publicidade

O que é Insuficiência cardíaca?

Sinônimos: ICA

A insuficiência cardíaca, também chamada de insuficiência cardíaca congestiva, é uma doença na qual o coração não consegue mais bombear sangue suficiente para o resto do corpo.

Causas

A insuficiência cardíaca é uma doença crônica de longo prazo, embora possa, às vezes, se desenvolver repentinamente.

A insuficiência cardíaca pode afetar apenas um dos lados do coração, lado direito ou esquerdo. São as chamadas insuficiência cardíaca direita ou esquerda. Cada vez mais, ambos os lados do coração estão sendo afetados.

A insuficiência cardíaca está presente quando há as seguintes alterações:

  • O músculo cardíaco não consegue bombear ou ejetar o sangue para fora do coração adequadamente. Esta é a chamada insuficiência cardíaca sistólica.
  • Os músculos do coração ficam rígidos e não se enchem de sangue facilmente. Esta é a insuficiência cardíaca diastólica.

Ambos problemas significam que o coração não consegue mais bombear sangue suficiente rico em oxigênio para o resto do corpo, especialmente quando você se exercita ou está ativo.

Como a função de bombeamento do coração está comprometida, o sangue pode retornar a outras áreas do corpo, causando acúmulo de líquido nos pulmões, fígado, trato gastrointestinal, braços e pernas. Consequentemente, falta oxigênio e nutrientes para os órgãos, prejudicando e reduzindo sua capacidade de trabalhar adequadamente.

Possivelmente, a causa mais comum de insuficiência cardíaca é a doença arterial coronariana (DAC), um estreitamento dos pequenos vasos sanguíneos que fornecem sangue e oxigênio ao coração. Para obter mais informações sobre a doença e fatores de risco, consulte: Doença arterial coronariana.

A insuficiência cardíaca também pode ocorrer quando uma infecção enfraquece o músculo cardíaco. Tal complicação é chamada de cardiomiopatia. Existem muitos tipos diferentes de cardiomiopatia. Para obter mais informações, consulte: Cardiomiopatia

Outras complicações que podem causar insuficiência cardíaca são:

  • Cardiopatia congênita
  • Ataque cardíaco
  • Doença das válvulas cardíacas
  • Alguns tipos de anormalidades do batimento cardíaco (arritmias)

Doenças como enfisema, anemia severa, hipertireoidismo ou hipotireoidismo também podem causar insuficiência cardíaca ou contribuir para seu surgimento.

Exames

Um exame físico pode revelar o seguinte:

  • Líquido em torno dos pulmões (derrame pleural)
  • Batimento cardíaco irregular
  • Inchaço nas pernas (edema)
  • Veias do pescoço que se destacam (estão distendidas)
  • Inchaço do fígado

Ao auscultar o peito com um estetoscópio, pode-se perceber estalidos pulmonares ou sons anormais no coração.

Os seguintes exames podem servir para diagnosticar ou monitorar a insuficiência cardíaca:

  • Raio X do tórax
  • ECG
  • Ecocardiograma
  • Exames de estresse cardíaco
  • Tomografia computadorizada cardíaca
  • Cateterismo cardíaco
  • Ressonância magnética do coração
  • Cintilografia cardíaca

A insuficiência cardíaca também pode alterar os resultados dos seguintes exames:

  • Análise química do sangue
  • Nitrogênio ureico sanguíneo (BUN)
  • Hemograma completo
  • Creatinina
  • Depuração de creatinina
  • Avaliação da função hepática
  • Exame de ácido úrico no sangue
  • Exame de sódio no sangue
  • Análise da urina
  • Exame de sódio na urina

Sintomas de Insuficiência cardíaca

Os sintomas da insuficiência cardíaca normalmente começam devagar. No início, podem aparecer apenas quando se está mais ativo. Com o passar do tempo, problemas respiratórios e outros sintomas podem começar a serem percebidos mesmo ao descansar.

No entanto, os sintomas de insuficiência cardíaca podem também aparecer de repente, logo após um ataque cardíaco ou outro problema cardíaco.

Os sintomas mais comuns da insuficiência cardíaca são:

  • Falta de ar na atividade física ou logo após estar deitado por um tempo
  • Tosse
  • Inchaço dos pés e tornozelos
  • Inchaço do abdome
  • Ganho de peso
  • Pulso irregular ou rápido
  • Sensação de sentir o batimento cardíaco (palpitações)
  • Dificuldade para dormir
  • Fadiga, fraqueza, desmaios
  • Perda de apetite, indigestão

Outros sintomas da insuficiência cardíaca podem ser:

  • Diminuição da atenção ou concentração
  • Redução do volume de urina
  • Náuseas e vômitos
  • Necessidade de urinar durante a noite

Bebês podem apresentar suor durante a alimentação (ou outra atividade).

Alguns pacientes com insuficiência cardíaca não apresentam sintomas. Nessas pessoas, os sintomas podem aparecer somente sob as seguintes condições:

Buscando ajuda médica

Ligue para o médico se tiver fraqueza, tosse cada vez pior ou expectoração, ganho de peso repentino ou inchaço, ou ainda outros sintomas novos ou inexplicáveis.

Vá para o pronto-socorro ou ligue para a emergência local (como 192) se sentir dor forte no peito, como que esmagando; desmaios, dor ou batimentos cardíacos rápidos e irregulares (especialmente se outros sintomas forem acompanhados de batimento cardíaco rápido e irregular).

Tratamento de Insuficiência cardíaca

Acompanhamento e cuidados próprios

Se sofrer de insuficiência cardíaca, o médico o acompanhará de perto. Serão feitas consultas de acompanhamento pelo menos a cada 3 a 6 meses e exames para verificar sua função cardíaca. Por exemplo, uma ultrassonografia do coração (ecocardiograma) será feita de vez em quando para verificar se o coração está bombeando sangue adequadamente a cada batida.

Será necessário monitorar a si mesmo atentamente e ajudar no controle de sua doença. Para tanto, é importante acompanhar seu peso diariamente. Pese-se na mesma hora, todos os dias e na mesma balança, usando pouca ou nenhuma roupa.

O ganho de peso pode ser um sinal de que seu corpo está contendo líquido extra e que sua insuficiência cardíaca está piorando. Pergunte ao médico o que fazer se aumentar de peso ou se outros sintomas aparecerem.

Outras medidas importantes no tratamento da insuficiência cardíaca:

  • Tome a medicação conforme prescrito. Leve uma lista de medicamentos com você onde quer que vá.
  • Limite o consumo de sal.
  • Não fume.
  • Pratique exercícios. Por exemplo, caminhe ou ande em bicicleta ergométrica. O médico pode oferecer um plano de exercícios físicos seguro e eficaz para o grau específico da insuficiência cardíaca. NÃO faça exercícios nos dias em que perceber aumento de peso por retenção de líquidos e se não estiver se sentindo bem.
  • Se você estiver acima do peso, procure emagrecer.
  • Descanse o suficiente, inclusive após fazer exercícios, comer ou outras atividades. Assim seu coração poderá descansar também. Mantenha os pés elevados para reduzir o inchaço.

Aqui estão algumas dicas para diminuir o sal e a ingestão de sódio:

  • Procure alimentos que tenham em suas embalagens "baixo teor de sódio", "não contém sódio", "sem adição de sal" ou "sem sal". Verifique o teor total de sódio nos rótulos dos alimentos. Tenha um cuidado especial com alimentos enlatados, embalados e congelados. O nutricionista pode ensinálo a entender esses rótulos.
  • Não acrescente sal quando estiver cozinhando nem quando for comer. Substitua por pimenta, alho, limão ou outras especiarias para dar sabor. Cuidado com especiarias embaladas, pois elas muitas vezes contêm sal ou produtos com sal (como o glutamato monossódico, GMS).
  • Evite alimentos que são naturalmente ricos em sódio, como anchovas, carnes (especialmente carnes curadas, bacon, cachorro-quente, salsicha, mortadela, presunto e salame), nozes, azeitonas, picles, chucrute, soja e molho inglês, suco de tomate e de outros vegetais, além de queijo.
  • Cuidado quando comer fora. Consuma alimentos feitos no vapor, grelhados, assados ou cozidos e sem adição de sal, molho, ou queijo.
  • Use óleo e vinagre, em vez de molhos engarrafados, em saladas.
  • Coma frutas frescas ou sorvete de frutas na sobremesa.

Medicamentos

O médico pode prescrever os seguintes medicamentos para insuficiência cardíaca:

  • Inibidores de ECA, como o captopril, lisinopril e ramipril, para dilatar os vasos sanguíneos e reduzir a carga de trabalho do coração
  • Diuréticos, incluindo a hidroclorotiazida, clortalidona, clorotiazida, furosemida, torsemida, bumetanida e espironolactona, para ajudar a livrar o corpo do líquido e do sal (sódio)
  • Glicosídeos digitálicos para ajudar o músculo cardíaco a se contrair de forma adequada e ajudar a tratar alguns distúrbios de arritmia
  • Bloqueadores do receptor da angiotensina (BRA), tais como losartan e candesartan, para aqueles que têm efeitos colaterais com inibidores de ECA
  • Betabloqueadores, como carvedilol e metoprolol, que podem ser úteis para alguns pacientes

Certos medicamentos podem piorar a insuficiência cardíaca e devem ser evitados. Entre eles estão anti-inflamatórios não esteroides, tiazolidinedionas, metformina, cilostazol, inibidores da PDE-5 (sildenafil, vardenafil), e muitas drogas que tratam arritmias cardíacas.

Cirurgias e dispositivos

A cirurgia de válvula cardíaca, cirurgia de ponte de safena e angioplastia podem ajudar algumas pessoas com insuficiência cardíaca.

Os dispositivos a seguir podem ser recomendados para alguns pacientes com insuficiência cardíaca:

  • Um marcapasso para ajudar a tratar batimentos cardíacos lentos ou outros problemas cardíacos
  • Um marca-passo biventricular para ajudar na contração de ambos os lados do coração ao mesmo tempo, o que também é chamado de terapia de ressincronização cardíaca.
  • Um cardioversor-desfibrilador implantável que reconhece as arritmias cardíacas que põem a vida em risco e envia um pulso elétrico para detê-las.

A insuficiência cardíaca grave pode exigir os seguintes tratamentos quando outras terapias não funcionam mais. Eles são geralmente usados quando uma pessoa está esperando por um transplante de coração:

  • Balão intraaórtico (BIA)
  • Dispositivo de assistência ventricular esquerda (DAVE)

Observação: Esses dispositivos podem salvar a vida, mas não são soluções permanentes. Pacientes que se tornam dependentes de suporte circulatório precisarão de transplante de coração.

PUBLICIDADE

Expectativas

A insuficiência cardíaca é uma doença séria. É geralmente uma doença crônica, que pode piorar com infecção ou outros estresses físicos.

Vários tipos de insuficiência cardíaca podem ser controlados com medicamentos, mudanças no estilo de vida e com o tratamento de qualquer doença subjacente.

Complicações possíveis

  • Arritmia cardíaca (pode ser fatal)
  • Edema pulmonar
  • Insuficiência cardíaca total (colapso circulatório)

Os possíveis efeitos colaterais dos medicamentos para insuficiência cardíaca são:

  • Tosse
  • Toxicidade digitálica
  • Problemas gastrointestinais (como náuseas, azia, diarreia)
  • Dores de cabeça
  • Tonturas e desmaios
  • Pressão baixa
  • Lúpus
  • Cãibras musculares

Prevenção

Siga as recomendações de seu médico e tome todos os medicamentos conforme prescrito.

Mantenha a pressão arterial, frequência cardíaca e colesterol sob controle, como recomendado pelo médico. O tratamento pode incluir exercícios físicos, uma dieta especial e medicamentos.

Outras medidas importantes para combater a insuficiência cardíaca:

  • Não fume.
  • Não tome bebidas alcoólicas.
  • Reduza o consumo de sal.
  • Faça exercícios como recomendado pelo médico.

Fontes e referências:

  • Hunt SA, Abraham WT, Chin MH, Feldman AM, Francis GS, Ganiats TG, et al. ACC/AHA 2005 Guideline Update for the Diagnosis and Management of Chronic Heart Failure in the Adult. J Am Coll Cardiol. 2005;46:1-82.

  • Mann DL. Management of heart failure patients with reduced ejection fraction. In: Libby P, Bonow RO, Mann DL, Zipes DP, eds. Libby: Braunwald's Heart Disease: A Textbook of Cardiovascular Medicine. 8th ed. Saunders; 2007: chap 25.

  • Hess OM and Carroll JD. Clinical assessment of heart failure. In: Libby P, Bonow RO, Mann DL, Zipes DP, eds. Libby: Braunwald's Heart Disease: A Textbook of Cardiovascular Medicine. 8th ed. Saunders; 2007: chap 23.

  • Jessup M, Abraham WT, Casey DE, Feldman AM, Francis GS, Ganiats TG, et al. 2009 focused update: ACCF/AHA Guidelines for the Diagnosis and Management of Heart Failure in Adults: a report of the American College of Cardiology Foundation/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines: developed in collaboration with the International Society for Heart and Lung Transplantation. Circulation. 2009 Apr 14;119(14):1977-2016. Epub 2009 Mar 26.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X