Colonoscopia: exame

Entenda quando ele é feito com biópsia e qual o preparo para o procedimento

O que é a colonoscopia

Colonoscopia - Getty Images
Colonoscopia analisa todo o intestino grosso e a parte final do intestino delgado

A colonoscopia é um exame que permite ao médico analisar o revestimento interno do intestino grosso e parte do delgado, correspondente ao reto e ao cólon. A colonoscopia ajuda a encontrar pólipos, tumores, inflamações, úlceras e outras alterações do órgão. A colonoscopia hoje é tida como um dos principais métodos de rastreamento do câncer de cólon e reto.  

Outros nomes

Colonoscopia virtual                                           

Qual médico faz o exame?

A colonoscopia é feita por um gastroenterologista ou um colonoscopista.


Quando o exame é pedido:

A colonoscopia pode ser pedida para:                                             

  • Procurar um câncer de cólon e reto ou pólipos
  • Procurar a causa de sangue nas fezes ou hemorragia retal
  • Analisar a causa de fezes escuras ou pretas
  • Encontrar a causa de uma diarreia crônica
  • Encontrar uma possível causa para anemia ferropriva
  • Analisar a causa de uma perda de peso inexplicável
  • Analisar o cólon após resultados anormais de um exame de fezes
  • Acompanhar ou tratar a colite
  • Procurar a causa de dor de barriga crônica.

Contraindicações:

 A colonoscopia é contraindicada para pacientes com:                       

  • Abdômen agudo perfurativo
  • Diverticulite aguda
  • Megacólon tóxico.

Algumas condições fazem com que o exame de colonoscopia seja adiado:                    

  • Infarto recente do miocárdio
  • Embolia pulmonar recente
  • Neutropenia importante
  • Gravidez
  • Aneurisma de aorta ou de ilíaca
  • Esplenomegalia.

Preparo para a colonoscopia:

Antes de fazer o seu exame de colonoscopia, o médico pedirá para você interromper o uso de alguns medicamentos durante dois ou três dias, principalmente suplementos de fibras e medicamentos que contenham ferro. Outros medicamentos, como anti-inflamatórios, anticoagulantes e insulina devem ser discutidos com o médico, que irá avaliar se devem ser interrompidos. Converse com seu médico sobre quaisquer dúvidas que você tem o exame de colonoscopia. 

Nos dias que antecedem a colonoscopia, você precisará seguir alguns cuidados para limpar seu cólon. No geral, você precisará parar de comer alimentos sólidos um ou dois dias antes da colonoscopia e não ingerir nada vermelho ou roxo, como suco de uva. O consumo de bebida alcoólica está proibido no dia do exame e no dia anterior em função dos sedativos, pois seus efeitos podem se intensificar. O médico irá receitar um medicamento laxativo, que deverá ser ministrado conforme suas instruções. Isso porque o intestino grosso, onde ficam depositadas as fezes, deverá estar limpo para que o médico possa fazer a análise do órgão. Nos dias anteriores ao exame você irá ao banheiro diversas vezes, por conta da medicação laxativa. Você irá ao banheiro até que a evacuação seja apenas uma água transparente. Essa é a de que o cólon está limpo, preparado para fazer o exame, pois só assim é possível enxergar a mucosa e encontrar lesões. 

É importante beber muito líquido enquanto puder, de preferência com cores claras (como suco de maçã), para não ficar desidratado. Descanse na noite anterior à colonoscopia e pare de comer e beber qualquer coisa no mínimo oito horas antes do exame. Pode ser também que você tome outra solução no dia da colonoscopia, para que em três horas você consiga evacuar tudo o que está no intestino. 

Para fazer a colonoscopia, é importante que você esteja acompanhado, pois o exame é feito com uma sedação e seus efeitos podem durar horas, impedindo você de praticar atividades como dirigir ou trabalhar. 

Como é feita a colonoscopia:

A colonoscopia deverá ser feita em um consultório médico, clínica ou um hospital. Você vai precisar tirar a maioria de suas roupas e será dada uma vestimenta própria para o exame. Após o intestino estar totalmente limpo, é aplicada a sedação e você ficará deitado de lado, com os joelhos dobrados e encostados na sua barriga. Quando a sedação fizer efeito e você dormir completamente, o colonoscopista irá colocar gentilmente em seu ânus para verificar se há obstrução. Se estiver tudo bem, ele irá inserir um tubo em seu ânus, chamado colonoscópio. O colonoscópio é uma haste flexível da espessura de um centímetro - aproximadamente um dedo indicador -, com cerca de um metro de comprimento. Ele tem uma câmera na sua extremidade, que capta a imagem e transmite para um monitor de televisão, assim como uma fonte de luz para iluminar tudo. O médico irá inserir o colonoscópio até o início do intestino delgado, pois é essa extensão do intestino que geralmente fica doente. Caso a sedação não seja geral, você poderá sentir cólicas ou dores agudas, consequentes da movimentação do tubo. Você também poderá sentir vontade de evacuar. 

O médico também pode utilizar pequenas ferramentas, como fórceps ou cotonetes, para recolher amostras de tecido (biópsia) ou retirar pólipos. Normalmente, as pessoas não sentem nada. Ao final da colonoscopia, o tubo é lentamente puxado para fora de seu ânus e a sua área anal será limpa. 

A colonoscopia geralmente dura de 30 a 45 minutos, mas pode demorar mais, dependendo do que for encontrado e que é feito durante o teste. Após a colonoscopia, você ficará sob observação durante uma ou duas horas. Quando estiver acordado e capaz de andar, você poderá ir para casa. 

Usos terapêuticos da colonoscopia

Colonoscopia - Getty Images
Pólipos são necrosados durante a colonoscopia com uma corrente elétrica

 A colonoscopia também pode ser usada como procedimento terapêutico, uma vez que não requer incisões. A colonoscopia pode ser usada para:

  • Retirada de pólipos (polipectomias): com ajuda de uma alça na ponta do colonoscópio, o médico laça a base do pólipo e emite uma pequena corrente elétrica pela alça, em toda a volta do pólipo
  • Colocação de próteses no intestino
  • Remoção de corpos estranhos (moedas engolidas por crianças, por exemplo)
  • Tratamento de lesões sangrantes.

Possíveis efeitos colaterais:

Após o exame de colonoscopia, você poderá sentir algum inchaço e cólicas nas primeiras horas após o exame. Você terá gases e sentirá vontade de evacuar com frequência. Se a foi feita ou biópsia ou retirado um pólipo, você pode ter traços de sangue nas fezes. Após o período de evacuação mais frequente, pode ser que você passe vários dias sem evacuar.

Recomendações pós-exame:

Se pólipos foram retirados, o médico pode aconselhá-lo a não tomar aspirina e anti-inflamatórios durante uma ou duas semanas. Ao chegar em casa no dia do exame, você pode começar a se alimentar, com líquidos à vontade e um lanche pequeno. É importante tomar bastante líquido para evitar uma desidratação. Nas primeiras seis horas, deve ser feita uma dieta mais leve, com alimentos de fácil digestão. Após esse período, se você estiver se sentindo bem, pode fazer uma dieta normal.

Possíveis complicações e riscos:

A chance de acontecer qualquer problema em uma colonoscopia é muito pequena. No entanto, pode ser que as ferramentas utilizadas durante o exame perfurem o revestimento do cólon, causando sangramentos. No geral, o médico percebe esse sangramento durante o próprio exame, já fechando a ferida no mesmo procedimento. Também pode ocorrer uma perfuração tardia, no geral em decorrência de uma ressecção de pólipo, que pode gerar uma necrose mais profunda, causando sangramento nos dias seguintes ao exame. Nesse caso, o paciente deve ser encaminhado ao médico para tratar a ferida de forma adequada. Ligue para o seu médico se você:

  • Tiver um sangramento persistente nas fezes
  • Tiver uma dor de barriga grave
  • Desenvolver uma febre
  • Ficar muito tonto
  • Vomitar
  • Ficar com a barriga inchada e firme.

Periodicidade do exame:

Pessoas com histórico familiar de câncer de cólon e reto ou doenças do intestino devem começar a fazer colonoscopias após os 50 anos, anualmente, no sentido de rastrear qualquer recorrência. Seu médico pode recomendar o exame mais cedo se o seu risco para câncer de cólon e reto for muito alto. Se você estiver fazendo acompanhamento para alguma doença intestinal, os exames podem ser mais frequentes.

O que significa o resultado do exame?

Por ser um procedimento no qual o resultado é mostrado ao vivo, o colonoscopista será capaz de dizer os resultados imediatamente após o procedimento. Qualquer alteração na cor ou textura da mucosa do intestino, ou mesmo presença de sangramentos, indicam um problema. As amostras de tecido são enviadas para um laboratório, onde serão avaliadas. Outros resultados do teste são preparados em dois a quatro dias, ou então semanas, dependendo da avaliação.

Resultados normais:

O revestimento do cólon deve parecer suave e cor de rosa, com um monte de dobras normais. Não pode haver crescimentos, bolsas, sangramento ou inflamações.

O que significam resultados anormais:

A colonoscopia pode indicar hemorroidas, pólipos, tumores, uma ou mais feridas (úlceras), bolsas na parede do cólon (diverticulose), inflamações, colite e câncer de cólon e reto.

Gestantes podem fazer?

Em geral, as mulheres grávidas não são indicadas para fazer a colonoscopia. Primeiramente porque a sedação usada no exame não pode ser ministrada no primeiro trimestre de gestação, que quando se forma o tubo neural do bebê, e depois disso porque o excesso de evacuação pode causar desidratações e deficiências vitamínicas, além de ser um procedimento que pode causar desconfortos.

Fontes consultadas:

Dalton Marques Chaves, médico endoscopista do Fleury Medicina e Saúd
Sociedade Brasileira de Coloproctologia
Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva

links patrocinados
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não