Câncer de mama: autoexame não é eficaz na detecção precoce de nódulos malignos

SÉRIE CÂNCER DE MAMA

POR ADRIANE ZIMERER - ATUALIZADO EM 03/09/2012

Câncer de mama: autoexame não é eficaz na detecção precoce de nódulos malignos

Presença de nódulos e alterações na pele são principais sintomas notados por pacientes

4 de 18

Câncer de mama: sintomas

No Brasil, o câncer de mama é a principal causa de morte entre mulheres de 45 a 55 anos de idade. O problema é que muitas delas só ficam sabendo da doença tarde demais.

Detecção precoce
Durante muito tempo se incentivou o autoexame mamário. O problema é que muitas mulheres deixaram de ir ao médico achando que poderiam detectar o câncer sozinhas. A presença de nódulos estranhos nas mamas é o principal sinal de um tumor maligno.
No entanto, a mastologista Angela Trinconi, do Instituto do Câncer de São Paulo, explica que o pequeno "caroço" só pode ser notado quando está grande o suficiente, ou seja, em um quadro avançado. Por isso, o mais recomendado é que mulheres acima dos 40 anos de idade realizem o exame de mamografia anualmente.

Autoexame
Mesmo não sendo a melhor forma de detectar o cancro das mamas, o autoexame pode salvar vidas. O nódulo maligno geralmente é duro e de formato irregular, diferente de um benigno, que costuma ser arredondado e de consistência mais elástica. Uma mulher que tem suspeitas de que está com câncer deve procurar um mastologista o quanto antes, já que o câncer tende a crescer e se espalhar para outros órgãos e tecidos.

Por isso, quanto antes o câncer for diagnosticado, mais chances de recuperação e menos complicações a paciente tem. Para evitar este mal pratique atividades físicas, alimente-se corretamente, evite a ingestão excessiva de álcool e não fume.

Saiba mais sobre o tema em Tudo sobre câncer de mama.

Todos os vídeos da série

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.