Síndrome do pânico: transtorno de ansiedade gera ataques de medo intenso

SÉRIE ANSIEDADE

POR DANILO SALA - PUBLICADO EM 19/12/2012

Síndrome do pânico: transtorno de ansiedade gera ataques de medo intenso

Sintomas podem fazer o paciente pensar que está morrendo ou enlouquecendo

4 de 4

Síndrome do pânico

Ansiedade, medo intenso. Quem tem síndrome do pânico conhece bem a sensação. Durante um surto podem ocorrer palpitações, tremores, calafrios e até falta de ar. Por isso, para se ter uma melhor qualidade de vida, é essencial que o paciente siga um tratamento junto ao médico.

A sensação é desagradável, mas nem poderia ser diferente. O medo é um estado em que o corpo fica em alerta, geralmente diante de uma ameaça. Essencial para a vida, ele é uma forma de defesa do nosso organismo. O problema é que em algumas pessoas o medo se torna algo incontrolável, provocando ataques de pânico.

Toda essa reação acontece no cérebro, com uma descarga exagerada de um neurotransmissor chamado noradrenalina. Assim, o paciente é afetado por um medo intenso, como se estivesse em perigo.

Os sintomas geralmente começam a se manifestar antes dos 25 anos de idade, principalmente em pessoas com características mais inseguras e ansiosas.

O diagnóstico da síndrome do pânico é feito apenas com base nos sintomas e na história do paciente. Com acompanhamento médico, medicamentos antidepressivos e ansiolíticos podem ser utilizados.

A maioria das pessoas melhora bastante ao realizar o tratamento, mas infelizmente nem todos conseguem alcançar a cura. É um trabalho árduo, mas o especialista garante: é algo totalmente possível.

Todos os vídeos da série

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.