Doença hepática alcoólica

Visão Geral

O que é Doença hepática alcoólica?

A doença hepática alcoólica é a lesão no fígado causada pela ingestão excessiva de álcool. Em geral, a quantidade de álcool consumido (quanto e com que frequência) determina a probabilidade e a importância da lesão hepática. Contudo, nem todas as pessoas que bebem excessivamente desenvolvem hepatite alcoólica, enquanto pessoas que bebem menos podem ter a doença.

As mulheres são mais vulneráveis a doença hepática alcoólica do que os homens. O álcool pode provocar três tipos de lesões hepáticas: a acumulação de gordura (esteatose), a inflamação (hepatite alcoólica) e o aparecimento de cicatrizes (cirrose).

Consumo de álcool

Causas

Quando o álcool é metabolizado no fígado, ele produz químicos altamente tóxicos. Estes produtos podem causar cicatrizes no fígado. E essa cicatriz pode causar uma inflamação e hepatite alcoólica.

Apesar do alto consumo de álcool provocar a doença hepática alcoólica, não se sabe exatamente como a doença se desenvolve. Dessa forma, outros fatores podem estar envolvidos no surgimento da doença, tais como:

  • Fatores genéticos que afetam o modo como o corpo processa o álcool
  • Presença de outras doenças do fígado, tais como a hepatite C
  • Subnutrição.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco para doença hepática alcoólica podem ser:

  • Uso de álcool
  • Sexo, sendo que pessoas do sexo feminino tem um risco maior
  • Fatores genéticos que influenciam como o álcool é metabolizado no corpo.

Outros fatores que podem aumentar o risco incluem:

  • Tipo de bebida (cerveja e destilados são mais arriscados do que vinho)
  • Obesidade
  • Africano-americanos ou latino-americanos.

Sintomas

Sintomas de Doença hepática alcoólica

Amarelamento da pele e dos olhos (icterícia) e aumento da circunferência abdominal (devido ao acúmulo de líquido) são os sinais mais comuns de doença hepática alcoólica. As pessoas podem também queixar-se de:

Quase todo mundo que tem hepatite alcoólica é desnutrido. Beber grandes quantidades de álcool suprime o apetite, e bebedores pesados obtém a maioria de suas calorias na forma de álcool.

Os sintomas de doença hepática alcoólica grave incluem:

  • Retenção de grandes quantidades de líquido na cavidade abdominal (ascite)
  • Confusão e mudanças de comportamento devido a danos cerebrais do acúmulo de toxinas (encefalopatia)
  • Insuficiência renal e hepática.

Contudo, algumas pessoas com doença hepática alcoólica podem não apresentar sintomas, principalmente aquelas que possuem cirrose. Dessa forma, é importante fazer exames preventivos e buscar ajuda médica se houver suspeita de qualquer doença relacionada ao consumo de álcool.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

A doença hepática alcoólica é um problema sério. Aproximadamente 35% dos alcoólatras ou bebedores pesados desenvolvem o problema.

Marque uma consulta médica se você tem qualquer sinal ou sintoma de doença hepática alcoólica ou outros sintomas que causarem desconfiança. Se você sentir que não tem controle sobre a quantidade de álcool que está bebendo e precisa de ajuda, marque uma consulta.

Se você suspeita que tem algum problema relacionado ao consumo de álcool, interrompa o uso até a consulta médica. Se não conseguir, peça ajuda a algum familiar ou amigo.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar doença hepática alcoólica são:

  • Clínico geral
  • Gastroenterologista
  • Gastroenterologista com especialidade em hepatologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Os sintomas são contínuos ou ocasionais?
  • Quão graves são os sintomas?
  • O que, se alguma coisa, parece melhorar ou piorar os sintomas?
  • Quantas vezes você bebe álcool, e quais bebidas você costuma consumir?
  • Você já teve hepatite ou amarelamento da pele antes?
  • Você usa alguma outra droga além do álcool?
  • Você se sente culpado por beber?
  • Você bebe pela manhã para ter mais disposição?

Diagnóstico de Doença hepática alcoólica

Se você tiver sintomas de hepatite alcoólica, o médico ou médica irá perguntar sobre seu histórico de saúde e consumo de álcool. Será feito um exame físico para ver se você tem um aumento do fígado e baço. Ele ou ela pode decidir solicitar exames para confirmar seu diagnóstico. Esses podem incluir:

  • Hemograma completo (CBC)
  • Testes de função hepática
  • Tomografia computadorizada abdominal
  • Ultrassonografia do fígado.

Se o diagnóstico não pode ser confirmado por meio dos exames, pode ser feita uma biópsia do fígado. A biópsia hepática é um procedimento invasivo para remover uma amostra de tecido do fígado. A biópsia hepática irá mostrar se você tem doença hepática alcoólica e qual o tipo.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Doença hepática alcoólica

Pare de beber álcool

Se você foi diagnosticado com doença hepática alcoólica, é necessário interromper o consumo de álcool. É a única maneira de possivelmente reverter danos ao fígado ou, em casos mais avançados, prevenir que a doença se agrave. Muitas pessoas que param de beber têm melhora dos sintomas em apenas alguns meses.

Faça tratamento para desnutrição

Pode ser necessária uma dieta especial para reverter deficiências nutricionais que ocorrem frequentemente em pessoas com doença hepática alcoólica. Se você tiver problemas para comer o suficiente e obter as vitaminas e nutrientes que seu corpo precisa, pode ser que você precise se alimentar por sonda.

Medicamentos para reduzir a inflamação do fígado

Medicamentos corticosteroides podem ser usados para doença hepática alcoólica grave. Os esteroides têm efeitos colaterais significativos e não são recomendados se você tiver problemas renais, sangramento gastrointestinal ou uma infecção. Se os corticosteroides não são indicados, você pode fazer uso de pentoxifilina.

Transplante de fígado

Para casos graves, o transplante de fígado é a única esperança. As taxas de sobrevivência para transplante de fígado para hepatite alcoólica são semelhantes aos de outras formas de hepatite, superior a 70% nos cinco primeiros anos.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

As complicações da doença hepática alcoólica incluem:

Prevenção

Prevenção

A melhor maneira de prevenir a doença hepática alcoólica é evitar o álcool, ou, se você bebe, a fazê-lo com moderação. A doença hepática alcoólica também pode ser prevenida através de uma nutrição adequada e proteção contra hepatite C.

Fontes e referências

  • American Liver Foundation
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não