Dengue: você sabe como agir e o que evitar?

Descubra métodos eficazes de se proteger e quais remédios não tomar

POR LAURA TAVARES - ATUALIZADO EM 17/03/2015

Basta chover e as temperaturas subirem para ouvirmos falar de novos surtos de dengue. Não é por acaso. Segundo a entomologista Denise Valle do Instituto Oswaldo Cruz, tais condições climáticas não só aumentam o número de criadouros, devido à água parada, como ainda diminuem o tempo que o mosquito precisa para passar do ovo para a idade adulta. E de acordo com dados da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, foram registrados 742.364 casos de dengue no país entre janeiro e dezembro de 2011.

Por isso, adotar medidas eficazes de proteção e saber o que fazer em caso de suspeita da doença é fundamental. Afinal, repelentes são eficazes no combate ao mosquito? Existem remédios que podem ser perigosos caso o vírus esteja na corrente sanguínea? Para esclarecer estas e outras dúvidas, o Minha Vida conversou com especialistas e montou o quiz que você confere a seguir.

1/6

Repelentes são um método eficaz de combate a dengue?

2/6

Um quintal sem água parada garante segurança dentro de casa?

3/6

Que remédios devem ser evitados em caso de suspeita de dengue?

4/6

Quem já contraiu a doença precisa se preocupar em ser novamente infectado?

5/6

Quais os sintomas similares entre gripe e dengue?

6/6

Por que o diagnóstico correto demora em alguns casos?

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.