Descolamento prematuro da placenta

Visão Geral

O que é Descolamento prematuro da placenta?

O deslocamento prematuro da placenta é a separação da placenta (o órgão que nutre o feto) de sua ligação com o útero antes de o bebê nascer.

Sinônimos

DPP, placenta abrupta, separação prematura da placenta, abruptio placentae

Causas

Pode ser difícil determinar a causa exata do deslocamento prematuro da placenta.

As causas diretas são raras, mas incluem:

  • Ferimento na região da barriga (abdome) devido a queda, pancada no abdome ou acidente de automóvel
  • Perda súbita de volume uterino (pode ocorrer com perda rápida do líquido amniótico ou depois do nascimento do primeiro gêmeo)

Os fatores de risco incluem:

  • Deficiências de coagulação sanguínea (trombofilias)
  • Fumo
  • Uso de cocaína
  • Diabetes
  • Beber mais de 14 doses de bebidas alcoólicas por semana
  • Pressão arterial alta durante a gravidez (cerca de metade dos deslocamentos prematuros da placenta que levam à morte do bebê estão relacionados à pressão arterial alta)
  • Histórico de deslocamento prematuro da placenta
  • Aumento da distensão uterina (pode ocorrer em gestações múltiplas ou no caso de grande volume de líquido amniótico)
  • Várias gestações
  • Mãe madura
  • Ruptura prematura de membranas (a bolsa se rompe antes de 37 semanas de gravidez)
  • Fibroma uterino

Deslocamento prematuro da placenta, o que inclui qualquer separação da placenta antes do parto e ocorre em cerca de um a cada 150 partos. A forma grave, que pode causar a morte do bebê, ocorre apenas em um em cada 800 a 1.600 partos.

Exames

Os exames podem incluir:

  • Ultrassonografia abdominal
  • Hemograma completo
  • Monitoramento fetal
  • Nível de fibrinogênio
  • Tempo parcial de tromboplastina
  • Exame pélvico
  • Tempo de protrombina
  • Ultrassonografia vaginal

Sintomas

Sintomas de Descolamento prematuro da placenta

  • Dor abdominal
  • Dor nas costas
  • Contrações uterinas frequentes
  • Contrações uterinas sem relaxamento entre as contrações
  • Sangramento vaginal

Buscando ajuda médica

Ligue para seu médico se você sofrer um acidente de carro, mesmo que seja um acidente pequeno.

Ligue para seu médico imediatamente se tiver sangramento durante a gravidez. Procure um médico imediatamente, ligue para um serviço de emergência (como 192) ou procure um atendimento de emergência, se você estiver grávida e apresentar sangramento vaginal e dor abdominal aguda ou contrações durante a gravidez. O deslocamento prematuro da placenta pode se tornar rapidamente uma situação de emergência que ameace a vida da mãe e do bebê.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Descolamento prematuro da placenta

O tratamento pode incluir líquidos intravenosos e transfusões de sangue. A mãe será cuidadosamente monitorada quanto a sintomas de choque. O bebê na barriga será monitorado quanto a sinais de sofrimento, que incluem batimento cardíaco anormal.

Uma cesariana de emergência poderá ser necessária. Se o bebê for muito prematuro e houver apenas uma pequena separação da placenta, a mãe poderá ficar em observação no hospital. Ela poderá ter alta em alguns dias se o problema não se agravar.

Se o feto estiver bem desenvolvido, o parto normal poderá ser feito se for seguro para a mãe e para a criança. Caso contrário, poderá ser feita uma cesariana.

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

A mãe não costuma morrer devido a esse problema. No entanto, todos os seguintes fatores aumentam o risco de morte da mãe e do bebê:

  • Cérvix fechado
  • Diagnóstico e tratamento tardio do deslocamento prematuro da placenta
  • Perda de sangue excessiva que leve a choque
  • Sangramento uterino oculto (disfarçado) na gravidez
  • Ausência de trabalho de parto

O sofrimento fetal ocorre no início do problema e em cerca de metade dos casos. Os bebês que sobrevivem têm de 40 a 50% de chances de ter complicações, que variam de leves a graves.

Complicações possíveis

A perda excessiva de sangue pode levar a choque e à possível morte da mãe ou do bebê. Se ocorrer sangramento depois do parto, e a perda de sangue não puder ser controlada de outras formas, a mãe poderá precisar de uma histerectomia (remoção do útero).

Prevenção

Prevenção

Evite beber, fumar ou usar drogas recreativas durante a gravidez. Faça o pré-natal desde o início da gravidez e regularmente.

Reconhecer e tratar de problemas da mãe, como diabetes e pressão arterial alta, também diminui o risco de deslocamento prematuro da placenta.

Fontes e referências

  • François KE, Foley MR. Antepartum and postpartum hemorrhage. In: Gabbe SG, Niebyl JR, Simpson JL, eds. Obstetrics - Normal and Problem Pregnancies. 5th ed. Philadelphia, Pa: Elsevier Churchill Livingstone; 2007:chap 18.
  • Houry DE, Salhi BA. Acute complications of pregnancy. In: Marx J, Hockberger RS, Walls RM, et al, eds. Rosen's Emergency Medicine: Concepts and Clinical Practice. 7th ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2009:chap 176.
  • Cunningham FG, Leveno KL, Bloom SL, et al. Obstetrical hemorrhage. In: Cunningham FG, Leveno KL, Bloom SL, et al., eds. Williams Obstetrics. 23rd ed. New York, NY: McGraw-Hill: 2010:chap 35.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não