Nevralgia do trigêmeo

Visão Geral

O que é Nevralgia do trigêmeo?

A neuralgia do trigêmeo é um distúrbio nervoso que provoca uma dor lancinante na região do rosto, por onde passa o nervo trigêmeo – responsável por carregar as mensagens resultantes das sensações do rosto para o cérebro.

A dor sentida por esta condição é descrita como uma das piores dores que existem.

Causas

O nervo do trigêmeo recebe esse nome porque tem três ramificações: o ramo oftálmico (que acompanha os olhos), o ramo maxilar (que acompanha todo o maxilar superior) e o ramo mandibular (que acompanha o maxilar inferior).

Assim como vários outros nervos presentes no rosto, o nervo do trigêmeo é um nervo sensitivo que controla as sensações que se espalham pela face, enviando-as como mensagens ao cérebro.

A dor provocada pela neuralgia do trigêmeo se distribui de acordo com o ramo do nervo afetado. A neuralgia pode se distribuir em três grandes partes do rosto:

  • Região frontal, que toma a órbita ocular e parte do nariz
  • Região malar, que se estende até o nariz e parte do lábio superior
  • Região temporal que passa pelo lado do ouvido e acompanha o maxilar inferior.

Na neuralgia do trigêmeo, a função do nervo do trigêmeo é interrompida. Geralmente, o problema é causado pelo contato entre um vaso sanguíneo normal - neste caso, uma artéria ou de uma veia - e o nervo do trigêmeo. Esse contato coloca pressão sobre o nervo e faz com que ele não funcione corretamente e provoque a dor característica.

Uma série de gatilhos pode desencadear a dor da neuralgia do trigêmeo, incluindo:

  • Barbearse
  • Acariciar o próprio rosto
  • Alimentar-se
  • Beber
  • Escovar os dentes
  • Falar
  • Maquiar-se
  • Ser exposto à brisa e ao vento
  • Sorrir
  • Lavar o rosto

Fatores de risco

A neuralgia do trigêmeo pode ser resultado do processo de envelhecimento (embora possa surgir em pessoas de todas as idades) ou pode, ainda, estar relacionada à esclerose múltipla ou a uma desordem semelhante que danifica a bainha de mielina. Menos comumente, a neuralgia do trigêmeo pode ser causada por um tumor que está comprimindo o nervo do trigêmeo. Além disso, algumas pessoas podem desenvolver essa condição devido a uma lesão cerebral ou a outras anormalidades. Pode acontecer, também, de a causa da neuralgia do trigêmeo não poder ser identificada.

Sintomas

Sintomas de Nevralgia do trigêmeo

Os sintomas resultantes da neuralgia do trigêmeo podem incluir os seguintes:

  • Dor leve e ocasional, que vêm em pontadas
  • Dor lancinante, descrita como insuportável, que chega repentinamente e assemelha-se a um choque elétrico
  • Ataques espontâneos de dor ou ataques desencadeados por simples gatilhos, como falar, comer, beber ou escovar os dentes
  • Crises de dor com uma duração de alguns segundos
  • Episódios de vários ataques que duram dias, semanas, meses ou mais - algumas pessoas têm períodos em que eles não sentem dor
  • Dor nas áreas pelas quais passa o nervo trigêmeo, incluindo o rosto, mandíbula, dentes, gengivas, lábios ou, com menos frequência, os olhos e a testa
  • Dor que afeta somente um lado do rosto
  • Dor que permanece em um só local ou que irradia para outras partes do rosto aos poucos
  • Ataques de dor cada vez mais frequentes e intensos

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Procure ajuda médica se você sentir dores muito fortes no rosto, principalmente se essa dor persistir por algum tempo ou for recorrente e não aliviar com o uso de analgésicos.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar neuralgia do trigêmeo são:

  • Neurologista
  • Oftalmologista
  • Reumatologista
  • Odontologista/dentista
  • Otorrinolaringologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais são seus sintomas?
  • Qual a intensidade da dor que você sente? Como você poderia descrevê-la?
  • A dor vem acompanhada de outros sintomas? Quais?
  • Você tomou alguma medida para aliviar seus sintomas? Qual? E funcionou?
  • A dor que você sente é recorrente ou ocasional?
  • Você sente dor em apenas um ou em ambos os lados do rosto?
  • A dor que você sente está afetando sua qualidade de vida?
  • Você já foi diagnosticado com alguma outra condição no rosto? Qual? Está fazendo tratamento?
  • Você faz uso de algum tipo de medicamento? Qual? Em qual dosagem?

Diagnóstico de Nevralgia do trigêmeo

O médico poderá fazer o diagnóstico de neuralgia do trigêmeo baseando-se principalmente na descrição da dor feita pelo paciente. Para isso, ele segue três critérios principais:

  • Tipo: a dor relacionada à neuralgia do trigêmeo é súbita, breve e semelhante a um choque elétrico
  • Localização: o médico poderá comprovar se trata-se mesmo de um caso de neuralgia do trigêmeo a partir das partes do rosto que são afetadas pela dor
  • Gatilhos: a dor relacionada à neuralgia do trigêmeo geralmente é causada por estimulação externa ou por simples ações do dia a dia, como comer, falar ou expor-se à brisa e ao vento.

Além disso, o especialista pode realizar muitos exames para diagnosticar a neuralgia do trigêmeo e determinar as causas subjacentes para esta condição, como:

  • Exame neurológico: ao examinar o rosto do paciente, o médico é capaz de determinar exatamente onde a dor está ocorrendo e, caso o diagnóstico por neuralgia do trigêmeo ser confirmado, quais ramos do nervo do trigêmeo foram afetados
  • Ressonância magnética: o médico pode pedir um exame de ressonância magnética da cabeça para determinar se a neuralgia do trigêmeo é causada por algum problema mais grave, como esclerose múltipla ou um tumor.

O diagnóstico preciso é essencial para neuralgia do trigêmeo, pois a dor facial pode ser causada por diversas condições. Caso seja necessário, o médico solicitará alguns exames complementares para descartar outras possíveis causas.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Nevralgia do trigêmeo

O tratamento para neuralgia do trigêmeo geralmente começa com o uso de medicamentos anticonvulsivos e antiespasmódicos. Em muitos casos, não é necessário tratamento adicional.

No entanto, ao longo do tempo, algumas pessoas com essa condição podem parar de responder aos medicamentos ou, então, passam a ter efeitos colaterais desagradáveis. Para essas pessoas, injeções e cirurgia podem ser opções viáveis.

Agora, se a neuralgia do trigêmeo for causada por outro problema mais grave, o médico deverá tratar a doença subjacente específica.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

A dor causada pela neuralgia do trigêmeo pode ser desencadeada por simples ações do dia a dia. Muitas pessoas evitam até mesmo sair da cama para não correr o risco de a dor voltar. No entanto, isso prejudica muito a qualidade de vida do paciente, de modo que ele deve procurar ajuda médica para receber a melhor indicação possível.

É bom lembrar que é sempre recomendável que os pacientes sigam à risca todas as orientações médicas e obedeçam corretamente o tratamento.

Expectativas

A dor causada pela neuralgia do trigêmeo é o principal problema, pois é descrita como insuportável e uma das mais fortes que existem. Algumas pessoas já pensaram até mesmo em cometer suicídio, de tão intensa que é a dor.

Caso a condição não seja causada por uma doença subjacente, o tratamento para neuralgia do trigêmeo costuma trazer alívio para os sintomas.

Prevenção

Prevenção

Não há formas conhecidas de se prevenir a neuralgia do trigêmeo.

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • The Facial Pain Association
  • National Institute of Neurologial Disorders and Stroke
  • Sociedade Brasileira de Neurocirurgia
  • Academia Brasileira de Neurologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não