora com o tempo
  • Sangramento vaginal
  • Desconforto vago no baixo abdome
  • Ganho ou perda de peso

Outros sintomas que podem ocorrer com essa doença:

  • Aumento excessivo de pelos
  • Aumento na frequência ou urgência urinária

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta com seu médico se você estiver com mais de 40 anos e não tiver feito um exame pélvico recentemente. Os exames pélvicos de rotina são recomendados para todas as mulheres com mais de 20 anos.

Marque uma consulta com seu médico se apresentar sintomas de câncer de ovário.

Tratamento de Câncer de ovário

A cirurgia é usada para tratar todos os estágios do câncer de ovário. Nos estágios iniciais, ela talvez seja o único tratamento possível. A cirurgia envolve:

  • Remoção do útero (histerectomia total)
  • Remoção dos ovários e trompas de Falópio (salpingo-ooforectomia bilateral)
  • Remoção parcial ou completa do omento, camada de gordura que cobre e protege os órgãos no abdômen
  • Exame, biopsia ou remoção dos linfonodos e de outros tecidos da pélvis e do abdome

A cirurgia feita por um especialista em câncer do aparelho reprodutivo feminino tem o maior índice de sucesso.

A quimioterapia é usada após a cirurgia para tratar de qualquer resíduo da doença. Ela também pode ser usada se o câncer reincidir. A administração da quimioterapia pode ser feita nas veias ou, algumas vezes, diretamente na cavidade abdominal (intraperitonial).

A radioterapia é raramente usada em casos de câncer de ovário nos Estados Unidos.

Após a cirurgia e a quimioterapia, as pacientes devem fazer:

  • Um exame físico (incluindo exame pélvico) a cada dois a quatro meses nos primeiros dois anos, depois a cada seis meses durante três anos e depois anualmente
  • Um exame de sangue CA 125 a cada consulta médica se o nível inicial estava alto
  • Uma tomografia computadorizada do tórax, abdome e região pélvica e uma radiografia do tórax, caso solicitadas pelo médico.

PUBLICIDADE

Expectativas

O câncer de ovário é raramente diagnosticado nos seus estágios iniciais. Ele geralmente está muito avançado quando o diagnóstico é feito.

  • Cerca de três a cada quatro mulheres com câncer de ovário sobrevivem um ano após o diagnóstico.
  • Cerca de 50% vivem mais que cinco anos após o diagnóstico.
  • Se o diagnóstico for feito no início da doença, e o tratamento acontecer antes que o câncer se espalhe para fora do ovário, a taxa de sobrevivência de cinco anos é muito alta.

Complicações possíveis

  • Espalhamento do câncer para outros órgãos
  • Perda de função dos órgãos
  • Líquido no abdome (ascite)
  • Obstrução intestinal
ADAM A principal complicação do câncer de ovário é o espalhamento do câncer para outros órgãos.

Prevenção

Não existe uma recomendação padrão para fazer a triagem do câncer de ovário. Fazer a triagem de mulheres com ultrassom pélvico ou exames de sangue, como o Ca-125, não é eficiente nem recomendado.

O teste BRCA pode ser feito em mulheres com alto risco de câncer de ovário.

A remoção dos ovários e das trompas de mulheres que apresentam mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 pode diminuir o risco de desenvolver o câncer de ovário, embora ele possa se desenvolver em outras áreas da pelve.

Fontes e referências:

  • Mørch LS, Løkkegaard E, Andreasen AH, Krüger-Kjaer S, Lidegaard O. Hormone therapy and ovarian cancer. JAMA. 2009;302:298-305.

  • National Comprehensive Cancer Network. National Comprehensive Cancer Network Clinical Practice Guidelines in Oncology: Ovarian Cancer. 2009;v.2.

  • Jensen A, Sharif H, Frederiksen K, Kjaer SK. Use of fertility drugs and risk of ovarian cancer: Danish population based cohort study. BMJ. 2009;338:b249.

  • Berek JS, Chalas E, Edelson M, Moore DH, Burke WM, Cliby WA, et al. Prophylactic and risk-reducing bilateral salpingo-oophorectomy: recommendations based on risk of ovarian cancer. Obstet Gynecol. 2010 Sep;116(3):733-43.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X