publicidade

O que é Desidratação?

A desidratação significa que o seu corpo não possui a quantidade de água e fluidos que deveria. A desidratação pode ser causada por muita perda de fluidos, pela ingestão insuficiente de água, fluidos ou ambos. Vômito e diarreia são causas comuns.

As crianças são mais suscetíveis à desidratação do que os adultos devido ao peso inferior do corpo e maior circulação de água e eletrólitos. Os idosos e os que se encontram doentes também possuem maior propensão.

O que é desidratação?

A desidratação é classificada como leve, moderada ou grave dependendo da quantidade de fluido que o corpo perdeu ou que não foi reposto. Quando grave, a desidratação é uma condição que pode colocar a vida em risco.

Causas

O corpo pode perder muitos fluidos devido às seguintes causas:

  • Vômito ou diarreia
  • Excreção excessiva de urina, tais como com diabetes não controlado ou uso de diuréticos
  • Suor excessivo (por exemplo, de exercício)
  • Febre

Pode-se não ingerir fluidos suficientes devido à:

  • Náusea
  • Perda de apetite causada por moléstia
  • Garganta inflamada ou feridas na boca

A desidratação em crianças doentes é frequentemente uma combinação de ambos - recusa em ingerir qualquer substância ao mesmo tempo que perde fluidos por causa de vômitos, diarreia ou febre.

Exames

Um exame físico pode ainda mostrar sinais de:

  • Baixa pressão sanguínea
  • Queda da pressão sanguínea ao levantar-se
  • Frequência cardíaca alta
  • Turgor da pele deficiente - a pele pode perder a elasticidade e demorar para retornar a posição inicial quando apertada pelo médico
  • geralmente, a pele retorna rapidamente à posição inicial
  • Lento preenchimento capilar
  • Choque

Os testes incluem:

  • Bioquímica sanguínea (para verificar eletrólitos, especialmente os níveis de sódio, potássio e bicarbonato)
  • Densidade urinária específica (alta densidade urinária específica indica desidratação significante)
  • BUN (nitrogênio ureico sanguíneo - pode estar elevado com a desidratação)
  • Creatinina (pode estar elevada com a desidratação)
  • Hemograma para buscar sinais de sangue concentrado

Outros testes podem ser realizados para determinar a causa específica da desidratação (por exemplo, glicemia para verificar se há incidência de diabetes).

Sintomas de Desidratação

  • Boca seca ou grudenta
  • Pouca ou nenhuma excreção de urina
  • a urina concentrada surge amarela escura
  • Não produção de lágrimas
  • Olhos encovados
  • Fontanela (moleira) marcadamente baixa em bebês
  • Letargia ou coma (na desidratação grave)

Além dos sintomas da real desidratação, pode ainda haver vômito, diarreia ou a sensação de "não conseguir segurar nada", os quais podem ser a causa da desidratação.

Buscando ajuda médica

Ligue para 192 se você ou seu filho apresentar os seguintes sintomas

  • Tontura
  • Desfalecimento
  • Letargia
  • Confusão

Consulte seu médico imediatamente se você ou seu filho apresentar qualquer um dos seguintes sintomas:

  • Não produção de lágrimas
  • Olhos encovados
  • Pouca ou ausente excreção de urina por 8 horas
  • Pele seca que demora para retornar à posicão inicial quando dobrada
  • Boca ou olhos secos
  • Moleira afundada nas crianças
  • Batimento cardíaco acelerado
  • Sangue nas fezes ou vômito
  • Diarreia ou vômito (em crianças menores de 2 meses)
  • Apatia e ociosidade

Também procure seu médico caso não tenha certeza de que suas tentativas de hidratar seu filho estão funcionando.

Também procure seu médico se:

  • Alguma moléstia estiver combinada com a incapacidade de reter líquidos
  • Vômito persistente por mais de 24 horas em um adulto ou mais de 12 horas em uma criança
  • Diarreia persistente por mais de 5 dias em um adulto ou uma criança
  • Seu filho estiver muito menos ativo do que o normal ou está irritado
  • Você ou seu filho apresentarem micção excessiva, principalmente se há histórico familiar de diabetes ou se você estiver tomando diuréticos

Tratamento de Desidratação

A ingestão de fluidos é geralmente suficiente para desidratação leve. É melhor ingerir quantidades pequenas e frequentes de líquidos (usando uma colher de chá ou seringa em crianças) do que tentar forçar grandes quantidades de uma só vez. A ingestão de muitos líquidos de uma só vez pode ocasionar mais vômito.

Soluções de eletrólitos ou picolés são bem eficazes. Encontram-se disponíveis no comércio. Isotônicos contêm muito açúcar e podem causar ou piorar a diarreia. Em crianças, evite usar água como o líquido de reposição principal.

Fluidos intravenosos e hospitalização podem ser necessários em caso de desidratação moderada a grave. O médico tentará identificar para, então, tratar a causa da desidratação.

A maioria dos casos de viroses intestinais (também chamadas de gastroenterite viral) tende a resolver-se por si só depois de alguns dias. Consulte também: diarreia

PUBLICIDADE

Expectativas

Quando a desidratação é identificada e tratada no início, o resultado é geralmente satisfatório.

Complicações possíveis

A desidratação grave não tratada pode resultar em convulsões, dano cerebral permanente ou morte.

Prevenção

Mesmo saudável, beba bastante líquidos diariamente. Beba mais quando o clima estiver quente ou você estiver praticando exercícios.

Monitore cuidadosamente alguém que se encontra doente, sobretudo se for criança ou idoso. Se você achar que a desidratação está se desenvolvendo, consulte um médico antes que a pessoa torne-se moderada ou gravemente desidratada. Inicie a reposição de líquidos tão logo os vômitos e a diarreia começarem - NÃO espere por sinais de desidratação.

Sempre estimule a pessoa a beber durante a moléstia e lembre-se de que a necessidade de ingerir líquidos é maior quando alguém tem febre, vômito ou diarreia. Os sinais mais fáceis de monitorar são a excreção de urina (se houver fraldas frequentemente molhadas ou muitas idas ao banheiro), saliva na boca e lágrimas no choro.

Fontes e referências:

  • Barkin RM, Ward DG. Infectious diarrheal diseases and dehydration. In: Marx J, ed. Rosen's Emergency Medicine: Concepts and Clinical Practice. 6th ed. St Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2006:chap 171.

  • Landry GL. Heat injuries. In: Kliegman RM, Behrman RE, Jenson HB, Stanton BF, eds. Nelson Textbook of Pediatrics. 18th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 688.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X