publicidade

O que é Doença hepática alcoólica?

Sinônimos: DHA, Hepatopatia alcoólica, cirrose alcoólica

A doença hepática alcoólica é um dano ao fígado e ao seu funcionamento devido ao abuso de álcool.

Consulte também:

Causas

A doença hepática alcoólica geralmente ocorre após anos de consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Quanto maior o consumo de álcool e a duração desse consumo, maior é a probabilidade do desenvolvimento de doença hepática.

O álcool pode causar inchaço e inflamação (hepatite) no fígado. Com o tempo, isso pode levar a cicatrizes e à cirrose. A cirrose é a fase final da doença hepática alcoólica.

Outros fatores importantes incluem:

  • A doença hepática alcoólica pode ser mais comum em algumas famílias
  • Esta doença não ocorre em todas as pessoas que abusam do álcool
  • Você não precisa ficar embriagado para o desenvolvimento da doença
  • As mulheres podem ser mais suscetíveis do que os homens

Pessoas que bebem demais muitas vezes não consomem alimentos saudáveis e nutrientes suficientes. Uma alimentação ruim pode agravar a doença hepática

A hepatite alcoólica aguda pode ser resultado do consumo excessivo de álcool (cinco doses para o homem, quatro doses para a mulher). Ela pode colocar a vida em risco.

Exames

  • Hemograma completo
  • Biópsia hepática
  • Testes da função hepática, como FA

Os testes para descartar outras doenças incluem:

  • Tomografia computadorizada abdominal
  • Exames de sangue para outras causas de doença hepática
  • Ultrassom do abdome

Sintomas de Doença hepática alcoólica

Os sintomas variam com base na gravidade da doença. Eles geralmente são piores após um período recente de consumo excessivo de álcool.

Talvez, não se apresentem os sintomas até que a doença esteja em uma fase avançada.

Os sintomas comuns incluem:

  • Dor e sensibilidade abdominal
  • Boca seca e aumento da sede
  • Fadiga
  • Icterícia
  • Perda de apetite
  • Náusea
  • Inchaço ou acúmulo de líquido nas perdas (edema) e no abdome (ascite) quando a cirrose está presente
  • Perda de peso

As alterações na pele incluem:

  • Pele mais escura ou mais clara, mas de forma incomum
  • Vermelhidão nos pés ou nas mãos
  • Pequenos vasos sanguíneos vermelhos na pele, em formato de aranha
  • Cor amarela na pele, nas membranas mucosas ou nos olhos (icterícia)

Sangramento anormal:

  • Fazes sanguinolentas, pretas escuras ou como piche (melena)
  • Hemorragia nasal ou gengival
  • Vômitos com sangue ou de material semelhante à borra de café

Sintomas no cérebro e no sistema nervoso:

  • Agitação (ficar inquieto, excitado ou irritado)
  • Alterações de humor
  • Períodos de diminuição da agilidade ou da atenção
  • Alucinações
  • Perda de memória recente ou antiga
  • Dor, dormência ou formigamento nos braços ou nas pernas
  • Dificuldade de prestar atenção ou concentração
  • Capacidade de discernimento diminuída
  • Movimentos lentos e vagarosos

Outros sintomas que podem ocorrer com essa doença:

  • Desenvolvimento de mamas em homens
  • Tontura ou desmaio, especialmente quando está em pé
  • Palidez

Buscando ajuda médica

Ligue para seu médico se:

  • Desenvolver sintomas de doença hepática alcoólica
  • Desenvolver sintomas após o consumo excessivo ou prolongado de álcool
  • Estiver preocupado que o consumo de álcool possa estar prejudicando sua saúde

PUBLICIDADE

Tratamento de Doença hepática alcoólica

A parte mais importante do tratamento é interromper completamente o consumo de álcool. Se a cirrose hepática ainda não tiver ocorrido, o fígado pode ser curado se você parar de consumir álcool.

Um programa de reabilitação ou orientação pode ser necessário para acabar com a dependência de álcool. Vitaminas, especialmente do complexo B e ácido fólico, podem ajudar a reverter a desnutrição.

Se a cirrose se desenvolver, você precisará gerenciar suas complicações. Talvez, seja necessário fazer um transplante de fígado.

Consulte também: Neuropatia alcoólica

PUBLICIDADE

Expectativas

O consumo excessivo contínuo de bebidas alcoólicas pode diminuir sua expectativa de vida. Provavelmente, o resultado será insatisfatório se você continuar ingerindo bebidas alcoólicas.

Complicações possíveis

  • Sangramento das varizes esofágicas
  • Cirrose
  • Encefalopatia hepática
  • Aumento da pressão nos vasos sanguíneos do fígado (hipertensão portal)

Prevenção

Converse sobre o consumo de álcool com o seu médico. O médico pode orientar sobre o consumo seguro de álcool na sua situação.

Fontes e referências:

  • Carithers RL, McClain C. Alcoholic liver disease. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ. Feldman: Sleisinger & Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 9th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2010:chap 84.

  • Schuppan D, Afdhal NH. Liver cirrhosis. Lancet. 2008;371:838-851.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pergunte ao Especialista sobre
doença hepática alcoólica

Sua dúvida respondida por Especialistas Minha Vida perguntar
OFERECIMENTO
+ perguntas

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X